State Ibirapuera

Posts tagged cerimônia

Noivos casam em cerimônia inspirada na saga Harry Potter em MS: ‘Queríamos que fosse literalmente mágico!’

0

Casamento inspirado na saga Harry Potter envolveu família e amigos que se prepararam para o dia — Foto: Fabio Ozuna/Reprodução

Vestida como Fleur Delacour, noiva planejou todos os detalhes do ‘Potter Wedding’ que teve padrinhos com cosplay completo, cerimônia, bolo, buquê e decoração no clima de Hogwarts.

Jaqueline Naujorks, no G1

Ela é Grifinória, ele é Sonserina. Ariana Toledo e Bruno Alle Cotte são professores e quando decidiram se casar, eles souberam na hora como esse momento deveria ser:

“Sempre gostamos muito desse mundo da magia, do sobrenatural, casamento tradicional nunca foi meu sonho. Minha mãe sugeriu como tema algo que amávamos, e logo veio Harry Potter”, conta a noiva.

Os noivos Ariana e Bruno, escolheram se casar em um dia ‘literalmente mágico’ — Foto: Fabio Ozuna/Reprodução

Ariana e Bruno e são muito, muito fãs da saga Harry Potter. Desde maio deste ano eles planejaram a festa que aconteceu no último sábado (1), em Campo Grande (MS). “É uma paixão em comum, nossa casa é cheia de referências ao universo Potter, quadros, ele mesmo me fez um quadro pintado quando nos mudamos para nossa casa”, relata a noiva.

Os padrinhos usaram cosplays completos e as madrinhas usaram vestidos na cor de suas respectivas “casas”, que na história, são como irmandades para as quais os alunos são destinados, definidas de acordo com sua própria personalidade. “Foram todos muito parceiros e deram um show à parte no casamento”.

Padrinhos entraram no clima do casamento inspirado na saga Harry Potter em MS. — Foto: Arquivo pessoal

O vestido de Ariana foi inspirado na única noiva da saga, Fleur Delacour: “Eu queria os detalhes do preto, e minha costureira acertou em cheio!”, conta a noiva. No cabelo, ela usou um arranjo que continha o “Pomo de ouro”, um dos objetos mais marcantes na história de Harry Potter. O noivo usou uma gravata com as cores de sua “casa”, Sonserina.

Vestido de Ariana foi inspirado na única noiva da saga, Fleur Delacour. — Foto: Fabio Ozuna/Reprodução

A cerimônia teve “Voto Perpétuo”

Quem celebrou o casamento foi Monique, uma amiga do casal: “Ela fez uma cerimônia linda, com direito a referências do que gostamos. O enlace foi com voto perpétuo”, conta a noiva. O “Voto Perpétuo” na saga significa o maior dos juramentos, um compromisso para toda a vida.

Juramento dos noivos foi com Voto Perpétuo — Foto: Fabio Ozuna/Reprodução

A decoração da festa para 100 convidados deixou todos no clima. Ariana conta que nos quase 7 meses de preparação, os noivos compraram os detalhes da decoração em sites especializados.

“Como somos fãs da saga, sabíamos o que não poderia faltar. O Grande Salão com as bandeiras das casas, muita iluminação para remeter à magia. Nosso bolo, topo de bolo, bandeiras, castiçais, tudo foi comprado pela internet”.

O “Grande Salão” tinha as bandeiras das “casas” de Hogwarts. — Foto: Arquivo pessoal

Os padrinhos compraram os cosplays (que são fantasias bem fieis ao personagem) em uma loja que vende artigos da saga em Campo Grande. O bolo, tinha os noivos caracterizados como os bruxos de Hogwarts e a mesma referência ao pomo de ouro, que estava no cabelo da noiva.

No bolo e na mesa de doces, tudo no clima de Hogwarts. — Foto: Fabio Ozuna/Reprodução

Na recepção dos convidados, a foto dos noivos – que normalmente é produzida, feita em um ensaio prévio – era um quadro em que aparecem como procurados, uma referência ao personagem Sirius Black, que foge da prisão no terceiro livro da saga:

A noiva conta que muitos convidados que não conheciam muito sobre Harry Potter, foram procurar filmes e livros: “As pessoas tiveram a opção de se envolver no tema ou não, mas a maioria quis realmente fazer parte”, relata.

Foto dos noivos que recepcionava convidados era uma reprodução do cartaz em que Sirius Black aparece como procurado — Foto: Fabio Ozuna/Reprodução

O buquê de Ariana, surpresa de uma amiga que mora nos Estados Unidos, tinha referências pessoais nos mínimos detalhes: “Ele tinha flores brancas, com páginas do livro e um lírio vermelho, que era a flor preferida da minha avó”.

O buquê de Ariana tinha páginas dos livros de Harry Potter — Foto: Arquivo pessoal

Os amigos e familiares receberam um passaporte para a Plataforma 9 3/4, que na história, dá acesso ao mundo dos bruxos. “Já que era para entrar de cabeça, a gente tentou desde o início ter referências Potter. Nosso convite de casamento foi um passaporte pra Hogwarts e o convite para padrinho e madrinha foi o Mapa do Maroto em forma de quebra-cabeça”, conta.

Os convidados receberam o convite com um passaporte para a Plataforma 9 3/4. — Foto: Arquivo pessoal

O pai de Ariana levou-a até o noivo usando o uniforme completo de Grifinória. Para a noiva, mais que a realização do sonho de casar-se com Bruno, o envolvimento dos amigos, da equipe que trabalhou na cerimônia e da família, foi o que transformou o grande dia do casal em um momento diferente:

“Todos entraram na magia e nesse mundo que partilhamos. Queríamos que fosse literalmente mágico, e foi! Estamos muito felizes, foi um dia inesquecível e mágico mesmo, para nós e para todos que partilharam dele com a gente”, finaliza, emocionada.

Bob Dylan não vai à cerimônia de premiação do Nobel de Literatura

0
Bob Dylan em show de 2012 - KI PRICE / REUTERS

Bob Dylan em show de 2012 – KI PRICE / REUTERS

 

Cantor e compositor americano alegou ‘compromissos preexistentes’

Publicado em O Globo

RIO — O cantor e compositor americano Bob Dylan, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura em 2016, decidiu que não vai à cerimônia de premiação em Estocolmo, anunciou a Academia Sueca, nesta quarta-feira.

Reconhecidamente avesso à imprensa, Dylan disse há três semanas que aceitaria o prêmio de US$ 900 mil, após repetidas tentativas da Academia de entrar em contato com ele desde que sua vitória foi divulgada, no dia 13 de outubro.

Agora, a Academia disse em nota que recebeu uma carta de Dylan explicando que, por conta de “compromissos preexistentes”, ele não teria condições de viajar a Estocolmo em dezembro.

“Estamos ansiosos pela conferência de Bob Dylan, que ele precisa conceder — esse é o único requisito do prêmio — dentro de seis meses contados a partir do dia 10 de dezembro”, diz o comunicado, que afirma ainda que novas informações serão divulgadas nesta sexta.

A conferência não precisa ser realizada em Estocolmo. Quando a romancista britânica Doris Lessing foi premiada com o Nobel de Literatura em 2007, ela escreveu um discurso e mandou para seu editor sueco, que leu o texto em uma cerimônia na capital do país.

Entre outros vencedores do Nobel que não participaram da cerimônia estão o britânico Harold Pinter e a austríaca Elfirede Jelinek.

Ana Luisa Escorel, Verônica Stigger e Marcos Peres vencem o Prêmio SP de Literatura

0

Autora paulista conquista a premiação de maior valor monetário do país com ‘Anel de vidro’

Ana Luisa Escorel é vencedora do Prêmio SP de Literatura - Mônica Imbuzeiro / Agência O Globo

Ana Luisa Escorel é vencedora do Prêmio SP de Literatura – Mônica Imbuzeiro / Agência O Globo

Marcia Abos em O Globo

SÃO PAULO – Em cerimônia realizada na noite desta segunda-feira no Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, foram apresentados os vencedores do Prêmio São Paulo de Literatura, premiação literária de maior valor monetário do Brasil, na qual só concorrem romances. O vencedor de melhor livro do ano da 7ª edição do prêmio é “Anel de vidro” (Ouro sobre azul), da paulista Ana Luisa Escorel, recebendo R$ 200 mil.

O melhor livro do ano de autor estreante – escritor que pela primeira vez publica romance – de mais de 40 anos é “Opisanie swiata” (Cosac Naify), da gaúcha Verônica Stigger. E o melhor livro do ano de autor estreante de menos de 40 anos é “O evangelho segundo Hitler” (Record), do paranaense Marcos Peres. Os dois últimos ganham R$ 100 mil cada um.

Inspirado no Man Booker Prize, só podem concorrer ao prêmio do governo do estado de São Paulo romances publicados no Brasil. Nessa edição, foram 169 livros inscritos. Entraram na competição 153 obras, 67 de autores veteranos e 86 de autores estreantes.

Filha do escritor Antonio Candido, Ana Luisa Escorel é diretora da editora e estúdio de design Ouro sobre Azul. Começou a carreira em 1968, aos 20 anos, trabalhando no escritório de Aloisio Magalhães. Em 1975, ela fundou o A3 Programação Visual, com Evelyn Grumach e Heloisa Faria e, em 1996, o 19 Design com Heloisa Faria. Em 2004 fundiu numa única estrutura editora e empresa de design com a Ouro sobre Azul, por onde publicou “Anel de vidro”.

11

11

Go to Top