Praças da Cidade

Posts tagged Dois

Nicholas Sparks: ‘Não escrevo só para mulheres’

0
Nicholas Sparks comemora 20 anos de carreira e prepara novo livro Foto: JF Diorio/Estadão

Nicholas Sparks comemora 20 anos de carreira e prepara novo livro Foto: JF Diorio/Estadão

 

O escritor best-seller fala sobre seu novo livro, ‘Dois a Dois’

Publicado no Estadão

Nicholas Sparks ficou famoso em 1996 com O Caderno de Noah, um livro que o consagrou como autor “romântico” ainda que ele diga, nesta entrevista, que não escreve só para mulheres. Seu novo romance, Dois a Dois, é protagonizado por um pai e sua filha.

Com este 20º livro, lançado nos EUA em 2016, Sparks celebra os 20 anos de uma obra best-seller que transformou suas adaptações em blockbusters.

“É muito especial ter publicado 20 livros em 20 anos, um número redondo, muito bonito, que mostra que já tem um tempo que venho fazendo isso”, disse. Entre o primeiro livro e este, há muitas diferenças.

Em Dois a Dois (lançado no Brasil pela Arqueiro), há três elementos conhecidos de sua obra: o romantismo, a Carolina do Norte como cenário e o fato de que “as histórias sejam completamente diferente entre si”, diz.

Aos 32 anos, Russell Green, protagonista de Dois a Dois, tem tudo: uma mulher impressionante, uma filha adorável de 6 anos, uma carreira de sucesso como executivo da área de publicidade e uma grande casa em Charlotte. Vive um sonho e o casamento com Vivian é o centro de seu universo.

Mas começam a aparecer os problemas e Russ está prestes a presenciar uma guinada em sua vida. Em questão de meses, ele se vê sem trabalho e sem mulher e terá de lutar para se adaptar a uma nova e desconcertante realidade, embarcando em uma viagem aterrorizante que colocará a prova todas as suas habilidades e sentimentos.

“Eu queria escrever uma história entre um pai e uma filha e falar da dificuldade que todos temos em encontrar equilíbrio em nossa vida. Se temos uma carreira, uma parceira, filhos, amigos, não há tempo suficiente para fazermos tudo”, explica Sparks.

Uma história de adaptação e de superação em que ele também aborda os questões de gênero: “Muitas mulheres trabalham fora de casa, mas, pelo menos nos Estados Unidos, carregam a maior responsabilidade na criação dos filhos e nos afazeres domésticos. Não acredito que isto seja justo se os dois estão trabalhando, mas é a realidade”.

Sparks ressalta que seu interesse é em criar personagens e romances que deem a sensação de “veracidade e não de fantasia”, incluindo toda gama de sentimentos que “as pessoas experimentam”, porque geralmente “encontra a inspiração” em pessoas que conhece.

“Me interessa escrever o melhor livro que eu possa escrever em cada momento. A opinião dos meus leitores são as mais importantes para mim”, diz, e reconhece que a maioria de seus fãs é formada por mulheres.

Mas ele diz: “Não escrevo só para mulheres. Gosto de pensar que homens e mulheres podem ler meus livros, mas, por acaso, são mais mulheres”.

Sparks não para. Ele está terminando seu próximo livro e preparando o roteiro da adaptação cinematográfica de O Guardião. O projeto de adaptação de O Diário de Noah, ele conta, está “parado”.

Brasil tem 12 dos melhores museus da América do Sul

0

Dois deles também estão na lista dos melhores do mundo

museu

Publicado em Universia Brasil

O Brasil têm 12 dos 25 melhores museus da América do Sul, segundo um levantamento realizado pelo Tripadvisor, site de viagens que é referência mundial em turismo e hospedagem.

Os resultados foram baseados nas avaliações feitas pelos próprios usuários do site, que dão notas aos museus e centros culturais após visitá-los.

No primeiro lugar do ranking está oInstituto Ricardo Bernnand, que fica na cidade de Recife, em Pernambuco. Em seguida, na segunda colocação, está o Instituto Inhotim, grande acervo de arte contemporânea a céu aberto, localizado em Brumadinho, Minas Gerais. Já o terceiro lugar ficou com o Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires, na Argentina.

Além dos dois primeiros colocados, também aparecem no ranking o Museu da Língua Portuguesa, de São Paulo, o Museu Oscar Niemeyer, de Curitiba, o Museu Imperial, localizado em Petrópolis, entre outros.

Melhores museus do mundo

O Tripadvisor também listou os 25 melhores museus do mundo. As três primeiras colocações ficaram com o Museu Metropolitano de Arte de Nova York (MoMa), o Musée d’Orsay, que fica em Paris, na França, e o Instituto de Artes de Chicago.

O Instituto Ricardo Bernnand e o Instituto Inhotim também estão na lista dos melhores do mundo, na décima nona e vigésima colocações, respectivamente.

Dois hambúrgueres e um e-book, por favor

0

McDonald´s dá acesso gratuito a e-books a seus clientes

Leonardo Neto, no PublishNews

Divulgação

Divulgação

Depois de distribuir livros físicos aos seus clientes, o McDonalds inicia nova campanha, agora com e-books. Clientes – ou não – da rede podem acessar gratuitamente livros digitais interativos pelo www.happystudio.com, a plataforma de jogos e interação digital com os pequenos.

Os livros – por enquanto três títulos – foram produzidos pela Dorling Kindersley, da Penguin Random House e trazem temas como as estrelas e os planetas, as maravilhas da natureza e as mais espetaculares cidades do mundo.

Os pequenos podem ainda criar seus próprios livros com opções de selecionar, arrastar e inserir elementos como palavras e imagens.

Os livros podem ser lidos direto no computador ou baixando os aplicativos para as versões mobile disponíveis na AppleStore e no Google Play.

Enem será usado como critério para universidade em Portugal

0
A universidade de Coimbra, em Portugal Divulgação

A universidade de Coimbra, em Portugal Divulgação

Alunos brasileiros poderão se candidatar para Universidade de Coimbra usando a nota no exame do MEC

Juliana Prado, em O Globo

RIO – Os estudantes brasileiros poderão se candidatar a vagas na Universidade de Coimbra, em Portugal, usando sua nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), sem a necessidade de avaliações oficiais portuguesas. Com isso, a partir de agora, os alunos que quiserem estudar na mais antiga universidade de Língua Portuguesa podem pleitear uma vaga.já para seu primeiro ano de graduação. Serão aceitos os exames de 2011, 2012 e 2013.

Esta é a primeira faculdade no exterior a aceitar o Enem como critério de avaliação. A medida tem por objetivo facilitar o acesso de brasileiros na instituição. A universidade criou um site especialmente dirigido a estudantes e pesquisadores brasileiros, onde se encontram todas as informações úteis, como os cursos oferecidos, as linhas de pesquisa realizadas, o financiamento e as informações práticas para preparação de uma mudança para Coimbra.

A decisão da universidade de aceitar as notas do Enem como critério de seleção para o ingresso no primeiro ano dos seus cursos resulta da nova legislação portuguesa, aprovada no último dia 10 de março, que permite às instituições de ensino superior do país criarem sistemas de ingresso próprios para estudantes internacionais. Em Coimbra, a mensalidade de todos os cursos custa 700 euros (cerca de R$ 2.100).

– Até este ano, não era possível que alunos não-portugueses entrassem no primeiro ano das graduações. Eles tinham que fazer o ensino médio português e concorrer nas provas de acesso realizadas no país. Com a decisão da nova lei do governo português, que busca a internacionalização do acesso, surge a chance de termos novos canais de acesso. A condição imposta é que possamos garantir que os alunos tenham preparação equivalente à realidade local – explica o vice-reitor da instituição Joaquim Ramos de Carvalho.

Segundo o professor, o cenário para ingresso dos brasileiros é favorável já que o Enem mostra proximidades nos critérios de avaliação do ensino entre os dois países. A nota mínima para que um estudante brasileiro seja considerado é de 600 pontos. O vice-reitor esclarece que, em caso de haver mais procura do que vagas disponíveis, as notas mais altas terão prioridade.

O número de vagas para brasileiros ainda não pode ser mensurado. Tudo vai depender da procura e da disponibilidade de cada curso. Joaquim Ramos esclarece que os cursos com mais vagas geralmente são os de Engenharia Civil, Odontologia e Direito.

– Recebemos gerações de estudantes brasileiros que aqui sempre encontraram um ambiente acolhedor, impregnado de história e modernidade, e que fazem parte integrante da nossa história comum – afirma.

Dois mil brasileiros matriculados

A Universidade de Coimbra tem atualmente em seus quadros, 23 mil alunos, sendo que 20% são estrangeiros.

– O estudante brasileiro vai poder conviver com estudantes de cerca de 90 países – destaca o vice-reitor.

A Universidade de Coimbra foi classificada pela Unesco como Patrimônio Mundial em 2013 e oferece qualificação em quase todas as áreas do conhecimento, além de diversas linhas de investigação, das quais muitas premiadas. Na UC, os alunos também têm a possibilidade conviver com outras culturas e línguas, participar de programas de mobilidade pela Europa e ter uma experiência de vida diferenciada, com qualidade e tranquilidade.

Contudo, apesar de todo seu prestígio internacional, a Universidade de Coimbra ficou em 358º lugar no ranking feito pela consultoria QS, especializada em avaliação de instituições de ensino superior do mundo todo. A colocação deixa a universidade atrás de instituições brasileiras como USP, Unicamp e UFRJ. O ranking leva em conta o quadro de professores, instalações de ensino, publicação de pesquisas e a internacionalização.

O vice-reitor minimiza a posição da universidade e diz que todo ranking é questionável. Segundo Joaquim Ramos, os critérios são relativos e geralmente levam em conta o porte das universidades avaliadas. Ele argumenta que em cursos como Engenharia Civil, Meio Ambiente e Direito a Universidade de Coimbra está entre as 200 melhores do mundo.

Reação estrangeira

O representante da Universidade diz que a instituição está preparada para barrar possíveis respostas negativas ao ingresso de estudantes estrangeiros no dia a dia acadêmico. Ele acredita que casos de xenofobia não serão um problema.

– Acabou de acontecer aqui um ótimo evento promovido pelos estudantes brasileiros aqui. Eles são muito ligados às organizações estudantis de Coimbra e se sentem muito bem na universidade. Mas, claro, estamos sempre atentos a isso. O primeiro estudante brasileiro chegou aqui foi em 1576, hoje ele é nome de um programa da universidade, o Manoel Cabral. Coimbra não seria o que é sem o contributo dos brasileiros.

George R.R. Martin diz ter ‘plano B’ para ‘Game of Thrones’

1

Escritor conta que já criou final ‘simplificado’ caso não consiga chegar ao final dos livros

Publicado por Estadão

Divulgação Cena da série

Divulgação
Cena da série

George R.R. Martin afirmou em entrevista à Empire Magazine que já escreveu um plano B para o final de Game of Thrones caso tenha um bloqueio para a série. Há muitos anos, o autor afirma que já sabe como a saga de livros irá terminar, e chegou a explicar aos produtores da adaptação televisiva suas ideias para o caso de algo acontecer com ele antes de terem escrito o episódio final.

“Dois grandes livros, cada um com 1500 páginas manuscritas, isso dá 3 mil páginas. Acho que tenho uma boa chance (de terminar a obra como deseja). E, sabe, se eu me sentir pressionado, posso fazer um cometa atingir Westeros e destruir todas as formas de vida”, disse.

O escritor, porém, se recusa a dar mais detalhes sobre o final da bem-sucedida saga (seja o elaborado, pensado há anos, seja a saída mais simples): “Odeio sinopses. Eu tenho um amplo sentido de para onde a história vai. Eu sei o final, eu sei o final dos principais personagens, e eu sei quais serão os principais pontos de virada e eventos dos livros, qual será cada clímas. Mas eu não sei necessariamente cada pequena virada que acontecerá pelo caminho. Isso é algo que eu descubro conforme vou escrevendo, e é o que torna tudo agradável.”

Go to Top