Praças da Cidade

Posts tagged Android

Tinder Literário: usuários dão match em sinopses de livros exibidas pelo Book4you

0

8335122-970x360

 

Bianca Bellucci, no 33Giga

O Book4you é conhecido como o “Tinder Literário”. Isso porque o serviço exibe sinopses de livros, mas não diz quem é o autor, a capa ou o nome. Cabe ao usuário clicar no coração, se a história parecer interessante, para descobrir qual é a obra. O serviço está disponível na web e em forma de aplicativo para Android – a versão para iOS está em desenvolvimento.

Após fazer um cadastro rápido, o Book4you exibe uma série de listas que separam os livros em categorias. Entre elas estão: Não aguenta bebe leite (obras com mais de 600 páginas), Eu já li esse filme! (títulos adaptados para o cinema), e Knights & Kings (histórias medievais regadas a batalhas, dragões e flechas).

Ao acessar algum dos gêneros, o usuário é impactado pelas sinopses. Se uma chamar sua atenção, clique no coração e o livro será revelado. Além de conferir mais detalhes sobre a obra, é possível encaminhar o título para uma das três listas pessoais: Já li, Tenho em casa ou Comprar. Também é possível ser direcionado para um e-commerce para adquiri-lo.

Uma boa sacada do Book4you é que, diferentemente do Tinder, é possível dar outra chance para as sinopses. Sendo assim, mesmo que você não tenha gostado inicialmente da história, dá para voltar e repensar. Quem sabe até a obra acabe ganhando um coração.

O Book4you é gratuito em ambas as plataformas. Porém, a versão Android recentemente lançada ainda está instável. Ela está travando e alguns comandos não são acionados. O aplicativo foi testado pelo 33Giga em um smartphone com Android 5.0.2.

Aplicativo mapeia locais em Recife eternizados por Clarice, Manuel Bandeira, João Cabral de Melo Neto entre outros

0
Estátua de João Cabral de Melo Neto na Rua da Aurora, centro do Recife

Estátua de João Cabral de Melo Neto na Rua da Aurora, centro do Recife

 

Rodney Eloy, no Pesquisa Mundi

Os recifenses e turistas que visitam a capital pernambucana já podem trocar os Pokémons por autores da literatura brasileira. Idealizado pelo cineasta Eric Laurence e realizado por meio do Funcultura, o aplicativo Ruas literárias do Recife tem como objetivo aproximar as pessoas do espaço urbano e da cultura literária da cidade. Com 150 pontos de localização e 82 autores de diferentes épocas e estilos, as ruas da cidade são mapeadas montando um roteiro literário e poético no qual a população pode descobrir como as ruas e suas edificações foram descritas e representadas por escritores pernambucanos. Dentre os autores pesquisados e citados no aplicativo estão nomes como Clarice Lispector, Raimundo Carrero, Ronaldo Correia de Brito, João Cabral de Melo Neto, Manuel Bandeira e Carneiro Vilela. O aplicativo é gratuito e está disponível para Android e iOS.

via Publishnews

Lê livros no smartphone? Veja alguns aplicativos que podem melhorar a experiência

0

x6736756817_9d52db8dfe_b-970x360.jpg.pagespeed.ic.7-CU0tg7wE

Publicado no 33Giga

Nem sempre dá para carregar um monte de livros na mochila. A solução que muita gente têm encontrado é passar a ler por meio de smartphone e tablets com ajuda de aplicativos específicos. Com muitos desses apps disponíveis para Android, iOS e Windows Phone, eles também são uma boa alternativa para quem procura uma plataforma que proporcione uma leitura personalizada, agradável e gratuita. Abaixo, o 33Giga separou cinco boas opções de softwares dedicados aos leitores, confira.

Se você tem alguma dúvida sobre tecnologia, escreva para 33giga@33giga.com.br e suas questões podem ser respondidas

Amazon Kindle
Versão para Android, iOS e Windows Phone de um dos eReaders mais populares do mundo, o aplicativo oferece os recursos do gadget para os usuários de tablet e smartphone. Com o software, na hora da leitura você pode personalizar a cor do plano de fundo da página, intensidade do brilho da tela e o contraste. Também é possível criar coleções de leitura, fazer pesquisas no dicionário e outros sites e ainda levar para seu aparelho os eBooks comprados na Amazon.

Aldiko
Exclusivo para Android, este aplicativo roda arquivos em vários formatos, incluindo os com proteção DRM da Abode. A ferramenta de leitura tem recursos como marcação de texto, compartilhamento, anotações e pesquisas no dicionário. Também é possível configurar brilho e contraste da tela para melhorar a experiência para os olhos e conforme a luminosidade do ambiente. Além de servir como leitor de textos, ele também ajuda o usuário a gerenciar sua biblioteca e organizar leituras de forma automática.

Google Play Livros
Disponível para Android e iOS, esta é a loja de eBooks do Google. Com uma infinidade de livros digitais pagos e gratuitos, o aplicativo também permite que o usuário utilize as funcionalidades disponíveis para ler documentos carregados por ele no smartphone ou tablet, como arquivos em PDF e ePUB. Com uma interface bastante intuitiva, o aplicativo já vem instalado nos dispositivos Android e precisa ser baixado nos aparelhos IOS.

Kobo Reader
Desenvolvido pela empresa que produz o eReader Kobo, esta também é a versão para Android, iOS e Windows Phone de um gadget muito popular no mundo. No Brasil, você pode usar o app para ler os eBooks que comprou na Livraria Cultura (parceira da Kobo Inc. no Brasil) ou adicionar documentos em PDF, por exemplo. É importante destacar que o aplicativo também é indicado para quem gosta de ler revistas e HQs pelo celular.

Ebook Reader
O aplicativo lê arquivos em vários formatos, comprados ou não na loja virtual ebook.com. Isso significa que o usuário pode transformar o app em um gerenciador de biblioteca, com a possibilidade de editar manualmente as tags referentes a cada título. Entre outros recursos, o leitor também pode fazer backup de toda a sua leitura, marcar partes do texto, personalizar o tamanho da fonte e usar o sistema de buscas para encontrar trechos específicos com mais rapidez. Disponível para Android, iOS e Windows Phone.

App ajuda a gerenciar empréstimos de livros entre amigos

0
App foi lançado por Startup de Florianópolis

App foi lançado por Startup de Florianópolis

Com ele você sabe para quem emprestou cada título e há quanto tempo

Publicado no Catraca Livre

Emprestar livros e fazer o conhecimento circular é uma ótima ideia, mas e quando aquele livro que você gosta tanto não volta? É comum esquecermos para quem emprestamos cada título e quando, mas para resolver esse problema, uma startup de Florianópolis criou o app Livrio.

A ideia da ferramenta é ajudar na dinâmica da troca de livros e impedir que as publicações se percam por aí. Para usar o serviço, é preciso cadastrar seus livros, usando a câmera do celular como leitor de código de barras, ou manualmente, pesquisando por título, ISBN ou autor.

Em seguida, basta divulgar a ferramenta para amigos que gostem de ler como você, com quem você poderá se conectar, pesquisar os livros que eles também cadastraram no app, solicitar ou oferecer um livro emprestado e gerenciar esses empréstimos.

O Livrio é gratuito e está disponível para IOS e Android.

Acadêmicos da UEMS criam aplicativos que encontram festas e livros

0
Gabriel de Biasi (Party), Rogers Prates e Rodolpho Pivetta (Busca Livro) – Divulgação

Gabriel de Biasi (Party), Rogers Prates e Rodolpho Pivetta (Busca Livro) – Divulgação

Publicado no Agora MS

Hoje em dia, a maioria das pessoas fica grande parte do tempo utilizando o celular, por isto aplicativos com as mais variadas funções são criados e utilizados rotineiramente. Pensando neste meio de oportunidades, acadêmicos de Ciência da Computação da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), em Dourados, criaram dois aplicativos, um que rastreia as baladas mais próximas e outro que ajuda a encontrar livros em bibliotecas. Os trabalhos ficaram, respectivamente, em 1º e 2º lugar na categoria ensino superior, no eixo ciências exatas da Feira de Ciências e Engenharias (FECEN).

Como ideia central do trabalho de conclusão de curso, o acadêmico do 4º ano de Ciência da Computação, da UEMS de Dourados, Gabriel de Biasi, desenvolveu o “Party!”, que é um aplicativo de divulgação de eventos e localização de baladas mais próximas. A aplicação ganhou a medalha de primeiro lugar na categoria de Melhor Engenhoca no eixo Graduação/Exatas e o troféu de melhor projeto no eixo Graduação.

Segundo Biasi, o sistema utiliza os dados de localização geográfica do aparelho para procurar por eventos que estejam próximos. Previamente, os promotores de eventos podem inscrever os eventos a partir de um site de gerenciamento. Logo, os eventos ficam disponíveis para consulta via GPS ou por busca de uma cidade inteira.

“Como acadêmico da UEMS, eu mesmo me deparei com o problema de não saber quais eventos estão ocorrendo perto de mim, tendo em vista que uma cidade universitária pode ter festas de vários estilos. Então decidi criar este aplicativo. Pretendo realizar a extensão de suporte para todo o país e criar uma empresa que seja responsável pela parceira comercial com os promotores de eventos”, ressaltou Biasi.

O trabalho foi orientado pelo professor, Rubens Barbosa Filho. E está disponível apenas para o sistema operacional Android, com previsão futura para implementação para os sistemas iOS (iPhone) e para Windows Phone, também pode ser acessado pelo site: http://party-biasi.rhcloud.com/

O “Busca Livro” foi criado pelos alunos, também do 4º ano de Ciência da Computação da UEMS de Dourados, Rogers Prates e Rodolpho Pivetta, e orientado pela professora, Glaucia Gabriel Sass. O aplicativo é utilizado para buscas em acervos bibliográficos e tem o objetivo de encontrar livros no acervo das bibliotecas da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) e da UEMS. Mas através do Busca Livro o aluno pode pesquisar nos dois acervos ao mesmo tempo, podendo comparar os resultados, ver em qual acervo existe a versão mais recente, além de ser um aplicativo preparado para Smartphone, já que os sistemas atuais ficam desconfigurados nos celulares. Outro recurso interessante do aplicativo é que ele verifica em tempo real a quantidade de itens disponíveis. A busca foi melhorada, utilizando motores de buscas avançados.

“Pretendemos anexar mais bibliotecas, a começar pela Unigran e Anhanguera. Colocar alertas quando um livro pretendido estiver disponível, entre outros. A ideia surgiu como tema para o TCC, pois queríamos algo que fosse útil para a comunidade acadêmica, até mesmo como forma de agradecimento por todo o conhecimento que a universidade nos possibilitou adquirir”, disseram.

O aplicativo é apenas para celulares android (Busca Livro), mas o site buscalivro.info pode ser acessado por qualquer dispositivo, computador, celular, tablet etc. – independente do sistema operacional.

De acordo com a professora, Glaucia Gabriel Sass, orientadora do “Busca Livro”, trabalhos como estes são importantes, pois permitem aos alunos estudarem e conhecerem as tecnologias mais recentes na área de computação. “Os conceitos e tecnologias evoluem muito rapidamente, a prática desenvolvida na disciplina de projeto final de curso (Ciência da Computação) leva os alunos a trabalharem com novas linguagens de programação e bancos de dados que estão despontando no mercado. O conhecimento adquirido representa um diferencial dos nossos alunos em relação a outros”, disse.

FECEN

A Feira de Ciências e Engenharias (FECEN), aconteceu de 16 a 20 de novembro no campus da UFGD e foi credenciada pela Universidade de São Paulo (USP) para apresentar a melhor engenhoca na FEBRACE – Feira Brasileira de Ciências e Engenharias -, que ocorrerá em 2016 na capital paulista.

Go to Top