Passageiro clandestino – Diário de vida

Google apresenta nova biblioteca de livros digitais apostando na evolução dos eBooks

0

id158883_1

Publicado no Tudo Celular

Os ebooks já estão por aí há algum tempo, e desde o seu surgimento até os dias atuais, os formatos de livros digitais apresentam tão somente o conteúdo de um livro impresso nas telas de computadores, laptops, celulares e dispositivos como o Kindle ou Kobo. Entre as décadas de 90 e 2000, diversos formatos foram criados, diferentes dispositivos tentaram entrar no novo mercado, mas apenas com a Amazon os ebooks se consolidaram de fato como produtos comerciais.

Mesmo assim, desde então, poucos formatos se mostraram firmes entre os leitores de livros digitais. Os principais deles são o ePub, Mobi (ambos em código aberto), Azw (exclusivo do Kindle), Lit (para o Microsoft Reader) e o PDF, que mesmo não sendo considerado pelo mercado como ebook de fato devido a suas limitações editoriais, ainda é muito popular entre os fãs de literatura mais tecnológicos.

Mas o que todos eles tem em comum desde as origens dos livros digitais? O fato de que simplesmente contém o mesmo conteúdo dos livros físicos que encontramos nas livrarias. Eles trazem o texto, capa, ilustrações, e raros são os casos em que há algum conteúdo exclusivo, e ainda assim são apenas novas ilustrações ou capítulos extras. Claro que há vantagens, como índices interativos, a possibilidade de se integrar ao dicionário dos dispositivos, compartilhar trechos e comentários online, entre outros, mas nada novo em termos de conteúdos.

É bem verdade que o ePub3 tentou, em 2012, fornecer novos tipos de conteúdos aproveitando-se das possibilidades digitais, incluindo marcações HTML5 para incluir mais interatividade, vídeos, entre outros recursos, mas nada disso vingou. A Google, no entanto, acredita que será capaz de ultrapassar a barreira dos textos tradicionais e fornecer novos tipos de ebooks através do Editions at Play.

Trata-se de uma pequena biblioteca de livros experimentais que tiram proveito da conectividade com a Internet em dispositivos móveis atuais. O slogan da nova biblioteca digital da Google diz: “Nós vendemos livros que não podem ser impressos”. Veja abaixo como os livros aparecerão nos smartphones.

All-the-books-Editions-at-Play-Animated_500px

Há apenas alguns livros disponíveis e outros serão lançados em um futuro próximo. Um dos livros é “A Verdade Sobre Cães e Gatos”, de Sam Riviere e Joe Dunthorne, que conta com animações e até mesmo instruções para orientar o leitor através da leitura do conteúdo. Os usuários poderão alternar entre poemas e histórias de Riviere e Dunthorne a qualquer momento, por isso cada leitura será diferente.

O outro livro, que usa recursos ainda mais curiosos, é “Entradas e Saídas” de Reif Larsen. Esta história é contada através do Street View da Google e a narrativa combina locações reais e ficcionais.

Editions-at-Play-2

Os livros são otimizados para serem lidos em smartphones e eles são compatíveis com aqueles que executam o Android 4.4 ou mais recente, assim como iOS 8 ou posteriores. Ainda assim, nem todos os aparelhos terão suporte para esses livros, então os usuários podem experimentá-los antes de fazer a compra.

Esta parece ser uma boa maneira de como livros digitais poderiam evoluir, e mesmo se isso ainda levar mais algum tempo até que a biblioteca cresça significativamente, a Google está disposta a ouvir todas as sugestões sobre a criação de livros digitais.

Por outro lado, autores de livros à moda atual talvez sejam ainda um tanto resistentes quanto à criação de conteúdos com novos recursos. Afinal, para a maioria desses artistas, o que vale é uma boa história para se contar. Se conteúdos como animações e outros tipos de recursos dentro das histórias são coisas que os próprios autores devem se preocupar, ou se surgirá parcerias com outros profissionais mais especializados nessas tecnologias, só o tempo dirá.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Revival, livro de Stephen King, será adaptado para o cinema

0

20160204-revival-king

Davi Cardoso, no Cinema com Rapadura

Stephen King, o maior autor de terror das últimas 3 décadas terá mais um de seus livros adaptados para o cinema. “O Iluminado”, “Um Sonho de Liberdade”, “O Nevoeiro”, “1408”, “À Espera de um Milagre”, “Carrie – A Estranha”, “Conta Comigo”, “Cemitério Maldito”, Christine – O Carro Assassino”, “A Zona Morta”, “Louca Obsessão” e “O Apanhador de Sonhos” foram algumas de suas obras adaptadas e a mais recente, “Revival“, foi escolhida para vir aos cinemas.

Por causa disso, outro livro do Mestre do Terror, “A Dança da Morte”, teve sua produção adiada por tempo indeterminado. Segundo o Deadline, o roteirista/diretor Josh Boone (“A Culpa é das Estrelas”), responsável por ambas as produções, dará uma pausa no desenvolvimento de “The Stand” para se dedicar a “Revival”, que agora será seu próximo filme. O roteiro, inclusive, já foi finalizado e submetido a Universal.

O best-seller de 2014 trata de temas como vício, fanatismo e o outro lado da vida. A trama se passa em uma cidadezinha da Nova Inglaterra, mais de meio século atrás, e acompanha um pregador carismático, que perde sua fé quando sua esposa e filho são mortos em um trágico acidente. Desequilibrado, ele logo se torna obcecado no poder da cura através da corrente elétrica, experimento que o faz agir como Deus. Um jovem homem, com seus demônios próprios, acaba cruzando o caminho do pastor e começa a se beneficiar dos seus talentos, bem como de sua nova obsessão mortal.

Michael De Luca (“50 Tons de Cinza”) produzirá a adaptação de “Revival”. Josh Boone ainda pretende dirigir “A Dança da Morte”, mas a adaptação no momento segue com cronograma indefinido.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Editora vai recorrer de proibição de livro de Hitler e defende liberdade de expressão

0

Grupo afirma que edição condena ideologia nazista por ser crítica e comentada

Publicado no R7

imageA editora responsável pela publicação do livro Mein Kampf (Minha Luta, na tradução do português), escrito em 1925 por Adolf Hitler, vai recorrer da determinação do juiz Alberto Salomão Junior, da 33ª Vara Criminal da Capital, que proíbe a comercialização, exposição e divulgação da obra na cidade do Rio de Janeiro.

De acordo com a Geração Editorial, a decisão é “inócua”, pois o livro pode ser baixado de graça na internet, em vários idiomas, inclusive português. O grupo afirmou que vai recorrer da decisão sob alegação de que a Constituição garante o direito à livre expressão.

Por meio de nota, a editora argumentou que a publicação crítica e comentada presta “um serviço à humanidade por desmentir, refutar e condenar as ideias de Hitler”.

A ação cautelar foi ajuizada pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. Quem descumprir a decisão terá que pagar multa de R$ 5.000. Mandados de busca e apreensão já foram expedidos. Diretores de livrarias em que ocorrem as buscas serão nomeados como os depositários dos livros apreendidos. O juiz deu o prazo de cinco dias para que as livrarias e seus representantes legais apresentem resposta.

Na decisão, o juiz avalia que o livro incita práticas de intolerância contra grupos sociais, étnicos e religiosos e recorda que a discriminação contraria valores humanos e jurídicos estabelecidos pela República brasileira, justificando a proibição da obra.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Em Santarém, jovem de 17 anos é aprovada em cinco faculdades

0
Lara Duarte também se inscreveu no processo seletivo da Ufopa (Foto: Arquivo Pessoa/Lara Duarte)

Lara Duarte também se inscreveu no processo seletivo da Ufopa (Foto: Arquivo Pessoa/Lara Duarte)

 

Lara Carvalho Duarte também se inscreveu no Processo Seletivo da Ufopa.
Jovem estudava em colégio público e terminou o ensino médio em 2015.

Aritana Aguiar, no G1

Ingressar na faculdade é o sonho de muitas pessoas, mas ser aprovado em cinco cursos vai além do esperado. Em Santarém, no oeste do Pará, a estudante Lara Carvalho Duarte, de 17 anos, passou em cinco processos seletivos. A jovem terminou o ensino médio em 2015. Estudante de colégio público, ela enfrentou uma greve de professores que durou quase 3 meses, mas ela garantiu que isso não foi empecilho para se dedicar aos estudos.

Lara fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2015. Na redação fez 920 pontos. Juntamente com as notas das demais disciplinas ela conseguiu ficar em primeiro lugar no curso de educação física na Universidade do Estado do Pará (Uepa), em segundo lugar no curso de artes cênicas na Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul (UEMS), onde foi aprovada por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu); quinto lugar em arquitetura e urbanismo, no Centro Universitário Luterano de Santarém (Ceuls), garantindo a vaga por meio do Programa Universidade Para Todos (ProUni); na universidade particular Instituto Esperança de Ensino Superior (Iespes) ela foi aprovada em psicologia; e ainda foi aprovada no curso de Letras pela Universidade Federal do Pará (UFPA), em Belém.

Mesmo com tantas aprovações, a jovem não para, assim que abriram as inscrições do Processo Seletivo da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA) ele fez a inscrição. Como primeira opção, ela marcou o curso de direito e segunda opção, o curso de Farmácia e aguarda a divulgação do resultado. A primeira chamada está prevista para o dia 10 de março.

Lara revelou ao G1 a estratégia para obter um bom desempenho. “Eu sempre busquei a alternativa de estudar sozinha. Mesmo com a greve dos professores, isso não me impedia de aprender. Recebi meus livros didáticos, estudava em casa, acessava os conteúdos disponíveis na internet. Quando encerrou a greve dos professores, eu tirei todas as dúvidas em sala de aula. Eles sempre estavam dispostos. Para quem quer estudar, não existe desculpa”.

Apesar da dedicação aos estudos, Lara se surpreendeu com o resultado. “Eu fiquei surpresa sim, mas foi como forma de gratidão, porque algo que eu plantei está sendo colhido”, declarou.

Lara diz que usou várias estratégias de estudo (Foto: Aritana Aguiar/G1)

Lara diz que usou várias estratégias de estudo
(Foto: Aritana Aguiar/G1)

A estudante contou que gosta de escrever muito e língua portuguesa é a disciplina favorita. Ela acredita que talvez isso justifique o bom desempenho que obteve na redação do Enem. Apesar de não gostar das matérias de exatas, ela sempre se esforçou para aprender.

O apoio da família foi fundamental, segundo a estudante. “Eles sempre disseram que eu tinha que passar no vestibular”, contou ao garantir que essas palavras davam força para continuar estudando.

Sonho de medicina
Apesar da diversidade de opção de curso, nenhum deles Lara irá cursar, ela sonha em fazer medicina. “Eu achava que minha média seria insuficiente para medicina, mas na verdade na Ufam [Universidade Federal do Amazonas], daria para ter passado, infelizmente não me inscrevi. Já chorei bastante por isso”, lamentou

A estudante revelou ao G1 que antes pensava em escolher um dos cursos onde foi aprovada. Com as várias aprovações, ele recebeu apoio de um professor para tentar medicina, e por meio dele conseguiu uma bolsa de 50% em um cursinho pré-vestibular. “Então decidimos em família que eu iria estudar para tentar o curso”.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Harry Potter ganha personagens em versão Anime

0

Harry-Potter-Anime-1-760x400

Paula Ramos, no Poltrona Nerd

Você pode não saber disso, mas os livros de J.K. Rowling, Harry Potter, ainda fazem sucesso no mundo todo. Caso não saiba, descubra que os filmes baseados nos livros também são bem famosos por aí.

O que você talvez ainda não saiba é que la do outro lado do mundo, os livros e filmes são tão populares que produtos de merchandising ainda estão sendo desenvolvidos! Não, não apenas capas de livros, DVDs, etc…mas literalmente versões diferentes dos personagens dos filmes, e umas das mais legais até agora é a versão anime japonesa dos personagens dos filmes. São super famosas no mercado japonês!

Saiba que não são artes feitas por fãs para estampar camisetas nerds, mas essas figuras animes são oficialmente licenciadas pela Warner Bros no Japão. Elas serão vistas em pôsters, broches, adesivos, chaveiros, e outras coisas que irão fazer até a ida para escola (que infelizmente não é Hogwarts ) mais legal. As figuras estarão também, aparentemente, em cartões (de crédito, entre outros ), que é de onde vem as imagens da nossa galeria abaixo.

É uma pena que tenhamos apenas as imagens, mas não custa ter esperança de que serão transformadas em um manga completo. Quem não iria querer ver uma versão anime do Bicuço voando por aí ? Outra notícia ruim é que esses produtos só estarão disponíveis no Japão, pelo menos até o momento.

Harry-Potter-Anime-4

Harry-Potter-Anime-2

Harry-Potter-Anime-3

Harry-Potter-Anime-1-760x400

 

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Go to Top