Posts tagged 2019

Anna Todd, autora e produtora de “After”, vem ao Brasil em janeiro divulgar o filme

0

Publicado em Os Geeks

Anna Todd, autora da série de livros “After” – que se tornou fenômeno mundial de vendas e ganha adaptação para os cinemas em 2019 – estará no Brasil em janeiro para divulgar o longa baseado no primeiro livro. Além de ter se envolvido na adaptação do roteiro, feita por Susan McMartin (da série “Two and a Half Men”), Anna também assina a produção do longa.

“After” acompanha Tessa Young (Josephine Langford), uma estudante dedicada, filha obediente e namorada fiel, em seu primeiro semestre na faculdade. Cheia de grandes ambições para seu futuro, seu mundo protegido se transforma quando ela conhece o misterioso Hardin Scott (Hero Fiennes-Tiffin), um encantador e rebelde garoto que a leva a questionar tudo o que ela pensava que sabia sobre si mesma e sobre o que ela quer para sua vida.

Febre entre jovens e adolescentes, “After” ultrapassou a marca de 1 bilhão de leituras online. O longa estreia nos cinemas brasileiros em 11 de abril de 2019, com distribuição da Diamond Films.

Deixe a Neve Cair | Livro de John Green virará filme na Netflix

0

Editora Rocco – Divulgação

Filmagens devem começar em 2019

Mariana Canhisres, no Omelete

O livro Deixe a Neve Cair (Let It Snow, no original), coautoria de John Green, Maureen Johnson e Lauren Myracle, virará filme na Netflix. De acordo com o Deadline, o produtor Dylan Clark, de Planeta dos Macacos: A Guerra, está no projeto e as filmagens acontecerão no início de 2019.

O romance compila três histórias que se conectam, cada uma focada em um adolescente e sua experiência diante da grande nevasca na cidade de Gracetown, na época do Natal.

Por enquanto, não há informações sobre elenco, nem quando será o lançamento do longa.

Game of Thrones | Derivado focará em “área pouco explorada nos livros”

0

“Westeros era um lugar muito diferente”, explica George R.R. Martin

Natalia Bridi, no Omelete

George R.R. Martin conversou com a Entertainment Weekly sobre a série derivada de Game of Thrones (que pode se chamar The Long Night; entenda).

Segundo Martin, que trabalha com a showrunner Jane Goldman na criação do programa, o prelúdio deve se passar entre 10 e 5 mil anos antes dos eventos já vistos na TV. “Nos livros é mencionado 10 mil anos, mas você tem lugares onde os arquimeistres dizem ‘não, não foram 10 mil anos, foram 5 mil anos”, explicou o autor, justificando que muito da história de Westeros é oral e portanto imprecisa.

Ainda assim, Martin garante que a Westeros da nova série é um lugar bastante diferente: “Não há Porto Real, Trono de Ferro, Targaryens – Valíria mal tinha começado a ascender com os dragões e o grande império que eles construíram. Estamos lidando com um mundo diferente e mais antigo e isso, espero, será parte da diversão da série. [Golman] é incrivelmente talentosa. Ela veio para Santa Fé e passamos uma semana discutindo ideias. Ela vai seguir por um território que não explorei muito nos livros, apenas insinuei”.

Ainda não há previsão de estreia para o derivado, que contará com Naomi Watts e Josh Whitehouse no elenco. Já Game of Thrones exibe sua conclusão na HBO em abril de 2019.

“Mr. Mercedes”, série baseada em Stephen King, é renovada para 3ª temporada

0

Brendan Gleeson em “Mr. Mercedes” Imagem: Divulgação

Caio Coletti, no UOL

“Mr. Mercedes” terá terceira temporada. A emissora norte-americana Audience anunciou nesta segunda-feira (19) a renovação da série de mistério inspirada por uma trilogia de livros de Stephen King, segundo a “Variety”.

David E. Kelley (“Big Little Lies”) vai retornar para comandar os roteiros, com Jack Bender (“Lost”, “Game of Thrones”) dirigindo vários dos episódios. Assim como as duas anteriores, a terceira temporada terá dez episódios.

As filmagens devem começar nos primeiros meses de 2019, na cidade de Charleston, nos EUA. A estreia está prevista para o segundo semestre do mesmo ano.

“Mr. Mercedes” acompanha os destinos interligados do policial aposentado Bill Hodges (Brendan Gleeson) e do assassino em série Brady Hartsfield (Harry Treadaway), que ganha o apelido que dá nome à série após matar várias pessoas que faziam fila para uma agência de empregos durante a madrugada.

A trilogia escrita por King é composta pelos livros “Mr. Mercedes” (2014), “Achados e Perdidos” (2015) e “Último Turno” (2016).

Bienal Internacional do Livro Rio anuncia novidades para 2019

0

Bienal Internacional do Livro Rio terá novidades em 2019 – Sandro Vox / Agência O Dia

Pavilhão infantil, espaço voltado à filosofia e negócios e nova área para pequenas editoras estão entre as inovações

Publicado em O Dia

Rio – A 19ª edição da Bienal Internacional do Livro Rio está cheia de novidades. Em 2019, a bienal acontecerá de 30 de agosto a 8 de setembro no Riocentro, Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, com a missão de “incentivar o hábito da leitura para mudar o país”. Entre as novidades estão novos espaços e conteúdos inéditos para seus diversos públicos.

“A Bienal é um sucesso, um momento mágico de interação entre os visitantes, as editoras e os autores. E, para mantermos esse encantamento, estamos sempre investindo em inovação, atentos às novidades e transformações tanto do mercado, quanto da sociedade. Em 2019, o objetivo é oferecer várias bienais dentro de uma, com espaços bem definidos para cada perfil de público”, afirmou Marcos da Veiga Pereira, presidente do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL).

Na próxima edição, as novidades serão percebidas logo na chegada. Em vez de entrar direto na área de exposição, como nas edições anteriores, os visitantes irão acessar o evento pelo Pavilhão das Artes, que hoje abriga a maior exposição permanente indoor de arte de rua da América Latina. “É um local inspirador, dedicado à promoção da arte e da cultura. Absolutamente conectado com o universo da Bienal”, destaca Tatiana Zaccaro, diretora da Bienal, acrescentando que priorizar a experiência do público é primordial. Por isso, haverá maior aproveitamento das áreas externas do Riocentro, como jardins e lagos.

Ao entrar na galeria de arte, os visitantes se dividirão de acordo com seus interesses, já que a planta do festival foi redesenhada para concentrar atividades, expositores e patrocinadores afins em um mesmo ambiente. Desta forma, a comunicação das marcas será ainda mais eficiente e a interação com os visitantes, mais produtiva. “Vamos trabalhar com categorias muito bem segmentadas, seguindo a lógica de criar uma bienal para cada um. Para as crianças, por exemplo, teremos o pavilhão infantil”, revela Tatiana.

Dentro desse pavilhão, com mais de 10 mil m² inteiramente dedicados às crianças, estarão editoras de livros infantis, atividades lúdicas e atrações para toda a família, além de fraldário e um ambiente de alimentação especial focado nos pequenos. A área das atividades para esse público ocupará 500m², a maior dentro da programação cultural da Bienal.

Outras novidades serão um espaço dedicado à filosofia e negócios, onde se encontrará tudo sobre a nova literatura voltada para melhorar a qualidade de vida, e uma nova área para as pequenas editoras. O já tradicional Fórum de Educação – com programação voltada para educadores e professores – será ampliado para valorizar e promover a integração entre esses profissionais e oferecer capacitação profissional, além de proporcionar novas oportunidades de relacionamento para as editoras do segmento se aproximarem do seu público-alvo.

Esse é só o começo, pois outros ambientes e ações ainda estão sendo desenvolvidos pela comissão e curadoria da Bienal Rio.

Café Literário e Arena Jovem

Em 2017, com mais de 300 autores e convidados, divididos em 360 horas de programação cultural e 190 sessões, a Bienal Internacional do Livro Rio se firmou como uma verdadeira experiência cultural para toda a família. Em sua 18ª edição, o maior evento literário do país bateu recorde de público e recebeu 640 mil visitantes, superando a estimativa inicial de 600 mil. Em pesquisa realizada no final do evento, 93% das pessoas disseram que voltariam na próxima edição.

Para 2019, a direção da Bienal garante que Café Literário e a Arena Jovem serão mantidos. Na última edição, a procura pelo local dedicado aos debates de interesse dos jovens cresceu 344%, com o aumento da capacidade de 90 para 400 lugares de 2015 para 2017. A variedade de temas das mesas propostas para o Café Literário também agradou bastante e a atividade recebeu um público 25% maior que na 17ª edição.

Go to Top