Assine hoje a revista Ultimato

Posts tagged amor

Os livros do Oscar

0

Texto de Anna Ramalho

Neste domingo, tem premiação em Hollywood, e, como todo ano, entre os concorrentes, há diversas – quase vinte!!! – adaptações cinematográficas de livros – sem falar nas onipresentes produções baseadas em quadrinhos. Há livros e filmes para todos os gostos e idades, começando pelo simpático O touro Ferdinando (Intrínseca, R$ 39,90), de Munro Leaf e Robert Lawson, que se tornou popular pelo curta da Disney de 1938 e agora virou animação assinada pelo brasileiro Carlos Saldanha, e a mais recente montagem de A Bela e a Fera (Zahar, R$ 32,90), que na caprichada edição da coleção Clássicos Zahar traz duas das mais antigas versões da lenda, de 1740 e 1756.

Histórias românticas continuam encantando o público, entre elas A forma da água (Intrínseca, R$ 39,90), de Guillermo Del Toro, e Me chame pelo seu nome (Intrínseca, R$ 39,90), de André Aciman, ambas falando sobre paixões que desafiam as convenções. Del Toro traz o confronto do amor com a insensibilidade política ao contar o romance de uma faxineira e um homem-peixe aprisionado por norte-americanos em plena Guerra Fria. Já Aciman mostra a doçura amarga do primeiro amor entre dois rapazes, um italiano e um americano, durante um verão na Itália, no início dos anos 1980.

Abrir mão de um pouco de Todo o dinheiro do mundo (Harper Collins, R$ 39,90) era dramático para o bilionário americano John Paul Getty, que levou meses até pagar o resgate pelo neto de 16 anos, sequestrado na Itália, em 1973. Getty capitulou quando os sequestradores lhe enviaram uma mecha dos cabelos e uma orelha do rapaz como “prova de vida”. Mesmo assim, conseguiu regatear valores, como conta John Pearson no livro que rendeu a indicação do veteraníssimo Christopher Plummer ao Oscar de melhor ator coadjuvante. Dinheiro também é a mola mestra de A grande jogada (Intrínseca, 39,90), autobiografia de Molly Bloom, a “Princesa do Pôquer”, que ganhou fortuna e prestígio montando mesas de jogo ilegal para celebridades de Hollywood.

A Segunda Guerra Mundial continua inspirando o cinema. Na safra deste ano estão O destino de uma nação (Crítica, R$ 49,90), de Anthony McCarten, e Dunkirk, a história real por trás do filme (Harper Collins, R$ 29,90), de Joshua Levine. O primeiro mostra as decisões estratégicas do primeiro-ministro inglês, Winston Churchill, tomando a dianteira da resistência aos nazistas. O segundo tem subtítulo explicativo. O diretor Christopher Nolan contou com a consultoria do historiador Levine para montar seu filme sobre a retirada de 300 mil homens das tropas aliadas da praia de Dunquerque, na costa da França, ao longo de dois meses, em 1940.

Ainda entre os concorrentes o novo Blade Runner, que continua a lidar com os dramas existenciais do primeiro filme, baseado em Androides sonham com ovelhas elétricas? (Aleph, R$ 29,90), de Phillip Dick, que conta a busca do caçador de recompensas Rick Deckard por seis androides fugitivos. Fora do Oscar, já chegou ao mercado brasileiro a nova edição de A Livraria (Bertrand Brasil, R$ 32,90), de Penelope Fitzgerald, finalista do Booker Prize, quando lançado em 1978. O filme de Isabel Coixet, com elenco todo britânico, acaba de conquistar o Goya, o maior prêmio do cinema espanhol, ao mostrar a luta do arcaico contra o novo na batalha da protagonista para abrir uma livraria numa cidadezinha na costa da Inglaterra.

Em sua estreia no ‘Guardian’, Elena Ferrante relembra seu primeiro amor

0

“Eu amei aquele menino até chegar a um ponto de achar que eu ia desmaiar”, escreveu Elena Ferrante

Publicado na Claudia

Elena Ferrante, pseudônimo da escritora italiana famosa por livros como “A Amiga Genial” e “ História do Novo Sobrenome”, é a nova colunista semanal do jornal inglês The Guardian. Em sua primeira publicação, a escritora, que não revela sua verdadeira identidade, começa percorrendo suas primeiras vezes e como tais experiências são moldadas ao longo do tempo.

Ferrante conta sobre o momento em que perdeu a sua virgindade na adolescência e como acabou se apaixonando pelo seu primeiro parceiro de cama. Relembra que tal período foi seguido de muitas incertezas e ansiedades: “Consequentemente, eu descobri o que lembro distintamente do meu primeiro amor: o meu estado de confusão”.

Na época, a escritora tinha 15 anos e se encontrava com o menino, de 17, todos os dias, às seis horas da tarde, em uma área deserta atrás do ponto de ônibus. Em uma noite, resolveu fazer amor com ele com tanta energia e intensidade desinibida que após o ato resolveu não encontrá-lo mais. Porém, relembra que tal menino foi um marco na sua vida: “Certamente eu amei esse menino até o ponto em que, ao vê-lo, perdi todas as percepções do mundo e senti-me perto de desmaiar, não por fraqueza, mas por excesso de energia.”

A escritora conclui que as primeiras vezes são experiências que, independente de serem boas ou ruins, carregam conhecimentos para o futuro que irão preencher nossas vidas. ” O que estávamos no início é apenas um vago pedaço de cor contemplado desde o limite do que nos tornamos.”

6 Livros mais esperados para 2018

0

livros-2018-01

Bárbara Allen, no Cabana do Leitor

O ano de 2017 já acabou e as metas de leitura deverão ser atualizadas para 2018. Pensando nisso, para facilitar a vida dos nossos leitores, preparamos uma lista com os 6 lançamentos mais aguardados para o primeiro semestre.

Então pega a listinha e anote os seguintes livros:

Parable of the Sower – Morro Branco

Da autora Octavia E. Butler, o livro é o primeiro de uma duologia de 1990 que praticamente previram a eleição de Donald Trump. Em Parable of the Talents, Butler chegou a profetizar, ipsis litteris, o infame slogan que o levou à Casa Branca.

Sinopse: Quando uma crise ambiental e econômica leva ao caos social, nem mesmo as cidades muradas estão seguras. Em uma noite de fogo e morte, Lauren Olamina, a jovem filha de um pastor, perde sua família, seu lar e se aventura pelas terras americanas desprotegidas. Mas o que começa como uma fuga pela sobrevivência acaba levando a algo muito maior: uma visão estonteante do destino humano … e ao nascimento de uma nova fé.

Apaixonada Por Um Highlander – Universo dos Livros

E chegamos ao final da trilogia dos Irmãos McCabe, da queridíssima Maya Bank, que se encerra com uma história de laços fortes e de amor verdadeiro.

Sinopse: O irmão mais novo da família McCabe usa a espada e a sedução para salvar o clã… e selar seu coração. Agora, priorizando a lealdade à família, ele se compromete a se casar com a noiva rejeitada pelo irmão, Alaric, e, assim, salvar a aliança instável entre os dois clãs. Embora a linda Rionna McDonald seja a esposa perfeita para qualquer homem, Caelen não confia em nenhuma mulher, principalmente naquela doce tentação que o atormenta com um desejo ardente. Como um carneirinho sacrificado no jogo de poder de seu pai, Rionna vai cumprir sua função, mas jura impedir que seu coração e seu orgulho sejam humilhados.

Mais escuro – Intrínseca

Ano que vem estreia nos cinemas a adaptação de Cinquenta tons de liberdade e claro no universo literário também terá lançamento. Mais Escuro é um dos livros mais aguardados pelos fãs da editora e toda a história da série original, porém contada pelo ponto de vista de Grey.

Sinopse: O relacionamento quente e sensual de Anastasia Steele e Christian Grey chega ao fim com muitas acusações e sofrimento, mas Grey não consegue tirar Ana da cabeça. Determinado a reconquistá-la, ele tenta suprimir seus desejos mais obscuros e sua necessidade de controle absoluto, e disposto a amar Ana nos termos estabelecidos por ela.

livros-2018

Me Chame Pelo Seu Nome – Intrínseca

Livro do autor André Aciman inspirou o filme, de mesmo nome, que foi uma das mais aclamadas produções nos festivais de Berlim, Toronto, do Rio, no Sundance e um dos principais candidatos ao Oscar de 2018. Agora teremos essa linda história do jovem Elio publicada em português.

Sinopse: A casa onde Elio passa os verões é um verdadeiro paraíso na costa italiana, parada certa de amigos, vizinhos, artistas e intelectuais de todos os lugares. Filho de um importante professor universitário, o jovem está bastante acostumado à rotina de, a cada verão, hospedar por seis semanas na villa da família um novo escritor que, em troca da boa acolhida, ajuda seu pai com correspondências e papeladas. Uma cobiçada residência literária que já atraiu muitos nomes, mas nenhum deles como Oliver. Elio imediatamente, e sem perceber, se encanta pelo americano de vinte e quatro anos, espontâneo e atraente, que aproveita a temporada para trabalhar em seu manuscrito sobre Heráclito e, sobretudo, desfrutar do verão mediterrâneo.

A Forma da Água – Intrínseca

Outro livro que ganhará adaptação em 2018 é A forma da água, e o mesmo também chegará às livrarias. Vale lembrar que os próprios autores, Guillermo del Toro e Daniel Kraus, já comentaram que existe uma diferença entre a história do filme e a do livro.

Sinopse: A história se passa durante a época da Guerra Fria, em Baltimore, em um centro de pesquisa aeroespacial que acaba de receber um bem precioso: um homem anfíbio capturado na Amazônia. O que se desenrola é uma angustiante história de amor entre o anfíbio e uma das zeladoras do laboratório, uma mulher muda que usa a linguagem de sinais para se comunicar com a criatura.

É Assim que Acaba – Galera Record

Mais um livro de Colleen Hoover chegará às livrarias brasileiras em 2018. Dessa vez ela vem com um romance ainda mais encantador sobre a força necessária para fazer as escolhas corretas nas situações mais difíceis. Sem contar que com uma capa incrivelmente linda.

Sinopse: Lily nem sempre teve uma vida fácil, mas isso nunca a impediu de trabalhar arduamente para conquistar a vida tão sonhada. Ela percorreu um longo caminho desde a infância, em uma cidadezinha no Maine: se formou em marketing, mudou para Boston e abriu a própria loja. Então, quando se sente atraída por um lindo neurocirurgião chamado Ryle Kincaid, tudo parece perfeito demais para ser verdade. Ryle é confiante, teimoso, talvez até um pouco arrogante. Ele também é sensível, brilhante e se sente atraído por Lily. Porém, sua grande aversão a relacionamentos é perturbadora. Além de estar sobrecarregada com as questões sobre seu novo relacionamento, Lily não consegue tirar Atlas Corrigan da cabeça — seu primeiro amor e a ligação com o passado que ela deixou para trás. Ele era seu protetor, alguém com quem tinha grande afinidade. Quando Atlas reaparece de repente, tudo que Lily construiu com Ryle fica em risco.

Ama livros? confira seis romances para você ler durante o feriadão

0
Foto: reprodução/internet

Foto: reprodução/internet

Amanda Falcão, no Cada Minuto

Para o feriadão, a reportagem do Cada Minuto separou seis romances para você ler, se emocionar e mergulhar nas histórias. Todos os livros se tornaram filmes também, então, você também pode assistir após terminar o livro. Vamos conferir a lista abaixo?

A Culpa é das Estrelas – John Green

Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.

Como Eu Era Antes de Você – Jojo Moyes

Em Como Eu Era Antes de Você, a jovem Louisa vai trabalhar como cuidadora de um tetraplégico, Will, de 35 anos. Antes atleta, Will sofre um acidente de moto e, com isso, torna-se um homem amargurado. O que Will não imagina é que Louisa pode dar um novo sentido à sua vida.

O morro dos Ventos Uivantes – Emily Bronte

Na fazenda chamada Morro dos Ventos Uivantes nasce uma paixão devastadora entre Heathcliff e Catherine, amigos de infância e cruelmente separados pelo destino. Mas a união do casal é mais forte do que qualquer tormenta: um amor proibido que deixará rastros de ira e vingança. ‘Meu amor por Heathcliff é como uma rocha eterna. Eu sou Heathcliff’, diz a apaixonada Cathy.

Orgulho e Preconceito – Jane Austen

Na Inglaterra do final do século XVIII, as possibilidades de ascensão social eram limitadas para uma mulher sem dote. Elizabeth Bennet, de vinte anos, uma das cinco filhas de um espirituoso, mas imprudente senhor, no entanto, não precisará de estereótipos femininos para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy e defender suas posições. Neste livro, Jane Austen faz também uma crítica às mulheres na voz dessa heroína.

Um amor para recordar – Nicholas Sparks

Isso era 1958, e Landon Carter já tinha namorado uma ou duas meninas. Ele sempre jurou que já tinha se apaixonado antes. Certamente a última pessoa na cidade que pensava em se apaixonar era Jamie Sullivan, a filha do pastor da Igreja Batista da cidade. A menina quieta que carregava sempre uma Bíblia com seus materiais escolares. Jamie parecia contente em viver num mundo diferente dos outros adolescentes. Ela cuidava de seu pai viúvo, salvava os animais machucados, e auxiliava o orfanato local. Nenhum menino havia a convidado para sair. Nem Landon havia sonhado com isso. Em seguida, uma reviravolta do destino fez de Jamie sua parceira para o baile, e a vida de Landon Carter nunca mais foi a mesma.

Um dia – David Nicholls

Na história, Emma e Dexter se conhecem, mas sabem que, após a formatura da Universidade, cada um vai seguir a sua própria vida. Mas isso não quer dizer que eles vão deixar de pensar um no outro. Durante 20 anos, momentos do relacionamento deles são contados. Porém, depois de tanto tempo, Dexter e Emma precisam compreender melhor o amor em suas próprias vidas.

Este avô decidiu escrever livros para sua neta para que ela nunca se esquecesse de sua infância

0

Cadernos5

Publicado no Hypeness

Certas memórias não residem somente no cérebro, mas também no coração. Como não somos capazes de recordar nossa infância e as diversas aventuras e situações divertidas que atravessamos no início de nossas vidas, temos de contar com a memórias daqueles que nos amam, e que nos ajudam a atravessar justamente esses momentos de aprendizado e descoberta.

Cadernos1

Pois o avô da americana Lauren Blank se precaveu e decidiu por anotar, ao longo do crescimento de sua neta, as situações e histórias vividas entre eles. Ela, porém, nunca soube que seu avô mantinha registradas em cadernos as memórias dessa relação.

Recentemente Lauren completou dezesseis anos e, para sua enorme surpresa, seu avô lhe presenteou com três cadernos recheados de anedotas, fatos curiosos, situações cômicas e outras narrativas que ela própria havia vivido, ao longo do período de 2 a 5 anos. “Estou sem palavras”, ela disse, no post em que revelou a história. “Hoje, no meu aniversário, meu avô me deu três cadernos cheios de histórias de cada vez que estivemos juntos”. O post já foi curtido mais de 600 mil vezes, derretendo corações pelo Twitter.

Cadernos4

Segundo a própria Lauren, ninguém sabia que ele vinha mantendo essas anotações – que permaneceram devidamente guardadas para serem o presente de dezesseis anos de sua neta. “Ele manteve em segredo até para minha mãe”, afirmou Lauren, que se disse espantada com quanta gente identificou-se com a história e, ao mesmo tempo, encantada com o gesto de seu avô – que, segundo ela, é “uma das pessoas mais influentes” em sua vida.

Cadernos3

A primeira página dos cadernos, de 16/02/03, diz: “A história do vovô. Contos de uma criança de dois anos. Olá Lauren; Estou começando isso para que um dia você possa ler e se divertir. Será um registro diário de nossa relação”.

Que o amor dos avós é especial, disso não há dúvidas – esse avô juntou a esse amor uma grande ideia e a devida paciência, criando assim o presente perfeito para sua neta.

Go to Top