Diário da Maísa

Posts tagged filme

Animais Fantásticos e Onde Habitam | Como J.K. Rowling assumiu o controle do mundo mágico de Harry Potter nos cinemas

0

animais-01_hgrqb88

Como foi para o elenco e a equipe lidar com a autora no set, as surpresas e muito mais

Aline Diniz, no Omelete

Apesar de hoje J.K. Rowling ser uma das mulheres mais ricas do mundo, ela teve um começo difícil na Inglaterra. O primeiro manuscrito de Harry Potter foi recusado inúmeras vezes antes de finalmente encontrar uma editora que o publicasse. Agora, mais de 20 anos depois, Rowling escreve seu primeiro filme: Animais Fantásticos e Onde Habitam. Baseado livremente no livro homônimo publicado originalmente em 2001, o longa é ambientado nos anos 1920 e tem como foco Newt Scamander (Eddie Redmayne), um pesquisador bruxo e magizoologista autor do livro didático sobre animais usado em Hogwarts por inúmeras futuras gerações – incluindo Harry e sua turma.

Não havia, portanto, melhor pessoa para escrever o filme senão Rowling, que conhece tão bem o universo mágico que criou. Mesmo que ela nunca tenha escrito um roteiro antes, o diretor David Yates explicou durante nossa visita ao set de gravações que seria mais fácil ela escrever do que chamar mais uma pessoa para o processo. “Jo criou tudo isso do zero como um roteiro já pronto, então pudemos trabalhar com ela em todos os detalhes, o que é muito interessante”, contou.

“O incrível sobre ela é que, com um roteirista comum, você leria e discutiria com ele as diferentes versões do roteiro, passaria observações, e aí ele desapareceria por três meses. Quando a nova versão do roteiro chega, não dá pra lembrar direito como era o anterior e as mudanças meio que passam despercebidas!”, disse Yates sobre o processo.”Com Jo, nós sentamos juntos, discutimos, passamos observações, e ela voltaria com a nova versão 48 horas depois. Nós tivemos um período de desenvolvimento bem intenso no qual ela literalmente entregou várias versões do roteiro em três semanas. Era uma loucura.”

animais-02_3r02js7

Yates revelou que ele e os produtores precisaram explicar à Rowling que não era assim que o processo normalmente funcionava com roteiristas: “Ela é extremamente prolífica. Nós não conseguíamos seguir o passo dela; demorávamos mais para mandar as observações do roteiro do que ela demorava para reescrever! [risos] Começou a ficar vergonhoso! Ela entregava uma versão e quando eu, Steve [Kloves] e David Heyman terminávamos de ler, nos reuníamos para discutir tudo e decidíamos quais observações mandar para ela, ela já tinha escrito outra versão! [risos] Ela é uma escritora extraordinária e uma fonte de ideias. O que é incrível sobre essa nova franquia é que não existe a limitação dos livros. Isso é o mundo dela, o universo dela, só que crescido.”

O diretor contou ainda uma curiosa história sobre o conhecimento de Rowling sobre o universo mágico da franquia: “Quando estávamos fazendo o quinto filme, A Ordem da Fênix, precisávamos fazer a árvore genealógica da família Black. Ela tinha uns três, quatro nomes da família [no livro], mas nós teríamos mostrar aquilo [visualmente], então precisávamos de mais. Liguei para ela e dentro de 20 minutos, meia hora, ela me enviou um papel com toda a árvore genealógica da família, voltando umas cinco ou seis gerações com datas de nascimento, morte, quem era casado com quem… Foi incrível!

Foi ela, inclusive, que desenvolveu a ideia de contar a história de Scamander em um novo filme. “Estávamos procurando maneiras de continuar [a franquia]”, explicou o produtor-executivo David Heyman, “Lionel Wigram merece muito do crédito, ele teve uma ideia de fazer um documentário baseado em Animais Fantásticos, mostrando Newt explorando e descobrindo as criaturas. Jo ouviu essa ideia e disse que já estava pensando nesse universo há algum tempo. Não sei se a ideia de Lionel acabou se tornando uma oportunidade dela se pronunciar, mas ela já havia pré-concebido tudo.”

animais-03_kuzxsuq

Mas além de apenas criar o mundo no imaginário, Rowling foi também essencial para a criação física do universo de Animais Fantásticos. O designer de produção Stuart Craig contou que foi ela mesmo quem encontrou o prédio que serviria de base para a criação externa do MACUSA, o Congresso Mágico dos Estados Unidos. “Ela fez sua própria pesquisa sobre Nova York de forma bem diligente e encontrou o edifício Woolworth, que é de mais ou menos 1905, mas em 1926 era o prédio mais alto do mundo. Do lado de fora, ele tem uma decoração bem gótica, um estilo que acabou se tornando sinônimo do mundo mágico de Harry Potter e dessa história”, explicou Craig.

Outra coisa bem milagrosa sobre esse prédio é que, no arco de entrada, bem no topo, tem uma coruja. Esse deve ter sido seu momento ‘eureka’, ver aquela coruja“, contou Craig. “A ideia dela é que a coruja seria animada e voaria até o as portas giratórias logo embaixo, fazendo com que elas girassem cada vez mais rápido, levando os bruxos à esse local mágico. Já lá dentro, a questão seria o que fazer com ele. O edifício Woolworth real é bem impressionante, tem mármores maravilhosos, mas não há nada de ‘mágico’. Então eu decidi bem no início do projeto que esse arranha-céu de 240 metros de altura e 57 andares não tivesse nenhum de seus andares, [criando um imenso pé-direito]. Aí os andares funcionais seriam os do subsolo. Temos cinco andares de subsolo, um lobby impressionante e acima disso, o teto que vai até o topo.”

Ao longo de nossa visita ao set, Katherine Waterston e Alison Sudol revelaram que ainda não tinham tido a oportunidade de se encontrar com Rowling. No entanto, ambos Dan Fogler e Redmayne já tinham conversado com a autora – e só tinham coisas boas a dizer. Segundo Fogler, “ela é adorável” e “passou a impressão de ser uma personagem da família Weasley, tão bondosa e gentil”. Redmayne, por sua vez, disse que passou por volta de duas horas com a autora. “Conversamos muito sobre a história de Newt, como eram suas relações familiares, […] mas para mim foi mais uma questão de [ler o livro] Animais Fantásticos e Onde Habitam e estudar aqueles animais, suas histórias, para descobrir com ela quais seriam os que apareceriam e porque estariam no filme. Newt vai atrás de animais ameaçados porque eles são uma ameaça ao estatuto do segredo e ele cuida deles. Ele é muito idealista e acredita que com o programa educacional correto, as criaturas podem e devem existir na sociedade mágica.”

FANTASTIC BEASTS AND WHERE TO FIND THEM

Chega aos cinemas ‘Indignação’, adaptação de romance de Philip Roth

0
(foto: Sony/divulgação)

(foto: Sony/divulgação)

 

Diretor James Schamus afirma que foi um desafio levar o livro para o cinema. ‘Joguei fora as melhores partes do livro’, confessa

Publicado no UAI

Philip Roth é o maior escritor americano vivo, com prolífica produção de mais de 30 livros. Só que, até o ano passado, apenas cinco deles haviam sido levados para o cinema. Produtor e roteirista renomado, o cineasta James Schamus resolveu arriscar. Já de posse dos direitos do romance Indignação – lançado no Brasil pela Companhia das Letras –, escreveu um roteiro e, antes de começar a filmar, cometeu o que chama de “um ato de idiotice”. Enviou o texto para Roth, atrás de consentimento.

Roth, porém, recusou-se a ler. Para ele, o filme pertencia a Schamus. “Sou um grande fã dos livros do Roth. Então mandei o roteiro porque não ficaria bem com minha consciência se fizesse um filme que ele odiaria. Mas ele fez o incrível favor de me dar liberdade”, diz o diretor.

Sexta adaptação da obra de Roth, Indignação estreia nesta quinta no Brasil. Seus temas são bem típicos do autor: o protagonista judeu, o preconceito, as amarras da tradição, a formação da identidade americana e uma sociedade com a sombra da guerra. As mesmas questões também estarão representadas em Pastoral americana, de Ewan McGregor, que chega ao Brasil em 15 de dezembro.

“O que faz os romances do Roth incríveis é sua voz, a qualidade, a honestidade brutal, que vem da manipulação da forma literária no nível mais alto”, explica Schamus. “A dificuldade em adaptar sua obra está exatamente nessa voz. O cinema é basicamente representação, não tem voz. Você pode ter algum estilo, há cineastas que conseguem fazer do estilo uma espécie de voz literária, mas eles são muito raros e não necessariamente são contadores de história. Para fazer Indignação, cometi a violência terrível de tirar a voz do Roth e deixar apenas os diálogos e as ações dos personagens. Basicamente joguei fora as melhores partes do livro e captei o que havia de cinema ali”, revela.

Schamus é um dos mais respeitados produtores e roteiristas dos EUA. Por suas parcerias com Ang Lee ganhou o prêmio de melhor roteiro em Cannes com Tempestade de gelo (1997) e foi indicado ao Oscar de melhor filme com O segredo de Brokeback Mountain (2005) e de canção original e roteiro adaptado por O tigre o dragão (2000).

UNIVERSIDADE Indignação é seu primeiro longa-metragem como diretor. O filme se passa na década de 1950, nos anos da guerra da Coreia. Logan Lerman faz o papel de um jovem universitário judeu, filho de um açougueiro, que entra em conflito com a repressão sexual e o atraso social da instituição de ensino. O longa-metragem teve sua primeira exibição no Festival de Sundance, em janeiro, e foi muito bem recebido pela crítica americana.

“A história é bastante atual. Roth mostra que é mais fácil olhar para os dias de hoje através de um espelho distorcido do passado. Temos hoje a mesma homofobia, o mesmo machismo, o mesmo racismo e a mesma militarização daquela época”, afirma Schamus.

Johnny Depp estará na sequência de ‘Animais fantásticos e onde habitam’

0
Johnny Depp chega ao Festival de Veneza  (Foto: AFP PHOTO/TIZIANA FABI)

Johnny Depp chega ao Festival de Veneza (Foto: AFP PHOTO/TIZIANA FABI)

 

Ele será uma das estrelas de filme de 2018 e também deve fazer ponta no 1º.
Saga derivada do universo de ‘Harry Potter’ estreia em 17 de novembro.

Publicado no G1

Johnny Depp vai entrar no mundo mágico de J.K. Rowling, criadora da saga “Harry Potter”, na sequência de “Animais Fantásticos e Onde Habitam”. O primeiro filme da nova série estreia no dia 17 de novembro de 2016 e o segundo, que terá Depp, sai em 2018.

Depp, de 53 anos irá co-estrelar a continuação de 2018 de “Animais Fantásticos”, que tem estreia prevista para 18 de novembro, de acordo com o Deadline e outros sites especializados.

As reportagens também disseram que Depp fará uma ponta no primeiro filme, mas não revelaram qual é o papel.

O estúdio Warner Bros não anunciou formalmente a escalação de Depp, e um representante do estúdio não respondeu de imediato aos pedidos de comentário.

Pouco se sabe sobre o enredo de “Animais Fantásticos”, estrelado por Eddie Redmayne, vencedor do Oscar, com base em um roteiro de Rowling que conta com novos personagens e história que se passa na Nova York de 1926, muito antes dos livros e filmes da franquia “Harry Potter”, que transcorreram na Inglaterra dos anos 1990.

Animais Fantásticos e Onde Habitam | Livros de bastidores serão lançados no Brasil

0

vitrine-animaistema-760x428

Cesar Gaglioni, no Jovem Nerd

A HarperCollins Brasil anunciou que vai lançar dois livros de bastidores de Animais Fantásticos e Onde Habitam junto da estreia do filme.

Mergulhe na Magia: Os Bastidores de Animais Fantásticos e Onde Habitam vai traçar um perfil dos personagens do longa e conta com comentários dos atores e da equipe de produção. Já A Maleta de Criaturas: Explore a magia do filme Animais Fantásticos e Onde Habitam vai trazer artes conceituais, fotografias, histórias de bastidores e mostrar um panorama da equipe criativa do longa.

Os volumes chegam em 19 de novembro. A editora também vai lançar dois livros de colorir em dezembro.

livro1 livro2 livro3 livro4

Animais Fantásticos e Onde Habitam é um derivado de Harry Potter que conta a história de Newt Scamander (Eddie Redmayne), um magizoologista que carrega uma mala cheia de criaturas mágicas até Nova York, porém alguns dos animais conseguem escapar e os problemas de Newt começam.

O longa será dirigido por David Yates e conta com roteiro da própria Rowling.

Animais Fantásticos e Onde Habitam tem estreia prevista para 17 de novembro de 2016.

“A Garota no Trem” sai dos livros e chega hoje aos cinemas

0
Rachel (Emily Blunt) passa a assediar o ex-marido, hoje casado com a ex-amante Fotos: Divulgação

Rachel (Emily Blunt) passa a assediar o ex-marido, hoje casado com a ex-amante Fotos: Divulgação

 

Filme tem como protagonista a inglesa Emily Blunt, que vive Rachel, uma alcoólatra que perdeu o marido

Publicado no Comercio do Jahu

Todo o suspense contido no best-seller “A Garota no Trem”, da escritora zimbabuana Paula Hawkins, ganhou sua versão para o cinema. O longa, que estreia hoje, tem como protagonista a inglesa Emily Blunt (de “O Diabo Veste Prada”, 2006) e direção do cineasta norte-americano Tate Taylor, do premiado “Histórias Cruzadas” (2011). Atualmente, o livro está entre os mais vendidos entre as obras de ficção no País.

Quem não conhece a história pelo livro vai ser apresentado aos personagens bem aos poucos no filme. A garota do trem é Rachel (Emily Blunt), uma alcoólatra que perdeu o marido, o emprego e passa os dias dentro do trem, viajando até Londres. Da janela, ela pode ver a casa onde morava com o ex, Tom (Justin Theroux).

Crime

Traumatizada pelo abandono, Rachel assedia o ex-marido, hoje casado com a ex-amante, Anna (Rebecca Ferguson), com quem teve um filho. Atormentada, ela tenta fazer parte dessa nova vida de Tom, até que acaba envolvida em um crime. A bela babá Megan (Haley Bennett), que trabalha para o casal, desaparece em certa noite. Rachel acaba como uma das suspeitas do desaparecimento da babá, sem saber que fará parte de um jogo psicológico que colocará em dúvida sua própria sanidade.

Aos poucos, a relação dos personagens se desembaraça, até que o grande mistério de Megan seja resolvido e Rachel cure seus traumas. Cheia de reviravoltas, a trama do livro foi comparada à de “Garota Exemplar”, romance de Gillian Flynn que também fez sucesso nas livrarias e nos cinemas, dirigido por David Fincher. (Folhapress)

Go to Top