BKO WAVE SAÚDE

Posts tagged Dan Brown

Dan Brown vendeu mais de 16 mil cópias de ‘Origem’ no Brasil

0
© Líbia Fiorentino

© Líbia Fiorentino

 

Autor norte-americano faz lançamento simbólico de ‘Origem’ na Espanha

Publicado no Notícias ao Minuto

O Brasil ficou de fora da turnê mundial de lançamento de “Origem” (Arqueiro / Sextante), sétimo livro de Dan Brown. Depois da Feira do Livro de Frankfurt e de Lisboa, o norte-americano desembarca, nesta terça-feira (17), na Espanha, país onde o quinto capítulo da saga literária do Professor de Iconografia Religiosa Robert Langdon é ambientado.

Mesmo sem a presença do autor, os números de vendas no Brasil alcançaram a marca de 16.009 cópias, apenas na estreia. Os dados são da Publishnews. Se forem contabilizados os livros em inglês, o número sobe outras 535 unidades.

Nas 552 páginas de “Origem” é a tecnologia que ameaça a fé dos homens. “Nos viramos para Deus com perguntas que não conseguimos responder, mas este abismo do que não sabemos está cada vez menor”, comentou o autor durante o lançamento do livro em Lisboa.

Na nova trama, o bilionário e futurista Edmond Kirsch se diz capaz de responder exatamente a uma das perguntas mais vitais da humanidade: “de onde viemos, para onde vamos”. Langdon, claro, entra em cena para investigar teoria.

Brown revelou que ainda não pensa na oitava obra. “É como uma mulher que deu à luz há 10 minutos e o marido pergunta: ‘quando faremos isso de novo?'”, brincou. O projeto futuro do norte-americano está relacionado, na verdade, à “Origem”. O autor gostaria de que o livro, cujos direitos já foram vendidos para o cinema, fosse uma minissérie. “Sonhei que seria apresentado em 12 episódios. Não sei o quão longe chegarei nesta briga, mas vou tentar”, garante.

Leia o primeiro capítulo do novo livro de Dan Brown, ‘Origem’

0
O escritor americano Dan Brown, autor de best-sellers como "Código Da Vinci" e "Anjos e demônios" - Paula Lerner / Divulgação

O escritor americano Dan Brown, autor de best-sellers como “Código Da Vinci” e “Anjos e demônios” – Paula Lerner / Divulgação

Romance que traz como protagonista Robert Langdon chega às livrarias no dia 3 de outubro

Publicado em O Globo

RIO – O professor Robert Langdon está de volta após quatro anos de espera. A Editora Arqueiro, que publica a obra do best-seller Dan Brown no Brasil, divulgou hoje o primeiro capítulo de “Origem”, o novo romance do escritor, que chega às livrarias do mundo todo no dia 3 de outubro.

Principal protagonista dos romances do best-seller americano Dan Brown — presente em “Anjos e demônios” (2000), “Código Da Vinci” (2003), “O símbolo perdido” (2009) e “Inferno” —, o professor de Harvard, especialista em simbologia e iconografia religiosa, viaja para Bilbao, na Espanha, acompanhar o anúncio de uma descoberta que iria mudar a ciência para sempre.

Capa de "Origem", o novo romance de Dan Brown - Divulgação

Capa de “Origem”, o novo romance de Dan Brown – Divulgação

O responsável pela apresentação no icônico Museu Guggenheim é Edmond Kirsch, um bilionário de 40 anos que se tornou globalmente conhecido por suas invenções tecnológicas e suas previsões audaciosas. Kirsch foi um dos primeiros alunos de Langdon em Harvard e promete responder a duas questões fundamentais sobre a existência humana.

No meio do evento, entretanto, irrompe o caos e a descoberta pode ser perder para sempre. Ao lado da diretora do museu, Ambra Vidal, ele voa para Barcelona numa saga para localizara senha que pode abrir o segredo de Kirsch. A trama, bem ao estilo de Brown, mistura fatos históricos, extremismo religioso e arte.

LEIA AQUI: O primeiro capítulo de ‘Origem’

‘Origem’, novo livro de Dan Brown, será lançado em outubro

0
Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

Laís Dias, no Beco Literário

Origem, o quinto livro protagonizado por Robert Langdon será lançado em outubro pela editora Arqueiro. Nesse novo volume, o protagonista passará pelas cidades espanholas Barcelona, Bilbao, Madri e Sevilha.

19a8603b-6d89-4d40-bc26-280292695167-300x300

Dan Brown é conhecido pelos sucessos Anjos e Demônios (2000), O Código Da Vinci (2003), O Símbolo Perdido(2009) e Inferno (2013). Langdon conhecerá o Mosteiro de Montserrat, a Casa Milà e A Sagrada Família, em Barcelona. Em Bilbao, ele passará pelo Museu Guggenheim, o Palácio Real em Madri e a Catedral de Sevilha. Dan Brown sempre utiliza os cenários de seus livros como peça chave para o entendimento da história.

Em uma entrevista, Brown afirma que escolheu a Espanha como cenário porque foi o primeiro país que ele visitou. Além disso, para ele, o país apesar de possuir uma rica tradição não deixa de mirar no futuro.

De acordo com ele, Langdon assistirá um anúncio no Museu Guggenheim em Bilbao que mudará os rumos da ciência para sempre.

O romance “Origem” tem estreia marcada para o dia 5 de outubro.

Em Frankfurt, artista pede 100 mil livros para construir templo grego

0

645902-970x600-1

Mauricio Meireles, na Folha de S. Paulo

A ideia é botar de pé um monumento que simbolize os ideais estéticos e políticos da primeira democracia do mundo. A artista argentina Marta Minujín pediu a ajuda de leitores e editores na Feira do Livro de Frankfurt, nesta quinta-feira (20), para reconstruir O Parthenon dos Livros, instalação que montou em Buenos Aires em 1983, durante a ditadura argentina.

A artista quer reunir, como na obra original, cem mil livros proibidos —agora ou no passado. A nova versão do Parthenon será erguida em 2017 durante a Documenta de Kassel, cidade alemã onde os nazistas queimaram 2.000 livros em 1933.

A obra de Minujín foi uma dos símbolos da redemocratização argentina e trazia obras banidas pela junta militar que governava o país. Ela foi inaugurada cinco dias depois das eleições democráticas.

Dessa vez, serão reunidos livros de todo o mundo. A ideia, como na época, é que o público possa pegá-los para si. O que sobrar deve ser doado para bibliotecas.

“[A ditadura na Argentina] foram anos de tristeza, privação de liberdade. Conseguir deixar a instalação de pé foi um milagre, com a ajuda das pessoas consegui 30 mil livros”, relembrou Minujín.

Dois contêiners estão disponíveis na Feira de Frankfurt para receber as doações.

“Nesse novo Parthenon, pensei no mundo em crise, perverso na [política de fronteiras], com os imigrantes. Quero dar representação a todas as vozes em todas as línguas possíveis”, disse a artista.

Ela aproveita a feira para pedir ajuda de editores. Durante a cerimônia, uma mulher, que se apresentou como da editora alemã Suhrkamp, lhe presenteou com cinco livros. “Por favor, peça para sua editora mandar 2.000!”, disse a artista.

Pesquisadores da Universidade de Kassel fizeram uma lista de livros proibidos ou que causaram mal-estar político —relação que vai crescer conforme as pesquisas continuarem.

Há, até agora, um livro brasileiro na lista: “O Alquimista”, de Paulo Coelho, que em 2011 afirmou que seus livros haviam sido proibidos no Irã. Na relação, também estão “O Código Da Vinci”, de Dan Brown; “A Ópera dos Três Vinténs”, de Bertolt Brecht; “Versos Satânicos”, de Salman Rushdie; e “As Vinhas da Ira”, de John Steinbeck, entre outros.

Após estreia de Inferno, Dan Brown explica por que O Símbolo Perdido ainda não ganhou os cinemas

0
Dan Brown, Omar Sy, Felicity Jones, Tom Hanks, Ron Howard em Berlim, promovendo Inferno.

Dan Brown, Omar Sy, Felicity Jones, Tom Hanks, Ron Howard em Berlim, promovendo Inferno.

 

Todos os livros de Brown sobre o personagem Robert Langdon já foram adaptados para as telonas, com a exceção de O Símbolo Perdido.

João Vitor Figueira, no Adoro Cinema

A estreia de Inferno marcou a terceira atuação de Tom Hanks no papel do professor de iconografia e simbologia Robert Langdon, personagem criado por Dan Brown em seus romances campeões de venda em diversos países mundo afora.

“Inferno” (2013) foi o quarto livro da franquia dedicada aos mistérios e conspirações decifrados por Langdon. Os anteriores foram O Código Da Vinci e Anjos e Demônios. Entretanto, apesar de ter sido lançado antes mesmo de “Inferno”, o livro “O Símbolo Perdido” (2009) jamais ganhou uma adaptação para as telonas.

Durante uma première em Florença, na Itália, Dan Brown comentou o assunto em entrevista ao site Collider. “Quer saber? Eu respeito muito o fato de nós não termos feito isso. Nós ainda não sabemos como fazer um bom filme com ele. É um livro grande e complexo e eu acho que nós vamos adaptar em filme um dia. Mas quer saber? É melhor levar um tempo para fazer uma coisa da maneira correta do que simplesmente lançar um filme ruim.”

Em “O Símbolo Perdido”, Langdon tem um de seus amigos, um maçom e filantropo, sequestrado por Mal’akh, que acredita que os fundadores de Washington esconderam um tesouro capaz de dar habilidades sobre-humanas.

Em Inferno, Langdon acorda com amnésia e um ferimento de bala na cabeça em um hospital italiano. Mesmo sem saber o que aconteceu consigo nos últimos dias, o professor de Harvard une forças com a Dr. Sienna Brooks (Felicity Jones), a médica que cuidou dele, para recuperar suas memórias e impedir que se coloque em prática o plano de espalhar uma praga inspirada pela Divina Comédia, de Dante Alighieri.

Go to Top