Vitrali Moema

Posts tagged jovem

J.K. Rowling anuncia lançamento do novo livro da série Cormoran Strike

0

Bruno Tomé, no Observatório do Cinema

Animação para alguns, decepção para outros. A escritora J.K. Rowling, conhecida pela saga Harry Potter, está se dedicando a sua série de livros sobre o detetive Cormoran Strike. Nesta terça (10), a escritora anunciou que o quarto título das histórias que não tem conexão com bruxinho será lançado em setembro.

Com o título de Lethal White, o lançamento acontece no dia 18 de setembro. Para os livros do detetive Strike, J.K. usa o pseudônimo de Robert Galbraith. Esse é será o quarto capítulo da série que já conta com O Chamado do Cuco, O Bicho-da-Seda e Vocação para o Mal.

Na nova história, o detetive Strike será surpreendido por um jovem chamado Billy, que pede ajuda para desvendar um caso que o garoto jura ter visto quando era criança. Após tanta insistência, Strike decidirá seguir adiante e acreditar no jovem, o que a levará a outras revelações e mistérios em Londres.

A série de livros de J.K. Rowling está sendo adaptado pela HBO. O seriado está no ar desde junho deste ano, sendo estrelado por Tom Burke.

Flipop | Festival de livros dedicado ao público adolescente chega a São Paulo

0

Evento será realizado entre os dias 29 de junho e 01 de julho

Fabio de Souza Gomes, no Omelete

São Paulo receberá o Festival de Literatura Pop (Flipop) entre os dias 29 de junho e 01 de julho. O evento é dedicado à literatura Young adult – focada no público adolescente e jovem adulto – e terá a participação de 38 convidados, divididos em mais de 28 mesas com bate-papos e atividades.

Além das mesas, haverá encontro de fandom, dicas de escrita, distribuição de brindes exclusivos, conversas sobre Wattpad, fantasia, representatividade e muito mais.

A literatura YA tem crescido ano após ano no Brasil, gerando best-sellers como A seleção, Maze Runner, A culpa é das estrelas e Jogos Vorazes, e muitas dessas obras tem sido adaptadas para os cinemas.

O evento foi criado pela Editora Seguinte, selo jovem do Grupo Companhia das Letras, e conta com a participação de nove editoras: D’Plácido, Duplo Sentido, Editora Hoo, Globo Alt, Editora Planeta do Brasil, Morro Branco, Plataforma 21, Qualis e Todavia.

O evento será realizado no Centro de Convenções Frei Caneca. A programação completa pode ser vista no site.

Orgulho e Paixão: novela das 18h é releitura de obras de Jane Austen

0

A família Benedito: Felisberto (Tato Gabus Mendes) , Ofélia (Vera Holtz) Jane (Pamela Tomé), Cecília (Anaju Dorigon), Elisabeta (Nathalia Dill), Lidia (Bruna Griphão) e Mariana (Chandelly Braz). Divulgação/Globo/Marília Cabral

Com referências a Orgulho e Preconceito, Emma, Razão e Sensibilidade e A Abadia de Northanger, a novela estreia na próxima segunda

Clara Campoli, no Metrópoles

Um mundo em que Elizabeth Bennet, de Orgulho e Preconceito (1813), é a melhor amiga de Emma Woodhouse, de Emma (1815). Essa é a premissa da nova novela das 18h da Globo, Orgulho e Paixão, com estreia marcada para 12 de março. O enredo consiste em uma adaptação livre dos romances de Jane Austen, numa mistura de personagens e roteiros impossíveis nas obras originais.

Embora os livros da autora se passem nas primeiras décadas do século 19, a novela da Globo acontece 100 anos depois, no período da indústria do café. O enredo principal vai se concentrar na releitura do mais famoso romance de Austen, Orgulho e Preconceito. Na versão brasileira, Ofélia e Felisberto Benedito (Vera Holtz e Tato Gabus Mendes) serão os pais de cinco moças: Jane (Pâmela Tomé), Elisabeta (Natalia Dill), Mariana (Chandelly Braz), Cecília (Anaju Dorigon) e Lídia (Bruna Griphão).

Como no original de Jane Austen, Ofélia vive em função de conseguir bons casamentos para as filhas. Na novela, no entanto, ela conta com a ajuda de ninguém menos que Ema (Agatha Moreira) – o nome em português perdeu um “m” –, a herdeira de um magnata (na novela o personagem é seu avô Afrânio, vivido por Ary Fontoura). A jovem aposta em seus dotes casamenteiros para conseguir bons enlaces para as amigas.

Os romances estão traçados, em sua maioria, como nos livros: Thiago Lacerda viverá Darcy, um rico e orgulhoso empresário que, contra todas as chances, se encanta pela aventureira Elisabeta. Seu melhor amigo, o apaixonante Camilo (Maurício Destri), é a releitura de Charles Bingley, o grande amor da encantadora Jane. A mãe de Camilo, Julieta (Gabriela Duarte), é uma interpretação mais jovem de Lady Catherine de Bourgh, a tia elitista de Fitzwilliam Darcy.

A terceira filha Bennet a ter uma releitura fiel é Lídia, a caçula. No romance, a garota de 15 anos não é muito ajuizada e, sucumbindo aos encantos de um forasteiro mal intencionado, acaba fugindo com ele. O vilão, no original George Wickham, chama-se Diogo Uirapuru (Bruno Gissoni) e vai, de início, disputar as atenções de duas irmãs Benedito. No livro, Wickham paquera com Elizabeth antes de raptar Lydia.

Confira as adaptações:

Acontece que na versão global, o tímido Randolfo (Miguel Romulo) é apaixonado pela irmã mais nova. Resta saber se o destino da garota será triste como o do romance original ou se ela conseguirá escapar do casamento forçado com Uirapuru.

A casamenteira
A Ema da novela é rica, divertida e, como se ocupa de cuidar do avô, prefere não pensar em um romance para si. Sua atividade favorita, no entanto, torna-se ficar por dentro dos mexericos da cidade e formar enlaces amorosos para as amigas.

Na produção global, o personagem Jorge (Murilo Rosa) é apaixonado pela jovem, mas acaba se casando com Amélia (Leticia Persíles) por insistência de Ema. A esposa tem uma doença terminal e incurável, o que deve intensificar o drama nesse triângulo amoroso.

Romances misturados
Outros dois famosos romances de Austen serão homenageados nas histórias das outras duas meninas Benedito. Mariana é uma mistura de Kitty Bennet e de Marianne Dashwood, de Razão e Sensibilidade (1811). Kitty é a grande companheira de Lydia, mas não se mete em encrencas como a irmã. Já Marianne é uma jovem bela e romântica, que se emociona ao tocar piano e recitar poesias. Sonha com um amor aventureiro e fogoso, por isso cede aos encantos de um aproveitador, Willoughby.

Por fim, a Marianne do romance acaba descobrindo que o amor verdadeiro pode estar na constância dos pequenos gestos: se casa com o Coronel Brandon, um homem mais velho. A Mariana da novela parece seguir o mesmo caminho, já desinteressada pelo apaixonado Coronel Brandão (Malvino Salvador).

Por fim, Cecília Benedito, a traça de livros, é uma mistura de Mary Bennet e de Catherine Morland, a tola protagonista de A Abadia de Northanger (1817). A primeira é a mais tímida das cinco irmãs Bennet, detesta bailes e acredita que existem formas mais eficazes de interação social. Catherine, por sua vez, é personagem de uma paródia dos romances góticos – famosos entre os jovens da época.

Quando idealizou A Abadia de Northanger, Jane Austen estava enfastiada do tipo de livros que mulheres liam e escreviam naquela virada de século: eram romances tolos, com toques de mistério pastelão e heroínas sem grande carisma. Ela escreveu as desventuras de uma jovem de classe baixa que se hospeda em uma misteriosa propriedade depois de fazer amizade com os herdeiros.

A Cecília da novela é descrita como uma fã de livros de mistério, dedica a criação de teorias para absolutamente tudo. Interessada pelo belo Rômulo (Marcos Pitombo), ela desconfia que o pai dele, Tibúrcio (Oscar Magrini), tenha algum envolvimento com o sumiço da esposa.

Lugar Nenhum | Adaptação em quadrinhos do clássico de Neil Gaiman mostra Londres sombria e mágica

0

Publicação será lançada este mês no Brasil

Fabio de Souza Gomes, no Omelete

A Panini lançará este mês Lugar Nenhum, encadernado que reúne a minissérie baseada no best-seller criado por Neil Gaiman. Adaptada por Mike Carey e Glenn Fabry, a obra teve sua capa divulgada. Confira:

Richard Mayhew é um jovem rapaz normal, com um emprego normal, e que está tendo um dia completamente normal até que uma ação fora do normal deixa tudo de cabeça para baixo. Quando percebe uma jovem ferida nas ruas de Londres, ele para e tenta ajudá-la. E, graças a isso, sua vida jamais voltará à normalidade.

A misteriosa jovem – conhecida pela alcunha de Porta – vem da Londres Abaixo, uma incrível e perigosa cidade subterrânea desconhecida dos habitantes da metrópole da superfície. Quando volta da jornada a essa bizarra cidade, Richard descobre que ninguém mais da Londres Acima se lembra dele. É como se ele nunca tivesse existido.

O que ele quer agora é voltar à antiga vida, mas Croup e Vandemar – uma dupla de cruéis assassinos – estão em seu encalço e dificultarão ao máximo a tentativa de voltar ao normal. No caminho para normalidade estão ainda uma provação que colocará a sanidade de Richard em risco, a mortífera travessia da Ponte da Noite e um terrível confronto com a Besta-Fera de Londres!

O caminho para conseguir o que busca passa por um anjo chamado Islington e o segredo que ele tem mantido oculto no fundo da Rua de Baixo há incontáveis anos. Um segredo que tem o potencial de ser o fim para Richard, Porta e todos os moradores de Londres de Baixo.

Próxima novela das seis, “Orgulho e Paixão” é baseada em obras de Jane Austen

0

Nathalia Dill assume o papel de protagonista na trama que se passa no início do século 20
Foto: Raquel Cunha / Globo

Publicado no ClicRBS

De um lado, uma jovem camponesa que precisa aprender a se entregar à paixão. Do outro, um aristocrata que precisa vencer o orgulho e acreditar que o amor pode superar as diferenças sociais. Orgulho e Paixão, nova novela das seis da Globo, é baseada não em um, mas em quatro livros da escritora inglesa Jane Austen.

Com previsão de estreia em março deste ano, a novela escrita e dirigida por Marcos Bernstein traz os atores Nathalia Dill e Thiago Lacerda como os personagens Elisabeta e Darcy, casal protagonista da trama que se passa no início do século 20.

Mas ela é uma jovem com desejos de liberdade e não de casamento — comportamento que bate de frente com os planos de sua mãe, interpretada pela atriz Vera Holtz.

A matriarca vivida por Vera Holtz vai fazer de tudo para ver as filhas bem-casadas Foto: João Miguel Júnior / Globo

Mãe de cinco meninas, Ofélia quer ver todas com matrimônio marcado, e fará de tudo para conseguir bons partidos para as herdeiras, interpretadas pelas atrizes Chandelly Braz, Pamela Tomé, Anaju Dorigon, Bruna Griphão e a própria Nathalia Dill.

Milionário e de bons modos, o galã Darcy vai se sentir contrariado com a presença da camponesa Elisabeta, que além de não sonhar com casamento, é dona de um comportamento espontâneo.

O ricaço Darcy, vivido pelo ator Thiago Lacerda, não esperava se encantar por uma camponesaFoto: João Miguel Júnior / Globo

Gravada nas cidades de Vassouras e Valença, no interior do Rio de Janeiro, a novela traz os casarões das fazendas de café do século passado. Na história, as localidades receberam o nome fictício de Vale do Café. Segundo a coluna de Patrícia Kogut, do jornal O Globo, a novela é inspirada nos livros Orgulho e Preconceito (1813), Razão e Sensibilidade (1811), A Abadia de Northanger (1818) e Emma (1815). Além da trama central focada no romance entre uma mulher libertária e um homem conservador, a novela traz questões atuais como feminismo e crise financeira.

Gabriela Duarte integra elenco da novelaFoto: Mauricio Fidalgo / Globo

Em seu elenco também estão os atores Gabriela Duarte, Malvino Salvador, Alessandra Negrini, Ary Fontoura, Tato Gabus Mendes, Murilo Rosa, entre outros.

Go to Top