Diário da Maísa

Posts tagged leitura

Leitura deve ser estimulada durante as férias

0

5-livros-desenvolvimento-pessoal

Publicado no Bonde

Sabe aquele livro que está na prateleira esperando um tempo livre para ser descoberto? “O período de férias pode ser um excelente momento para relaxar e descobrir coisas novas por meio da leitura.” É o que garante a editora de Literatura da Editora Positivo, Cristiane Mateus.

Segundo ela, uma escolha mais livre de um livro, sem qualquer compromisso com resultados, pode ser um grande estímulo para desenvolver o hábito de leitura em crianças e adolescentes. E as férias são um bom pretexto pra isso. “Se os pais lerem o mesmo livro, essa experiência pode ser intensificada com conversas despretensiosas sobre a obra, aproximando ainda mais pais e filhos e promovendo boas horas em família”, explica.

Mestre em Literatura, Cristiane alerta que escolher bons livros é fundamental, pois a escolha certa possibilita a formação do hábito de leitura – um caminho que também desenvolve a imaginação, as emoções e sentimentos de forma prazerosa e significativa. “Isso significa que além de ampliar os horizontes e o repertório do leitor, os livros são uma grande fonte de prazer, trazendo resultados e experiências surpreendentes para as crianças”, ressalta.

Para fazer a escolha certa, Cristiane explica que é preciso relacionar a idade cronológica do leitor com sua maturidade e afinidades. Caso a criança não seja alfabetizada, também vale pensar num mediador.

E para aqueles que ainda têm dúvidas sobre aproximar ou não as crianças dos livros nas férias, Cristiane cita algumas boas argumentações para fazê-lo: “A leitura ajuda a não perder o ritmo da aprendizagem; a leitura é uma boa opção para os dias chuvosos; a leitura pode desencadear boas conversas e novas brincadeiras em família; quem lê viaja sem sair de casa; quem lê acaba por descobrir as bibliotecas – físicas ou virtuais – que são excelentes programas culturais”.

Confira cinco sugestões de livros, selecionadas por Cristiane, para as férias:

1 – Mar – Marianne Dubuc cria, neste livro sem palavras, uma história empolgante em que um gato persegue por dezenas de páginas um peixe vermelho. As crianças vão adorar as ilustrações e também aprender sobre presa e predador e a luta pela vida e pela liberdade. Várias histórias e brincadeiras podem surgir de uma única página, dependendo apenas da imaginação de quem abrir o livro. Editora Positivo, a partir dos 6 anos – R$ 55,40.

2 – Haicais Visuais – Inspirado em haicais, mas só que sem palavras, apenas desenhos que formam histórias curtas e deliciosas. Usa personagens reais ou fictícios tão diversos como o pintor René Magritte e o King Kong. Este finalista do Prêmio Jabuti de 2016, de Nelson Cruz, é um livro surpreendente que introduz as crianças no mundo das artes. Editora Positivo, a partir de 9 anos – R$ 39,80.

3– Frankenstein – Denis Deprez assina essa adaptação do clássico para história em quadrinhos, com tradução de Alexandre Koji. Escrito originalmente por Mary Shelley quando tinha apenas 19 anos. Foi um dos precursores da ficção científica e também do movimento Romântico. Preconceito, convivência com o outro e os limites da ciência são alguns dos temas de reflexão nesta obra clássica e sempre atual. Editora Positivo, a partir de 12 anos – R$ 54,90.

4 – Apenas Tiago – Este premiado livro de Caio Riter, com ilustrações de Pedro Franz, conta a história de um garoto abandonado pelo pai e que acaba se envolvendo com o mundo do crime. Tiago reflete sobre sua vida e nos faz pensar em como nos comportamos em situações adversas. Discute a relação familiar e a privação de liberdade. Editora Positivo, a partir de 13 anos – R$ 44,30.

5 – Era uma vez… – As histórias clássicas, como Chapeuzinho Vermelho, Alice no País das Maravilhas, Pinóquio, Peter Pan e outras são recriadas pelo ilustrador Benjamin Lacombe neste livro em páginas pop-up que, ao se abrirem, formam desenhos em três dimensões. Também é uma boa opção para os adultos contarem as histórias para as crianças enquanto manuseiam o livro. Editora Positivo, para todas as idades – R$ 54,90.

Leitura: Confira 10 excelentes motivos pelos quais você deveria ler todos os dias

0

lendo

Publicado no Amo Direito

Livros com histórias envolventes são capazes de desligar você do mundo ao redor, fazendo com que sua atenção esteja inteiramente voltada para o que acontece na trama. Entenda porque você deve ler!

Uma das práticas que os jovens consideram mais entediantes é a leitura. Não é raro ouvir reclamações sobre a obrigatoriedade da leitura, mesmo que algumas histórias surpreendam por atrair o interesse. Contudo, estabelecer o hábito da leitura pode trazer diversos benefícios para a vida, tanto no mundo acadêmico quanto na carreira. Confira a seguir 10 motivos pelos quais você deveria ler todos os dias:

1. Estímulo mental
O cérebro necessita treinamento para se manter forte e saudável e a leitura é uma ótima maneira de estimular a mente e mantê-la ativa. Além disso, estudos mostram que os estímulos mentais desaceleram o progresso de doenças como demência e Alzheimer.

2. Redução do estresse
Quando você se insere em uma nova história diferente da sua, os níveis de estresse que você viveu no dia são diminuídos radicalmente. Uma história bem escrita pode transportá-lo para uma nova realidade, o que vai distraí-lo dos problemas do momento.

3. Aumento do conhecimento
Tudo o que você lê é enviado para o seu cérebro com uma etiqueta de “novas informações”. Mesmo que elas não pareçam tão essenciais para você agora, em algum momento elas podem ajudá-lo, como em uma entrevista de emprego ou mesmo durante um debate em sala de aula.

4. Expansão de vocabulário
A leitura expõe você a novas palavras que inevitavelmente elas serão incluídas no seu vocabulário. Conhecer um número grande de palavras é importante porque permite que você seja mais articulado em seus discursos, de maneira que até mesmo a sua confiança será impulsionada.

5. Desenvolvimento da memória
Quando você lê um livro (especialmente os grandes) precisa se lembrar de todos os personagens, seus pontos de vista, o contexto em que cada um está inserido e todos os desvios que a história sofreu. A boa notícia é que você pode utilizar isso a seu favor, fazendo dos livros um treino para a sua memória. Guardar essa quantidade de informações faz com que você esteja mais apto para se lembrar de eventos cotidianos.

6. Habilidade de pensamento crítico
Já leu um livro que prometia um mistério confuso e acabou por desvendá-lo antes mesmo do meio da história? Isso mostra a sua agilidade de pensamento e suas habilidades de pensamento crítico. Esse tipo de talento também é desenvolvido por meio da leitura. Portanto, quanto mais você lê, mais aumenta sua habilidade de estabelecer conexões.

7. Aumento de foco e concentração
O mundo agitado de hoje faz com que sua atenção seja dividida em várias partes, de modo que manter-se concentrado em apenas uma tarefa torna-se um desafio. Contudo, livros com histórias envolventes são capazes de desligar você do mundo ao redor, fazendo com que sua atenção esteja inteiramente voltada para o que acontece na trama. Embora você não perceba, esse tipo de exercício ajuda você a se concentrar em outras ocasiões, como quando precisa finalizar um projeto urgente.

8. Habilidades de escrita
Esse tipo de habilidade anda lado a lado com a expansão do seu vocabulário. Assim como a leitura permite a você ser alguém mais articulado na fala, também vai ajuda-lo a colocar com mais clareza os seus pensamentos no papel. Isso vai dar a você a chance de produzir textos com mais qualidade, não apenas de vocabulário, como também correção gramatical e ideias mais ricas.

9. Tranquilidade
O fato de envolver você em uma história e livrá-lo do estresse cotidiano faz do livro uma ótima ferramenta para alcançar a paz interior. Nos momentos de estresse, procure se distrair do que acontece com uma história que atrai seu interesse. Isso vai acalmá-lo e ajudá-lo a melhorar seu humor.

10. Entretenimento a baixo custo
Muitas pessoas acreditam que o conceito de diversão está diretamente ligado aos altos custos de uma viagem ou mesmo de uma festa. Contudo, se você encontrar um livro que chame a sua atenção, poderá viajar sem sair da sua casa. E se você acha que os preços cobrados por um livro também são abusivos, pode baixar lá no Universia mais de 1.000 títulos gratuitamente.

Fonte: noticias universia

Veja quais são as profissões ideais para quem ama a leitura

0

livros

Confira as 10 carreiras ideais para quem gosta de ler!

Publicado no Terra

Ler é a melhor maneira de exercitar o cérebro. Quem lê muito escreve bem , consegue se expressar melhor e tem mais agilidade de pensamento. É uma atividade que deve ser feita e incentivada por pessoas de todas as idades, sem qualquer restrição.

Se você faz parte da turma que adora devorar livros , saiba que existem inúmeras profissões nas quais é possível unir o útil ao agradável, com a leitura ocupando um lugar de destaque nas suas atividades diárias.

São carreiras que, na maioria dos casos, exigem muita dedicação à pesquisa, à especialização contínua e à leitura em diferentes idiomas! A maioria está na área de Humanas, mas o hábito de ler favorece pessoas de todas as profissões.

Confira a seguir a 10 carreiras ideais para quem gosta de ler!

1. Bacharel ou licenciado em Letras

O curso de Letras e suas diversas habilitações (Inglês, Espanhol, Alemão, Literatura, Português, etc.) é feito, essencialmente, de leitura. E não se trata de uma leitura qualquer: aqui é preciso entender o uso e o significado de cada palavra, cada oração, cada vírgula.

Como um médico que procura entender todos os mecanismos do corpo humano, o letrólogo – como é chamado o profissional de Letras – precisa desvendar todos os detalhes do idioma. Podemos observar essa dedicação num bom professor de Língua Portuguesa, por exemplo. Ele conhece cada ponto da nossa gramática em todos os aspectos: sintaxe, semântica, morfologia. Quem se especializa em Literatura, então, precisa ler ainda mais!

2. Jornalista

O jornalista precisa escrever um bocado no seu dia a dia. E a gente sabe que para escrever bem é preciso ler muito. É uma atividade que exige grande dedicação diária a notícias, artigos, livros, resenhas e similares. Os olhos desse profissional não param: quando não estão grudados em algum texto, estão pesquisando materiais para sua reportagem ou revisando o material produzido.

3. Tradutor

O trabalho principal do tradutor é ler, interpretar e traduzir para o idioma local ou estrangeiro qualquer tipo de texto (livros, documentos, trabalhos acadêmicos, cartas, etc.) com a máxima fidelidade possível. Para ser um bom tradutor, é preciso ser um exímio conhecedor de, no mínimo, duas línguas. A profissão exige o exercício diário da leitura, tanto para entender o material a ser traduzido quanto para pesquisar sua correspondência na língua estrangeira.

4. Professores de todas as disciplinas

Embora tenha um cotidiano bastante corrido, com aulas em diversas turmas, provas e trabalhos para corrigir, o professor sempre arranja tempo para ficar em dia com a leitura. É que essa prática é fundamental para seu desempenho profissional, especialmente porque precisam ficar atentos às novas pesquisas e métodos que podem influenciar sua área de ensino. Isso é muito comum em História, Geografia, Língua Portuguesa e Sociologia, por exemplo, mas é válido para todas as disciplinas.

5. Historiador

O historiador é um pesquisador nato, que tem a leitura como uma das principais atividades do seu dia a dia. Seu trabalho é buscar, catalogar e desenvolver pesquisas de valor histórico e cultural. Suas fontes de informação são textos, documentos antigos, cartas, registros diversos, etc. Há ainda a necessidade de manter-se atualizado com outras produções científicas que possam impactar de alguma forma o seu trabalho.

6. Filósofo

Filosofia é uma das profissões que mais exigem leitura. Primeiro porque há uma extensa literatura sobre o tema que vem sendo produzida desde os tempos antigos e continua a se expandir em ritmo acelerado nos dias de hoje. Segundo, porque se trata de uma área essencialmente reflexiva, que envolve muito trabalho de pesquisa, desenvolvimento de trabalhos, teses e dissertações.

7. Advogados e bacharéis em Direito

Quem se aventura na área do Direito já chega sabendo que vai ser um leitor voraz durante toda a vida profissional. Além de precisar se atualizar constantemente sobre as mudanças que ocorrem na área, é preciso visitar aqueles livros imensos com códigos e leis quase diariamente. O exercício da profissão também exige muita dedicação à leitura de processos, relatórios e afins.

8. Sociólogos

Assim como a Filosofia, a Sociologia é uma profissão que exige muita leitura, desde o primeiro dia do curso. Os alunos precisam aprender as principais linhas de pensamento existentes, explorar conteúdos de ciências políticas, antropologia, pensamento contemporâneo, etc. É uma área na qual boa parte dos seus profissionais se dedica às atividades de pesquisa, o que envolve um alto volume de leitura diária.

9. Médicos

Você acha que médico não lê? Engano seu! Medicina é uma profissão muito complexa, que exige dedicação integral dos seus profissionais e, dependendo da especialidade, um ritmo intenso voltado aos livros. Imagine o volume de leitura necessário para entender como funciona o nosso sistema nervoso, por exemplo. Ou para estar a par de novas técnicas, medicamentos, pesquisas, descobertas da ciência…

10. Profissionais de Marketing

Há quem pense que o profissional de Marketing se ocupa apenas de pensar novos produtos ou posicionar uma empresa no mercado. Mas não é bem assim. Há uma grande exigência diária de leitura para esses profissionais, porque eles precisam ficar por dentro de tudo de novo que acontece na área – um “marqueteiro” desatualizado não é muito valorizado. Também é preciso entender bem o mercado, o público-alvo e todos os detalhes do produto oferecido pela empresa. Isso exige pesquisa, dedicação e, claro, apego à leitura.

Como transformar o livro em um ótimo presente para as crianças

0

Mother Reading Picture Book for Daughter

10 dicas para tornar o livro um presente inesquecível

Publicado na Sopa Cultural

Independentemente do tipo da celebração, final de ano com crianças significa férias, descanso e, claro, presentes! Todo pequeno adora ganhar um pacotinho recheado de carinho, mas alguns ainda não descobriram o quão divertido pode ser ganhar livros. Para ajudar a descobrir como transformar um livro em um ótimo presente neste Natal, a equipe de curadoria da Leiturinha, maior clube de assinatura de livros infantis do Brasil, selecionou dicas que farão a magia da leitura compartilhada permanecer na família durante todo o ano.

1) Descubra temas de interesse do pequeno

É louco por futebol? Tem curiosidade sobre dinossauros? Gosta de artes? Sonha em ser princesa? Quanto mais você conhecer o pequeno leitor, mais fácil fica encontrar obras que ele poderá gostar. Há inúmeras possibilidades de temas, narrativas e personagens. Para os menores, rimas e poesias costumam ser bem aceitas, enquanto histórias mais intrigantes são boas pedidas para os que já têm fluência na leitura.

2) Considere as faixas de desenvolvimento
Embora descobrir interesses seja natural, trabalhar com o elemento surpresa garante empolgação para ler novas histórias. A Leiturinha oferece planos mensais para os pequenos receberem livros cuidadosamente selecionados para cada faixa do desenvolvimento. A seleção é feita por uma equipe de especialistas que conta com psicólogos e pedagogos e vem acompanhada de uma cartinha pedagógica com dicas de leitura.

3) Reserve um tempo para lerem juntos
Criança gosta de atenção. Sentar para ler um livro é uma oportunidade de toque, carinho, conversa, e é também um momento de troca de opiniões, de muitas perguntas e de algumas respostas. De todas as maneiras, há um elo invisível que mantém unidos aqueles que compartilham seus sentimentos e ideias inspirados por uma obra literária.

4) Faça um cantinho de leitura em sua casa
Ofereça também a oportunidade de seu pequeno ter autonomia para escolher e ler seus livrinhos. Prateleiras baixas deixam os livros disponíveis as mãozinhas curiosas. Deixe que seu pequeno manuseie, sinta e toque os livros. Almofadas, travesseiros e tapetes deixam o chão aconchegante para se espalhar entre histórias e aventuras.

5) Façam juntos o próprio livro!
Estimule seu pequeno a imaginar, criar, escrever e ilustrar as próprias histórias. Materiais simples como papel, lápis, tintas e canetinhas garantem diversão e uma obra exclusiva. Ainda é possível incrementar com gravuras, texturas e armarinhos. Depois, é só pedir uma dedicatória e colocar o livro na estante.

6) Registre o momento

Produza com a criança materiais que personalizem o momento da leitura. Isso pode incluir a criação e confecção de marca-páginas, de um livro de resenhas ou ilustrações e até mesmo um espaço para encenação das obras. Quanto mais ideias e envolvimento, melhor.

7) Faça passeios literários

Leve a criança para passear em livrarias e bibliotecas. As livrarias costumam ter espaços pensados para acomodar os pequenos e os adultos. Já as bibliotecas municipais podem oferecer gratuitamente um acervo diferenciado que ajuda ainda mais os pequenos a se familiarizarem com os livros.

8) Explore a leitura

Saia em busca de formas para explorar a leitura. Leu um texto informativo? A internet pode ter algum dado positivo a acrescentar. O texto era sensível? Que tal produzir uma ilustração, um desenho ou um poema sobre a história? É uma via de mão dupla em que tanto os elementos cotidianos podem direcionar a literatura quanto as histórias podem inspirar movimentos na vida real.

9) Estimule a criatividade antes, durante e depois da leitura

Ao iniciar a leitura, faça perguntas sobre a obra. Instigue a curiosidade, deixando a criança manusear o livro antes da leitura. Depois, observe as reações a cada página virada. Formule perguntas sobre as personagens, sobre o enredo, veja se seu pequeno tem outras sugestões de desfecho. Depois da leitura, ajude a criança a construir sentido para o que foi lido e auxilie a compreensão. Também vale contar sobre o autor e o ilustrador. No geral, as crianças gostam de ter uma referência mais concreta sobre quem pensou ou participou do desenvolvimento daquela história.

10) Seja exemplo

Estimule em casa o hábito da leitura criando oportunidades para que os pequenos leiam. Famílias de pais leitores tendem a oferecer uma ambiente mais propício à leitura. Leia também e mostre que a leitura pode ser prazerosa, comentando sobre os livros que tem lido. Adapte suas opiniões à idade e conte sobre seus autores e obras preferidos. Deixe claro que, embora necessário, ler é um prazer que pode ser compartilhado.

Ler dois livros ao mesmo tempo exercita o cérebro?

0

descubra-se-e-possivel-ou-benefico-ler-varios-livros_1019353

Descubra se vale a pena ou não consumir várias histórias de uma só vez.

Gleice Silva Sousa, no Blasting News

Parece ser uma coisa complicada ou impossível, mas existem pessoas que conseguem ler mais de uma obra simultaneamente e lembrar de todos os enredos.

Estudos afirmam que esse hábito força o nosso cérebro a lembrar de mais coisas e abrir espaço para mais memórias, além de aguçar a concentração. Outras pessoas afirmam que ler vários livros ao mesmo fazem com que o livro fique menos chato, e a vontade de terminá-lo aumente. Outros escolhem assim para caso não gostem do livro ou queiram saber de uma parte específica não precisem ficar presos a ele. O cérebro é um músculo, e fazer de tudo para exercitá-lo o tornará mais forte.

Alguns #Livros podem ser muito extensos ou difíceis de ler, então há a necessidade de leituras alternativas para dar uma “relaxa”. No começo será difícil, mas com o tempo você poderá ter concentração para fazer várias coisas ao mesmo tempo. Tente ler em horários específicos, para assim você criar uma rotina e se adaptar mais fácil.

Porém, se você aposta na prática para ler mais livros em menos tempo, saiba que poderá estar se cansando em vão, pois o tempo para ler ambos seria o mesmo caso fosse lê-los separadamente ou até maior, pois enquanto se acostuma, terá que voltar em algumas partes pois o risco de esquecimento é maior. Outras pessoas afirmam que desse modo acabam perdendo o foco e confundindo os personagens mesmo depois de algum tempo, ou não possuem muito tempo disponível para isso. Também corre o risco de abandonar um dos dois, sejam os temas iguais ou diferentes, pois haveria comparação.

Ainda há um terceiro grupo, que preferem reler um livro no mesmo instante em que começam um inédito, assim movimentam a prateleira e não deixam seus velhos amigos empoeirados.

Independente de ser um ou 5 livros, a #leitura deve ser fundamental e recorrente no dia a dia, pois trás vários benefícios: estímulo da criatividade, relaxa a mente, absorção de conhecimento e informação, etc. Atualmente, 44% da população brasileira não lê e 30% nunca comprou um livro, lendo apenas de 4 á 5 livros no ano. #Cultura

Go to Top