S.O.S Amor

Posts tagged livro

Autêntica Editora lança o clássico Heidi, a menina dos Alpes em dois volumes

0

heidi santa nostalgia 01_thumb[1]

Publicado no Jornal do Brasil

Escrito em 1880 pela autora suíça Johanna Spyri, Heidi, a menina dos Alpes se tornou um clássico da literatura infantil universal. Agora, vem integrar a coleção Clássicos Autêntica, que tem como proposta resgatar títulos que marcaram e encantaram inúmeras gerações de leitores. Os dois volumes de Heidi chegam em tradução direta do alemão por Karina Jannini e com ilustrações originais de Jessie Willcox Smith.

Fonte de descobertas e reflexões importantes para a vida de qualquer pessoa, a narrativa acompanha o crescimento e as aprendizagens de uma menina órfã que, aos 5 anos, é entregue por sua tia ao avô, um velho zangado e rabugento que vive isolado no alto de uma montanha dos Alpes suíços. A vida livre, as flores, os animais e as maravilhosas paisagens seduzem a menina, que logo conquista os moradores do vilarejo e até mesmo o coração do avô – que passa a não saber mais viver sem a menina ao seu lado.

images.livrariasaraiva.com.brOs volumes editados pela Autêntica na coleção Clássicos – e Heidi não foge à proposta – apresentam um projeto gráfico delicado, com uma pegada vintage, e um zeloso trabalho de tradução, numa linguagem mais próxima do leitor brasileiro contemporâneo, sem perder de vista o tom clássico dos textos.

Para a editora Sonia Junqueira, Heidi mostra ao nosso leitor “diferenças naturais, espirituais e culturais importantes, que se devem não só à distância e às diferenças geográficas entre a Suíça, onde se passa a maior parte da história, e o Brasil, mas também aos136 anos que separam nossa vida hoje, no século XXI, da vida das personagens”.

Para a autora best-seller Paula Pimenta, a personagem marcou sua vida desde a primeira leitura. “A Heidi foi uma das minhas primeiras amigas do mundo dos livros, por isso foi uma delícia reler agora e matar a saudade. Pude relembrar todos os sentimentos que o livro despertou em mim”, comenta na 4ª. capa do livro.

Ao longo dos anos, o clássico já rendeu alguns sucessos e adaptações – no cinema, em 1937, com direção de Allan Dwan e, em 2005, com direção de Paul Marcus. Já no universo do desenho animado, a história ganhou uma série produzida pela Nippon Animation e a Eizo Zuiyô, em 1974, com grande sucesso na Europa.

A coleção Clássicos Autêntica já publicou dois volumes de As mais belas histórias, com textos de Andersen, Grimm e Perrault, Pollyanna e Pollyanna Moça, de Eleanor H. Porter. Para 2017, a editora prepara O mágico de Oz, Peter Pan, Alice no país das maravilhas e Alice através do espelho, entre outros.

foto-2016-12-29-17-08-13-121328740846366-funflyshipDepois que Dete foi embora, o velho voltou a se sentar no banco e soltou grandes baforadas do cachimbo. Fitava o chão e não dizia nada. Enquanto isso, Heidi se divertia explorando os arredores. Descobriu o estábulo das cabras, construído ao lado da cabana, e espiou dentro dele. Vazio. A menina continuou suas investigações e foi para trás da cabana, perto dos antigos pinheiros. Ali, o vento soprava tão forte por entre os galhos que até assobiava no topo. Heidi ficou parada, ouvindo. Quando o vento diminuiu, a menina voltou a se colocar na frente do avô. Ao vê-lo na mesma posição em que o tinha deixado, postou-se diante dele, com as mãos nas costas e começou a observá- lo. O avô levantou o olhar.

– O que quer fazer agora? – perguntou, pois a menina continuava imóvel.

– Quero ver o que tem dentro da cabana – respondeu Heidi.

– Então venha! – o avô se levantou e seguiu na frente.

– Traga sua trouxa de roupas – ordenou.

– Não vou precisar mais delas – explicou Heidi.

O velho se virou e olhou fundo nos olhos negros da menina,

que ardiam de curiosidade para ver as coisas dentro da casa.

– Ela não deve ser muito boa da cabeça – disse consigo mesmo.

– Por que não precisa mais das roupas? – perguntou, por fim.

– Prefiro andar como as cabras, que têm pernas bem leves.

Trecho de Heidi, a menina dos Alpes vol. 1

Philip Pullman anuncia novo livro no universo de A Bússola de Ouro

0

bussola-de-ouro

Cesar Gaglioni, no Jovem Nerd

Philip Pullman anunciou uma nova trilogia de livros ambientada no universo da série Fronteiras do Universo (cujo primeiro volume foi adaptado no filme A Bússola de Ouro). O primeiro romance, intitulado The Book of Dust, vai trazer de volta a protagonista Lyra Belacqua em uma trama que mostrará a batalha entre uma organização déspota e aqueles que acreditam num mundo livre.

Em entrevista à BBC Radio 4, Pullman explicou que a nova trilogia não é uma sequência e nem uma continuação de Fronteiras do Universo, e sim uma história que se passa em paralelo a diversos momentos dos livros originais.

Em Fronteiras do Universo, Pullman apresenta um mundo governado por uma organização teocrática onde a alma das pessoas é contida em um daemon, um animal que acompanha o indivíduo em sua vida. Nisso, a jovem Lyra Belacqua descobre segredos que podem minar o poder do Magistério que controla o planeta. A primeira parte da série virou o filme A Bússola de Ouro, lançado em 2007 com Daniel Craig e Nicole Kidman no elenco.

The Book of Dust será lançado em 19 de outubro nos EUA e não existe previsão de publicação no Brasil.

Cotada para ser protagonista de ‘Malhação’, atriz troca novela pelos estudos

0
Atriz com primeiro livro da carreira como escritora (Foto: Reprodução/Instagram)

Atriz com primeiro livro da carreira como escritora (Foto: Reprodução/Instagram)

 

Klara Castanho, de 16 anos, vai se dedicar ao último ano do ensino médio. Ela está estreando como escritora

Publicado no Correio 24Horas

A atriz Klara Castanho, 16 anos, não será mais protagonista da próxima temporada da novela teen ‘Malhação’, da TV Globo. Segundo a coluna Sem Intervalo, do jornal Estadão, ela havia feito testes para o papel, chegou a ser cogitada para o posto, mas ficou fora da novela.

Em conversa com a direção da emissora, ficou combinado que a atriz adolescente terá um descanso da telinha neste ano para se dedicar ao último ano do ensino médio.

Prodígio
Mesmo muito jovem, Klara já é escritora. Em dezembro, ela revelou que estava prestes a lançar o primeiro livro, em parceria com Luiza Trigo — escritora conhecida por livros como Meus 15 anos e Na Porta ao Lado.

A obra de estreia já está pronta e se chama Meu Jeito Certo de Fazer Tudo Errado. Na segunda-feira, Klara mostrou o livro, que será lançado pela Editora Arqueiro, pronto. “Que sonho!”, postou no Instagram.

Kim Kardashian agora tem um clube do livro

0
(Instagram @kimkardashian/Reprodução)

(Instagram @kimkardashian/Reprodução)

 

Assim como Emma Watson e Oprah, Kim anunciou um novo projeto literário e já escolheu o primeiro livro.

Publicado na Elle

Kim Kardashian, Chrissy Teigen e a hairstylist das celebridades Jen Atkin estão seguindo os passos de Emma Watson e Oprah Winfrey. As três decidiram criar, juntas, um clube do livro.

Em sua página oficial no Twitter, a socialite e fashionista comentou que o trio já escolheu o primeiro livro que será lido em conjunto: Embraced by the Light (Envolvido pela Luz), de Betty J. Eaddie. A obra conta sobre a experiência de além-corpo da autora, que teve a morte declarada durante uma cirurgia em 1973.

Kim explicou na rede social que todos estão convidados a lerem o livro junto com elas, e Kourtney Kardashian já se dispôs também a participar do projeto. Oficialmente, o clube começou na segunda-feira (06.02), mas nenhuma das fundadoras explicou se vai existir alguma forma de discussão em grupo com os seus seguidores ou em quanto tempo cada livro deverá ser lido.

As Vantagens de Ser Invisível, um livro para ficar sempre na memória

0

as-vantagens-de-ser-invisivel-770x405

“Não há nada como a respiração profunda depois de dar uma gargalhada. Nada no mundo se compara à barriga dolorida pelas razões certas ” 

Paula Ramos, no Poltrona Nerd

Faz muito tempo desde que adicionei As Vantagens de ser Invisível a minha lista de leitura. Me encantei pelo filme de 2012 e desde então só venho ouvido comentários positivos a respeito da obra literária original. E todos estavam certos.

O livro é contado por Charlie, um solitário adolescente de 15 anos, começando a amadurecer e conhecer os prazeres e decepções da vida. Desde a primeira morte de um amigo ao primeiro amor, o jovem vivencia as típicas aventuras da adolescência e expressa suas opiniões em uma espécie de diário, a quem chama de amigo. A grande busca de Charlie é em relação a sua existência : Quem sou eu ? Por que eu sou assim ? Através de suas histórias, ele nos mostra não apenas as respostas, mas também um novo lado de sua personalidade. É através da amizade entre Sam e Patrick, dois irmãos dispostos a viver todas essas aventuras e mais um pouco, que o menino encontra o que precisava : amigos e oportunidades.

tumblr_mdjpgg0IGu1qdoyv4o1_500

As Vantagens de Ser Invisível é um livro que nos faz pensar, em todos os parâmetros possíveis. Até que ponto estamos certos ou errados em formar opiniões precoces sobre os outros ? Charlie é extremamente inteligente, porém inocente, o que o faz enxergar toda e qualquer situação com o coração aberto. Ele tem sua rotina modificada por Sam e Patrick, mas se propões até mesmo a fumar para se integrar no grupo dos amigos. O processo de aprendizagem, mudança e transformação de Charlie é o carro chave do livro, e a maneira como ele lida com isso é que nos ensina um pouco mais sobre a vida.

“Só preciso saber que existe alguém que ouve e entende, e não tenta dormir com as pessoas, mesmo que tenha oportunidade. Preciso saber que essas pessoas existem. “

Não pensem que Charlie é puro por ter vivido pouco, pois enfrentou situações que muitos a sua volta não vivenciaram, como o suicídio do melhor amigo e a morte da tia, de quem ele era muito próximo. O menino aprendeu a viver a vida de sua própria maneira, internalizando suas emoções e passando-as para seu melhor amigo. A maneira de narrar de Charlie é tão simples e bonita, que nos sentimos parte de seu dia a dia, a medida que as páginas vão passando.

download-2

Não pensem, porém, que estamos lidando com um livro infantil. Stephen Chbosky conseguiu abordar temas complicados e polêmicos, como homossexualidade, gravidez na adolescência e violência doméstica, sem perder a principal essência da história. A maneira como Charlie lida com todos esses impasses faz parte da construção de sua imagem, defrontando-se com os problemas e resolvendo-os de sua maneira. Para ele, o bem estar de seus amigos é muito importante, por mais que as vezes ele haja por impulso.

— Posso fazer uma pergunta?
— Sim, Charlie.
— Porque as pessoas legais escolhem amar as pessoas erradas?
Silêncio.
— Bem… Nós aceitamos o amor que achamos merecer.

Algumas questões ficaram em aberto no fim, deixando até mesmo um lado negativo na maneira como tudo terminou. Temas não abordados completamente, mas que foram onipresentes durante toda a trama, permaneceram sem resposta, como por exemplo, o fato de Charlie ter ou não alguma doença. Mais de uma vez ele apresentou crises e foi parar no hospital, porém, até hoje não sabemos o real motivo das mesmas. Ficou claro desde o início que ele era diferente dos outros, por meio de sua maneira de pensar e enxergar as coisas, mas isso se retém apenas ao lado psicológico ou existe uma razão física para tal ?

As Vantagens de Ser Invisível é um livro simples, porém cheio de conteúdo. Foi muito bem adaptado ao cinema, o que só aumentou a grandiosidade que a obra adquiriu. São poucas as páginas que a compõe, entretanto, as mesmas transbordam pureza e maestria pelas palavras de Chbosky. Todos deveríamos ter um amigo como Charlie, ou até mesmo, ter um lado Charlie dentro de nós. As vezes, as soluções são as mais simples possíveis, nós é que tendemos a complicá-las.

giphy-71

“Eu sei que tudo isso serão apenas histórias algum dia. E nossas fotos se tornarão velhas fotografias. E todos nós nos tornaremos mãe ou pai de alguém. Mas agora, exatamente agora, esses momentos não são histórias. Está acontecendo. Eu posso ver. E nesse momento, eu juro, nós somos infinitos.”

Go to Top