Vitrali Moema

Posts tagged Formatura

Emoção! Filha presenteia mãe de cem anos com formatura escolar que ela nunca teve

0

Senhora

Publicado no Amo Direito

Uma mulher de 100 anos ganhou um presente de aniversário inesperado: a formatura do ensino médio que ela não teve. Clare Picciuto deveria ter iniciado o segundo grau em 1930. No entanto, a ‘Grande Depressão’ da época atingiu inúmeras famílias americanas e, com dificuldades financeiras, os pais de Clare pediram que ela abandonasse os estudos e começasse a trabalhar.

“Os irmãos dela foram autorizados a continuar com a sua educação, e ela sempre lamentou o fato de não não ter conseguido. Mas enunca perdeu seu amor pelo aprendizado”, disse a filha de Clare, Deborah Picciuto, de 59 anos, em entrevista à ABC News.

Ainda segundo Deborah, a mãe sempre a ensinou – e mais tarde, também às suas filhas – sobre a importância da leitura e do estudo.

“Ela esteve em muitas formaturas: a da minha escola, faculdade e mais um monte das minhas filhas. Então, eu quis dar a ela a sua própria formatura”, disse.

Deborah surpreendeu sua mãe na quarta-feira, quando Clare foi para um jogo de bingo. Ela não ganhou o jogo, mas se sentiu a grande vencedora do dia quando o superintendente das Escolas Públicas de Leitura do Norte se aproximou dela com um capelo e uma veste, uma medalha de honra e um diploma de segundo grau honorário.

“Eu disse a ela que, na minha opinião, suas experiências de vida tinham feito dela merecedora do diploma. Clare é tão articulada, nítida e positiva. Ela é verdadeiramente representante de todas as coisas que a gente deve aspirar”, disse o superintendente Jon Bernard.

Fonte: extra globo

7 coisas que você deveria aprender antes de se formar

0

capa-coisas-para-aprender-antes-de-se-formar

Publicado no Inquietaria

Que você vai aprender um monte de teoria e sair com uma base sólida para alguma profissão durante a faculdade, a gente já sabe. Mas, pensando na sua carreira, esse período também é importante para desenvolver habilidades super importantes para o mercado de trabalho. Dúvida? Olha só essa lista:

1.Gestão de Tempo

Com tantas matérias, trabalhos, leituras, provas, estágio, júnior, atlética e mil outras coisas mais, você não tem desculpa para não desenvolver essa habilidade que é super importante, na carreira e na vida.

2.Pensamento Crítico

Além de se preparar para o mercado de trabalho, aproveite para fazer com que a faculdade impacte o seu desenvolvimento como pessoa. É, literalmente, aprender a pensar e a questionar as coisas.

3.Apresentações em Público

Falar na frente de muita gente é mais fácil para alguns, e mais difícil para outros. Mas, mais cedo ou mais tarde, você vai precisar disso na sua carreira. Aproveite para praticar bastante nos seminários e apresentações em grupo.

4.Pesquisa

Mesmo que você não siga uma carreira acadêmica, aprender a pesquisar, encontrar e reunir informações é extremamente útil. Pense em todos os relatórios e apresentações que você vai ter que desenvolver um dia.

*Competências mais desejadas pelos recrutadores

Uma boa bagagem acadêmica vai te ajudar a conseguir o emprego que você procura mas, em muitos casos, isso é apenas o primeiro passo. De acordo com uma pesquisa da Universidade de Northeastern, a maioria dos líderes das empresas acreditam que os jovens não estão preparados para o mercado de trabalho, mesmo aqueles que estudaram em universidades que são referência.

Dana Manciagli, autora do Cut the crap, get a job, listou as habilidades mais procuradas pelos recrutadores nos jovens:

5.Conhecimento de Softwares Específicos

Word, Excel e Power Point são os mais básicos. Mas também vale correr atrás e aprender a usar outros softwares específicos da área em que você deseja atuar. Pesquisas e trabalhos acadêmicos são uma ótima desculpa para treinar e aprender a mexer em cada um deles. A gente falou sobre alguns cursos gratuitos aqui!

6.Escrita

Engana-se quem pensa que só a galera de humanas precisa pensar nisso. Muita gente se preocupa em ser referência em áreas específicas (tecnologia, engenharia, ciência, etc) e acaba esquecendo de uma das habilidades mais básicas e importantes. Saber escrever (bem!) é fundamental e pode ser um ótimo diferencial – acredite, tem muita gente por aí que não sabe.

7.Trabalho em Grupo

É uma das habilidades mais citadas nos processos seletivos. Mesmo que você vá trabalhar em algo mais independente, saber lidar com pessoas é a chave para crescer e se desenvolver em uma empresa, seja uma startup ou uma multinacional. Envolver-se com algumas entidades e organizações de universitários mostra que você tem experiência em lidar com pessoas e situações diferentes.

Emoção na formatura do ex-cortador de cana-de-açucar que virou médico, no Recife

3

Médico

Publicado no Amo Direito

Milagre é explicado como algo extraordinário, admirável, espantoso. Acontecimento que chama a atenção, que desperta interesse, que faz o povo ficar surpreso. Aos 30 anos, Jonas Lopes da Silva é sinônimo disso. Perseverança, coragem e firmeza foram virtudes que ajudaram a transformar seu destino.

Combustível para que o ex-cortador de cana, egresso da Zona da Mata pernambucana, estivesse entre os 74 jovens que colaram grau na 95ª turma de medicina da Universidade de Pernambuco (UPE) no Teatro Guararapes, em Olinda, no Grande Recife, na noite desta quarta-feira (29).

e0ccf96c021d3e371d44cdb7bb19b8e9

O reconhecimento pela sua difícil trajetória até conseguir o tão sonhado diploma foi louvado pelos colegas, que decidiram homenageá-lo. Aplaudido, Jonas ficou surpreso. Não esperava tamanha consideração. Tímido, chorou ao ficar de pé, em destaque, entre os demais (agora) médicos.

“Não existem vidas comuns. Apesar de termos tantos milagres hoje a contar, a turma 95 escolheu um desses milagres para receber o grau (de médico) em nome de todos nós. Antes de ser estudante de medicina ele lutou contra a exploração de mão de obra infantil nas usinas de cana-de-açucar no interior de Pernambuco”, discursou a oradora, Débora Lima, assim que a solenidade começou.

Nascido em Palmares, criado em Joaquim Nabuco, foi cortador de cana até os 15 anos. Aos 24, o quinto dos sete filhos de seu José Lopes e dona Edileusa chega à universidade. Hoje nossa turma pede que Jonas Lopes da Silva fique de pé para receber nosso aplauso e reconhecimento”, complementou Débora. O rapaz foi aclamado com muitas palmas.

e7a06d1f728e34107655b478cffa2caf

Para testemunhar esse momento, uma pequena caravana saiu de Joaquim Nabuco, distante 113 quilômetros de Recife, antes do sol se pôr: os pais, os seis irmãos, cunhados, alguns primos, tios. Três carros cheios de gente e de orgulho.

“Não dormi nem comi direito. Meu coração está acelerado, a mil por hora. Meu filho conseguiu realizar o sonho de se tornar médico”, comentou dona Edileusa, tão tímida quanto o filho. Ela precisou levar Jonas para acompanhá-la na cansativa labuta de cortar e limpar cana, quando ele era criança, pois dali que tirava o sustento para garantir o feijão com arroz de todos os dias.

Também estava lá Benjamim Gomes, professor de Jonas no terceiro período do curso médico e que tanto o apoiou em vários momentos da faculdade. Fernando Beltrão, igualmente professor de medicina da UPE e de um cursinho onde Jonas ganhou bolsa para se preparar para o vestibular, foi outro que presenciou a formatura.

A alegria pela conclusão da graduação médica era a mesma de Márcio Nascimento, 29 anos, colega de turma de Jonas. Suas histórias se parecem. Ambos moraram na Casa do Estudante de Pernambuco, no Derby, área central do Recife. Enfrentaram restrição financeira e saudade dos parentes enquanto cursaram os seis anos da faculdade. Não desistiram.

“A formatura é o apogeu. Esperei muito por esse dia. É uma alegria sem tamanho”, destacou Márcio, ao lado da esposa, Juliane, grávida de seis meses, e do filho Bruno, 8 anos. Os pais, sogros, irmãos e parentes também saíram de Floresta, no Sertão (a 417 km de Recife), para participar da colação de grau em Olinda.

“Foi um milagre de Deus eu virar médico. Ele, minha família e tantas pessoas apostaram em mim e sou muito grato por isso. Espero ser um bom médico para retribuir”, afirmou Jonas, que agora tem como desafio passar na residência em clínica médica ou cardiologia.

Fonte: jconline ne10

Estudante carrega enxada na cerimônia de formatura em homenagem aos pais

0
Mais uma prova de que uma alma grata é capaz de indizíveis belezas!

Mais uma prova de que uma alma grata é capaz de indizíveis belezas!

 

Publicado na Revista Pazes

Na cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte, a jovem Kauany Sousa, de 24 anos, ergueu uma enxada durante sua entrada na cerimônia de formatura do curso de Serviço Social, na UnP (Universidade Potiguar) para agradecer seus pais pelo esforço no trabalho na roça para garantir o sustento dela e de mais três irmãos.

A homenagem feita pela estudante Kauany Sousa aos seus pais durante sua formatura no curso de Serviço Social na UnP (Universidade Potiguar) emocionou não só os convidados presentes na cerimônia, mas também milhares de internautas. Na festa, ocorrida no dia 9 de abril na cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte, Kauany levantou uma enxada para representar o trabalho de seus pais que garantiu o sustento da família durante sua infância difícil no campo. Assista o vídeo abaixo:

“Eu lembro do meu pai saindo todos os dias para trabalhar, como ele faz até hoje. Trabalhar na roça, para dar sustento para mim e mais três irmãos. Desde o início, foi sempre assim. A lembrança que eu tenho é de ver ele sair de casa para trabalhar”, contou a jovem de 24 anos em entrevista ao canal UERN TV, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. A renda de seu pai, Nilson Pereira, não passava de R$ 20 por semana. Por conta das dificuldades financeiras, a família tinha problemas até mesmo para conseguir comer todos os dias. “[Lembro] de ver minha mãe preocupada todos os dias para dar um prato de comida para a gente. Muitas vezes não tinha e ela agradecia a Deus quando um vizinho chegava e dava uma alimentação. Eu lembro que na época meu pai ganhava R$ 20 por semana, para trabalhar no sol quente, todos os dias”, relata.

No sítio Caraúba Torta, no município potiguar de Almino Afonso, Kauany começou a aprender a ler e escrever debaixo de uma árvore, no espaço cedido por uma vizinha. Além disso, assim como seus outros três irmãos, ela também ajudava no trabalho de agricultura.

Assistam ao vídeo!

Mulher que largou ensino médio há 87 anos recebe diploma

0

20150416130740Ba7qsQUGo8

Publicado em RedeTV

Uma mulher de 103 anos recebeu na última sexta-feira (10), um diploma honorário do ensino médio depois de ter abandonado a escola há mais de 87 anos.

Em 1928, Marie Hunt foi obrigada a abandonar o Colégio River Valley em Wisconsin, nos Estados Unidos, para cuidar de seus oito irmãos. Na época, ela havia acabado de concluir o oitavo ano.

Agora, Marie tem planos de cursar uma faculdade.

Assista ao vídeo da formatura:

Go to Top