Posts tagged Deuses

Lista abençoada pelos deuses

0

PJ Pereira conquista espaço na lista de ficção com seu livro ‘Deuses de dois mundos’

Cassia Carrenho, no PublishNews

O livro Deuses de dois mundos – o livro da traição (Da Boa Prosa), do brasileiro PJ Pereira, está longe dos números estelares de A culpa é das estrelas (Intrínseca), mas tem muito para comemorar pela entrada na concorrida lista de ficção, em 19ºlugar. Apenas mais dois livros nacionais aparecem na lista, Fim (Companhia das Letras), da autora Fernanda Torres, e Adultério (Sextante) de Paulo Coelho. Sem dúvida, hoje é dia de preparar uma oferenda! Na lista geral, A culpa é das estrelas voltou ao seu lugar no céu com 12.988 exemplares vendidos e Ansiedade: como enfrentar o mal do século assumiu a vice-liderança, deixando o grande destaque da semana passada, A escolha (Seguinte), em terceiro. A semana do ranking das editoras foi o famoso “tudo junto e misturado”. A Sextante continua em primeiro com 14 títulos, quatro a menos que na última semana. Empatados com onze, Intrínseca, que manteve o mesmo número, e Santillana, que subiu duas posições. Logo atrás, em terceiro, Companhia das Letras e Globo, com oito. As novidades da semana foram: em ficção Surpreenda-me (Suma de Letras) e O jogo de Ripper (Bertrand) e infantojuvenil, Frozen, uma aventura congelante (V&R).

Série inspirada no livro “Deuses americanos”, de Neil Gaiman, sai da geladeira

0

Após anos parada na HBO, programa será produzido pela FremantleMedia

Neil Gaiman na Flip, em Paraty, em 2008 Michel Filho / Agência O Globo

Neil Gaiman na Flip, em Paraty, em 2008 Michel Filho / Agência O Globo

Publicado em O Globo

RIO — A série inspirada no livro “Deuses americanos”, de Neil Gaiman, finalmente deve sair do papel, após anos na geladeira. A FremantleMedia anunciou nesta terça-feira que Gaiman será o produtor-executivo do programa, mas ainda não há informações sobre elenco, data de estreia ou quem vai dirigir o programa.

“Deuses americanos” ficou em desenvolvimento na HBO por cerca de dois anos, mas no fim de 2013 Gaiman revelou que o canal responsável por “Game of thrones” não faria mais a série. Em seu blog, Gaiman deu detalhes sobre a negociação para levar o livro para a TV. Segundo ele, a HBO chegou a criar três roteiros para um piloto.

“A HBO tem um número limitado de estreia e, após um tempo, passou a série para o Cinemax, que é do mesmo grupo, mas decidiu que não queria fazer”, conta o autor. “A opção deles então expirou, o que infelizmente significava que não poderíamos mais fazer com a empresa de Tom Hanks, Playtone, que é exclusiva da HBO. Apesar disso, Stefanie Berk, uma das mentes mais brilhantes da Playtone, recentemente foi para a Freemantle e estava determinada a levar ‘Deuses americanos’ para as telas.”

O livro, publicado em 2001, conta a história do ex-presidiário Shadow, que se vê envolvido na luta entre os antigos deuses mitológicos, vindos da tradição europeia, e os contemporâneos, criados pela tecnologia, drogas e o culto à celebridades.

A FremantleMedia é um estúdio que desenvolve séries para canais de TV. Mais conhecida por reality shows como “Amercian Idol”, “The X Factor”, “America’s Got Talent”, atualmente ela está adaptando o sucesso francês “Les Revenants” para a A&E e “The tomorrow people” para o CW.

21 escritores famosos com seus animais de estimação

0

Lorena Dana, na SuperInteressante

Cães, gatos e até pavões já fizeram companhia a grandes mestres da literatura mundial

1

Foto: Wikimedia Commons

Neil Gaiman e seu cachorro Cabal. O autor de romances e quadrinhos é um dos mais aclamados da atualidade. Escreveu ‘Stardust’, ‘Deuses Americanos’ e a graphic novel ‘Sandman’.

Foto: Domínio Público

Foto: Domínio Público

William Faulkner e seus cães. Ele foi um dos maiores autores do século 20. Escreveu livros, contos e poesias. Algumas de suas obras mais conhecidas são: ‘O Som e a Fúria’ (1929), ‘Enquanto Eu Agonizo’ (1930) e ‘Desça Moisés’ (1942).

Foto: Domínio Público

Foto: Domínio Público

Mark Twain posa com seu gatinho no ombro. O escritor e humorista é conhecido pelos romances ‘As Aventuras de Tom Sawyer’ e ‘As Aventuras de Huckleberry Finn’.

Foto: Domínio Público

Foto: Domínio Público

Kurt Vonnegut corre com seu cachorro Pumpkin. Ele escreveu romances, ensaios e peças de teatro. Ficou famoso por ‘Matadouro 5′ (1969), ‘O Espião Americano’ (1961), ‘Revolução no Futuro’ (1952) e ‘Cama de Gato’ (1963). (mais…)

Filha mais velha de Klaus Kinski afirma que era abusada pelo ator

0

Publicado por Folha de S.Paulo

Pola Kinski, filha mais velha do ator alemão Klaus Kinski, afirma em uma autobiografia ter sido abusada sexualmente pelo pai dos 5 aos 19 anos de idade. O artista, conhecido pelos trabalhos em parceria com o cineasta Werner Herzog, como “Fitzcarraldo” e “Aguirre, a Cólera dos Deuses”, morreu em 1991.

Hoje com 60 anos, Pola é filha da primeira mulher do ator, a cantora Gislinde Kuhlbeck. O casamento durou até 1955.

Em entrevista à revista alemã “Stern” publciada nesta quarta-feira (9), Pola disse que seu pai se aproveitou da separação para levar a filha em viagens pela Europa, durante suas filmagens.

Na autobiografia “Kindermund”, Pola Kinski relata que seu pai era agressivo e constantemente a jogava contra a parede antes de violentá-la. Depois dos abusos, Kinski presentearia a filha com objetos caros.

O ator alemão Klaus Kinski / AFP

O ator alemão Klaus Kinski / AFP

Plano bom é plano não-realizado

0

Trilha para os últimos dias do mundo que não acabou

Xico Sá, na Folha de S.Paulo

Nas espumas flutuantes de mares e cervejas crepusculares, reflito:

Plano bom é plano não-realizado.

Cronicamente inviável e repetitivo vos digo, como a cada fim de ano: nossos planos são muito bons, como na canção dos Doces Bárbaros, nossos planos são recicláveis, como os de mil novecentos e antigamente…

Nossos planos são os mesmos que se arrastam desde século seculorum, nossos planos são tão conhecidos, tão íntimos, eles nos acompanham há tanto tempo que viraram nossos amantes, nossos melhores amigos.

Nossos planos renascem a cada fim de ano como os nossos melhores cúmplices.

Nossos planos sabem que se os realizássemos à risca a vida perderia a graça, seríamos perfeitos demais, estávamos todos magérrimos, malhados, gozando a saúde dos deuses ou dos imortais da ABL, seríamos todos um bando de Davids Beckhans e Giseles.

Nossos planos são muito bons, mas sinto muito por eles, coitados, mais uma vez não serão cumpridos na íntegra no ano da graça de 2013.

Cumpriremos, no máximo, os 10% da humaníssima cota do possível, os 10% do garçom, justa medida.

Nossos planos são muito bons e nunca foram atrapalhados por crise alguma. O que nossos planos enfrentam para valer é uma invencível guerra interna nos fracos juízos repletos de defeitos de fábrica.

Nossos planos são muito bons, mas, como sempre, ainda temos o benefício da dúvida, ainda temos a complacência e, se, por acaso, faltar alguma conversa fiada no estoque, botamos a culpa nos outros –nosso inferno mais próximo.

Nossos planos mal devoraram a ceia do Natal, nossos planos famintos, nossos planos eivados pela fome histórica de todos os semi-áridos e Jequitinhonhas, e lá estão nossos planos a dormir a mais preguiçosa das siestas espanholas.

Nossos planos estão dengosos, como nunca, para o ano novo, nossos planos querem colo, nossos planos odeiam uma academia de ginástica, um cooper às cinco da matina, uma dieta saudável…

Nossos planos não têm medo do colesterol e muito menos da gordura trans, nossos planos adoram uma costelinha de porco, como aquela que Maria fez ainda no Paraíso, costelinha com cerveja preta.

Ah, nossos planos lamberam os beiços, mesmo não sabendo o que seríamos de nós dali a duas voltas do sol no eixo da existência.

Nossos planos não se desgastam à toa, não vivem de estresse, não andam de automóvel na cidade de SP, nossos planos são eternos pedestres e adoram uma rede depois do almoço.

Nossos planos são do interior do mato e ruminam um capinzinho entre os dentes manchados pelo cigarro brabo do tempo.

Nossos planos se espreguiçam, estralando todas as juntas e costelas, quando ouvem falar outra vez de novos planos.

Go to Top