Vitrali Moema

Posts tagged Gatos

Livro traz poemas de Bukowski sobre gatos, os animais que ele mais admirava

0

Poeta da sarjeta e da ressaca, Charles Bukowski (1920-1994) via os gatos como seres sábios, caçadores, misteriosos e sobreviventes

Hagamenon Brito, no Correio 24Horas

Animais de estimação preferidos dos escritores (e reis das redes sociais), os gatos têm uma imensa galeria de adoradores letrados. Notáveis de variadas nacionalidades, como Jorge Luis Borges, Jean Cocteau, T.S. Eliot, Guimarães Rosa, Julio Cortázar, Ray Bradbury, Lygia Fagundes Telles, Raymond Chandler, Ernest Hemingway, Ferreira Gullar, Stephen King e Bukowski. E, obviamente, eles inspiraram textos desses fãs especiais.

Nova edição de Sobre Gatos tem imagens do escritor Charles Bukowski com vários dos seus felinos: esse da foto é Manx (Foto: Divulgação)

Nova edição de Sobre Gatos tem imagens do escritor Charles Bukowski com vários dos seus felinos: esse da foto é Manx (Foto: Divulgação)

Poeta da sarjeta e da ressaca, o alemão-americano Charles Bukowski (1920-1994) chegou a ter vários felinos ao mesmo tempo. Espécie de beat honorário, embora jamais tenha se associado à turma de Jack Kerouac, Burroughs e Allen Ginsberg, o Velho Safado via os peludos ronronantes como professores, sábios, caçadores, misteriosos, vagabundos e sobreviventes – como ele próprio.

Em nova edição que inclui várias fotos de Bukowski com seus felinos, o livro Sobre Gatos (L&PM | R$ 29,90 | 139 páginas | tradução de Rodrigo Breunig) reúne poemas e textos em prosa do escritor sobre esses seres sensíveis cujo olhar inquietante parece penetrar as profundezas da alma.

csm_Sobre_gatos_BUK_f50d195e02

Para Abel Debritto, biógrafo do autor, se o personagem Henry Chinaski (protagonista de cinco dos seus livros) era o alterego de Bukowski, os gatos são seu alterego de quatro patas. Ao falar de gatos, o último “maldito” da literatura americana discorria sobre seu assunto predileto: ele mesmo.

“Você tem um gato? Ou gatos? Eles dormem, baby. Eles conseguem dormir vinte horas por dias e são lindões. Sabem que não há motivo algum para grandes exaltações. A próxima refeição. E uma coisinha para matar de vez em quando. Quando estou sendo rasgado pelas forças, simplesmente olho para um ou mais dos meus gatos. Há nove deles. Simplesmente olho para um deles dormindo ou meio-dormindo e relaxo. Escrever também é meu gato. Escrever me permite encarar a coisa. Esfria minha cuca. Por algum tempo, pelo menos. Aí me dá um curto-circuito e preciso fazer tudo de novo”, diz na página 115.

No poema Nossa Turma, Charles Bukowski enternece e diverte com maestria: “Eu queria batizar nossos gatos de/ Ezra, Céline, Turguêniev/ Ernie, Fiódor e Gertrude/ Mas sendo um cara legal/ deixei minha esposa batizá-los e ficou: Ting, Ding, Beeker/ Bhau, Feather e Beauty./ Nem mesmo um Tolstói no maldito lote todo”. Como resistir? Meow!

Fotógrafo lança livro com série de retratos íntimos e expressivos de animais domésticos

0

Publicado no Hypeness

O fotógrafo britânico Robert Bahou cresceu numa casa onde os animais transitavam livremente. Gatos, cachorros e até mesmo cavalos marcaram sua infância e fizeram com que seu olhar pudesse captar, no futuro, a “Alma Animal”.

Animal Soul é o primeiro livro de fotografias do artista, financiado via Kickstarter. Para compor a publicação, Robert contou que fez uma cuidadosa curadoria dos animais, a fim de captá-los de perto; e acrescenta que os animais têm uma relação diferente da nossa ao serem fotografados: “Eles não se ajustam, não escolhem seu melhor lado, já têm o rosto preparado e não escondem nada. O que nos resta é um momento verdadeiramente honesto entre eles e a câmera”.

AnimalSoul1

AnimalSoul2

livro2

livro3

 

livro4

livro5

livro6

livro8

livro9

livro10

livro11

livro13

livro15

livro17

Todas as fotos © Robert Bahou

Livro ilustrado mostra como é a vida a partir da perspectiva dos gatos

1

Bruna Rasmussen, no Hypeness

Seu gato adora caixas, morde seu braço com a mesma intensidade que o lambe, é folgado, passeia na frente do monitor do computador, deita em cima do livro que você está lendo e dorme em cima de você, sem nem ao menos pedir licença. Mas todos os gatos são assim, encantadoramente intrometidos. Para provar isso, a designer Manu Cunhas criou o livro “Como diria meu gato“, que traz ilustrações mostrando a vida a partir da curiosa perspectiva felina.

Desde 2013, esses desenhos são publicados na página do Facebook Adote um Ronrom, um projeto que cuida de gatos e promove a adoção responsável dos bichanos. Manu, que trabalha como ilustradora há cerca de 7 anos, inspira-se em seus dois gatinhos e em situações do dia a dia que acontece com todos que têm o prazer de dividir a vida com esses bichos. O projeto do livro está aberto para financiamento coletivo no Catarse – aqui aqui e saiba como ajudar a financiá-lo. Confira algumas das ilustrações:

como-diria-gatocomo-diria-gato2 como-diria-gato3 como-diria-gato4 como-diria-gato5 como-diria-gato6 como-diria-gato7 como-diria-gato8 como-diria-gato9 como-diria-gato10 como-diria-gato11 como-diria-gato12 como-diria-gato13 como-diria-gato14 como-diria-gato15 como-diria-gato16 como-diria-gato17 como-diria-gato19 como-diria-gato20 como-diria-gato28 (mais…)

20 Gatos que precisam da sua atenção no exato momento em que você começa a ler

0

Nathalia Henderson, no Tudo Interessante

Gatos são animais lindos, charmosos e super carinhosos. Eles adoram carinho e a companhia das pessoas da casa, e não dispensam um pouco de atenção (pelo menos alguns deles).

Mas os gatos abaixo precisaram de atenção justamente em um momento bem impróprio: Exatamente quando os seus donos começaram a ler. Eles usaram todo o seu charme e fofura para que seus donos parassem de ler e ficassem mais próximos a eles.

1 – “Você pode me dar um pouco de atenção ou é pedir demais?”

gatos-atrapalhando-leitura-1
2 – “Me deixe aqui quietinho, nem estou atrapalhando tanto assim”

gatos-atrapalhando-leitura-2
3 – “Pode tentar estudar quantas vezes você quiser. Eu não vou deixar!”

gatos-atrapalhando-leitura-3
4 – “Será que a sua vontade de ler é maior do que me apertar?”

gatos-atrapalhando-leitura-4
5 – Quem resiste a isso? *-*

gatos-atrapalhando-leitura-5
6 – Ops…alguém passou por aqui

gatos-atrapalhando-leitura-6
7 – oO

gatos-atrapalhando-leitura-7
8 – “Não trisque nas minhas páginas”

gatos-atrapalhando-leitura-8
9 – “Ei! pare já com isso e me dê atenção”

gatos-atrapalhando-leitura-9
10 – Vale até morder

gatos-atrapalhando-leitura-10
11 – “Eu sou muito mais interessante do que esse jornal!”

gatos-atrapalhando-leitura-11
12 – Ler é mais divertido com uma patinha

gatos-atrapalhando-leitura-12
13 – “Chega de leituras por hoje. Quem manda aqui sou eu”

gatos-atrapalhando-leitura-13 (mais…)

Gatos: autora lança livro sobre metaleiros e seus felinos

0

Samuel Coutinho, no Whiplash.Net

Todo Tr00 que se preze vai dizer que se um headbanger escolher ter um animal de estimação, ele terá que optar por um cachorro (de preferência o mais raivoso possível), uma cobra, um morcego, enfim, qualquer animal que seja Tr00 o suficiente para representar o seu dono. Mas se ele optar por um gato? Pode? De acordo com a autora do livro “Metal Cats”, Alexandra Crockett, todo metalhead pode viver com o seu bichano, feliz da vida. No livro pode ser conferida várias imagens de artistas de metal empunhando seus animaizinhos preferidos, bem cuidados e radiantes, confira algumas fotos abaixo:

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

Bônus do autor da matéria:

11

Quem não tem cão, caça com gato 😉

Mais um bônus – desta vez, do editor:

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Go to Top