Posts tagged filme

2001: Uma Odisseia no Espaço | Livro mostra detalhes da criação do clássico de Stanley Kubrick

0

Publicação foi lançada pela Todavia

Fabio de Souza Gomes, no Omelete

A Editora Todavia lançou este mês no Brasil 2001: Uma Odisseia no Espaço – A Criação de uma Obra-Prima, publicação escrita por Michael Benson sobre a criação do clássico dirigido por Stanley Kubrick. Confira a capa:

Em 1964, Stanley Kubrick e Arthur C. Clarke se juntaram para, nas palavras do diretor, “fazer o primeiro filme de ficção científica que não seja considerado lixo”. Quatro anos depois, 2001: Uma odisseia no espaço seria lançado. Agora, o autor reconta como foi a criação do filme, de sua gênese ao lançamento em 1968.

O autor entrevistou Clarke, bem como Christiane, viúva de Kubrick, e Doug Trumbull, o criador dos efeitos-especiais do filme, captando não apenas a epopeia cinematográfica mas também a complexidade da relação de Kubrick e Clarke. O resultado é um misto de making of, ensaio e análise do filme.

Jogador Nº 1 | Segundo livro do autor vai virar filme

0

Rodrigo Scahrlack, no Observatório do Cinema

Jogador Nº 1 não apenas se tornou a maior abertura nos Estados Unidos para um filme de Steven Spielberg neste década, mas também entrou na lista de maiores estreias do ano até o momento, informou o ScreenRant.

Agora, outro livro de Ernest Cline vai ganhar um longa. A Universal Pictures anunciou que Armada virará um filme com o roteiro de Dan Mazeau, de Fúria de Titãs. A produção fica por conta de Dylan Clark (Planeta dos Macacos) e Dan Farah (Jogador Nº 1).

O filme será uma adaptação do livro homônimo de Ernest Cline, que segue a história de um adolescente que passa todo seu tempo jogando videogames e descobre que um de seus jogos favoritos na verdade é um projeto de treinamento para impedir uma invasão alienígena na Terra.

Jogador Nº 1 foi lançado nos cinemas no dia 29 de março de 2018.

Com Amor, Simon: Roteiristas explicam diferenças entre filme e livro

0

Atenção: Esta notícia contém pequenos SPOILERS de Com Amor, Simon. Leia por sua conta e risco!

Katiúscia Vianna, no Adoro Cinema

Já em exibição em algumas salas pelo país, Com Amor, Simon é o primeiro filme de um grande estúdio com um jovem protagonista gay. Mas tal história já era bem conhecida, pois trata-se da versão cinematográfica do livro homônimo de Becky Albertalli. E a missão de adaptar tal importante e divertida história nas telonas ficou sob a responsabilidade dos roteiristas Elizabeth Berger e Isaac Aptaker (co-showrunners de This Is Us).

Porém, até quem leu a obra original vai se surpreender nos cinemas. Afinal, toda adaptação acaba trazendo certas mudanças para se adequar ao meio audiovisual, num período de apenas duas horas de duração. Uma das maiores diferenças fica pelo acréscimo de um personagem bem bacana: Ethan (Clark Moore), garoto abertamente gay que frequenta a mesma escola de Simon (Nick Robinson) – uma ideia que surgiu por insistência do diretor Greg Berlanti (produtor de The Flash, Arrow).

“Queríamos que o filme fosse contemporâneo e não seria realista ter apenas um jovem lidando com sua sexualidade num grande colégio público em 2018. Ethan é uma grande adição, pois ainda gera essa incrível cena onde dois gays estão sentados juntos, mas não poderiam ser mais diferentes. É uma lembrança que Simon é apenas uma história de alguém ‘saindo do armário’, esse filme é apenas uma história em particular. E mesmo que seja um grande passo, esperamos que seja apenas o início, pois há tantas formas disso acontecer”, contou Aptaker para o THR.

Ao mesmo tempo, o roteirista relembrou como um momento marcante do livro acabou sendo cortado da versão final do longa. “Tinha essa grande sequência, que chegamos a filmar, onde Nick (Jorge Lendeborg Jr.) leva Simon para um bar gay. Os atores foram incríveis, mas essa cena não encaixava no ritmo do filme, pois você saía daquele mundo durante uns oito minutos”.

Por fim, contou como Becky Albertalli influenciou o desenvolvimento do longa e era bem protetora com seus personagens: “Ela sempre sinalizava aqueles detalhes que eram importantes para os fãs, como a presença de biscoitos Oreo na vida de Simon. Ela também falava com Greg e a equipe de design de produção para inserir pequenos easter-eggs para o público, coisas que ela fazia questão que aparecessem na trama”. Ao mesmo tempo, Jennifer Garner também deu umas sugestões nas emocionantes cenas em que sua personagem contracenava com o protagonista de Nick Robinson, mãe e filho nas telonas.

Com Josh Duhamel, Katherine Langford, Tony Hale, Alexandra Shipp e Keiynan Lonsdale no elenco, o lançamento nacional de Love, Simon (no original) acontece em 5 de abril, mas o longa já está sendo exibido em algumas salas com pré-estreia.

Jovem decide voltar a estudar depois de assistir “Pantera Negra”

0

Publicado no Razões para Acreditar

Os filmes que assistimos exercem muito mais poder sobre nós do que imaginamos. Uma prova disso é a história do jovem Renato Siqueira de Castro, de 15 anos, que voltou a estudar depois de assistir “Pantera Negra” no cinema. Renato quer ser bombeiro, mas ficou 1 ano afastado da escola. Depois de ver os heróis do filme, ele confirmou seu sonho e tomou a decisão de voltar.

“Foi o Pantera Negra que me fez voltar a estudar. Sem a escola eu não consigo nada. Parei e pensei: Pô, melhor eu voltar a estudar”. O garoto, que vive no Parque Missões, uma favela na cidade de Duque de Caxias, município do Rio de Janeiro e decidiu que queria seguir a profissão de bombeiro quando tinha 11 anos e viu o barraco de sua mãe pegar fogo: “Eu quero salvar vidas”.

Ele parou de estudar quando saiu da casa do pai, já que brigava muito com sua irmã. Foi então que ele decidiu alugar um barraco para ele e para conseguir dar conta dos 130 reais mensais, passou a trabalhar como engraxate e largou os estudos. Mas, apesar de seus clientes lhe dizerem constantemente que ele precisava voltar a estudar, foi o “Pantera Negra” que mostrou que o estudo é fundamental.

O filme, que tem sido um verdadeiro sucesso de bilheteria é também muito importante, pois é o primeiro herói negro da Marvel, representando jovens do mundo inteiro, que necessitam desta representatividade para poderem ir atrás de seus sonhos. Tanto que, aqui no Brasil, diversos movimentos sociais se mobilizaram para levar jovens negros da periferia para assistir o filme.

Foi a partir do projeto “Apadrinhe um sorriso”, que aposta no desenvolvimento das crianças de comunidade através da cultura, que Renato voltou a estudar, desta vez em um colégio diferente do que ele frequentava e segundo ele, mais organizado: “Esse colégio é melhor. Não tem bagunça. Eu também fazia bagunça na antiga escola. Mas é aquela coisa: Todo mundo fazia e eu fazia. Agora todo mundo se comporta e eu também”.

Com informações de Extra

Foto: divulgação Apadrinhe um sorriso

Filme de Fahrenheit 451 ganha data de lançamento para maio

0

João Abbade, no Jovem Nerd

A HBO divulgou um curto vídeo para anunciar que a adaptação em filme de Fahrenheit 451, o clássico romance distópico de Ray Bradbury, chegará ao canal no dia 19 de maio.

O romance, publicado em 1953, conta a história de um futuro distópico quando o pensamento crítico é proibido, a mídia é usada apenas para distração da população e os livros devem ser queimados para que o conhecimento perigoso e perverso não se espalhe pelas ruas novamente. O número “451” é a temperatura, em fahrenheit, que o fogo deve estar para que livros entrem em combustão. Junto de Admirável Mundo Novo e 1984, o livro é uma das obras de distopia fantástica mais importantes da literatura.

 

O filme original HBO acompanha Montag (Michael B. Jordan), um jovem bombeiro que se rebela contra o sistema e decide recuperar a humanidade. O elenco conta com Michael B. Jordan, Michael Shannon, Laura Harrier, Sophia Boutella e Lilly Singh. A direção é de Ramin Bahrani.

Fahrenheit 451 será exibido na HBO no dia 19 de maio.

Go to Top