Sua Segunda Vida Começa Quando Você Descobre Que Só Tem Uma

Posts tagged livros

Ama livros? confira seis romances para você ler durante o feriadão

0
Foto: reprodução/internet

Foto: reprodução/internet

Amanda Falcão, no Cada Minuto

Para o feriadão, a reportagem do Cada Minuto separou seis romances para você ler, se emocionar e mergulhar nas histórias. Todos os livros se tornaram filmes também, então, você também pode assistir após terminar o livro. Vamos conferir a lista abaixo?

A Culpa é das Estrelas – John Green

Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.

Como Eu Era Antes de Você – Jojo Moyes

Em Como Eu Era Antes de Você, a jovem Louisa vai trabalhar como cuidadora de um tetraplégico, Will, de 35 anos. Antes atleta, Will sofre um acidente de moto e, com isso, torna-se um homem amargurado. O que Will não imagina é que Louisa pode dar um novo sentido à sua vida.

O morro dos Ventos Uivantes – Emily Bronte

Na fazenda chamada Morro dos Ventos Uivantes nasce uma paixão devastadora entre Heathcliff e Catherine, amigos de infância e cruelmente separados pelo destino. Mas a união do casal é mais forte do que qualquer tormenta: um amor proibido que deixará rastros de ira e vingança. ‘Meu amor por Heathcliff é como uma rocha eterna. Eu sou Heathcliff’, diz a apaixonada Cathy.

Orgulho e Preconceito – Jane Austen

Na Inglaterra do final do século XVIII, as possibilidades de ascensão social eram limitadas para uma mulher sem dote. Elizabeth Bennet, de vinte anos, uma das cinco filhas de um espirituoso, mas imprudente senhor, no entanto, não precisará de estereótipos femininos para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy e defender suas posições. Neste livro, Jane Austen faz também uma crítica às mulheres na voz dessa heroína.

Um amor para recordar – Nicholas Sparks

Isso era 1958, e Landon Carter já tinha namorado uma ou duas meninas. Ele sempre jurou que já tinha se apaixonado antes. Certamente a última pessoa na cidade que pensava em se apaixonar era Jamie Sullivan, a filha do pastor da Igreja Batista da cidade. A menina quieta que carregava sempre uma Bíblia com seus materiais escolares. Jamie parecia contente em viver num mundo diferente dos outros adolescentes. Ela cuidava de seu pai viúvo, salvava os animais machucados, e auxiliava o orfanato local. Nenhum menino havia a convidado para sair. Nem Landon havia sonhado com isso. Em seguida, uma reviravolta do destino fez de Jamie sua parceira para o baile, e a vida de Landon Carter nunca mais foi a mesma.

Um dia – David Nicholls

Na história, Emma e Dexter se conhecem, mas sabem que, após a formatura da Universidade, cada um vai seguir a sua própria vida. Mas isso não quer dizer que eles vão deixar de pensar um no outro. Durante 20 anos, momentos do relacionamento deles são contados. Porém, depois de tanto tempo, Dexter e Emma precisam compreender melhor o amor em suas próprias vidas.

Editora rebate racismo de Waack com concurso literário

0

No embalo da campanha “#écoisadepreto”, marca procura romances escritos por negros

Publicado no UAI

No embalo da polêmica envolvendo o jornalista Willian Waack, da TV Globo, afastado da emissora por comentários racistas antes de uma gravação, uma editora aproveita para empoderar e promover autores negros com histórias sobre protagonistas negros.

20171116124950121153a

A iniciativa é da Rico Editora, responsável pelo concurso “É coisa de preto”, nome que aproveita a campanha feita na internet com intuito de combater o preconceito, após o vazamento das declarações de Waack.

Cada participante, com obra já publicada ou não, poderá inscrever seu romance (adulto, infantil ou adolescente) a partir do dia 20 de novembro de 2017. A data de término do concurso acontece no dia 20 de janeiro de 2018, sendo aceitas postagens por e-mail até às 23h59.

A obra vencedora será publicada na Bienal de São Paulo de 2018, com lançamento e autógrafos do autor. O edital pode ser acessado aqui.

Atualize sua leitura gastronômica com oito livros recém-lançados

0

Macaroons with open book on a wooden background

Entre as novidades, estão o último livro de Nigella Lawson, guias de receitas e até uma publicação especializada em churrasco

Sarah Campo Dallorto, no Metropoles

Com a Black Friday batendo à porta, a temporada de amigo-oculto chegando e, na sequência, Natal, pode-se dizer que o momento combina com mimos e comprinhas.

Que tal aproveitar os descontos e festas para atualizar a biblioteca com os últimos livros sobre gastronomia lançados no mercado?

Há publicações diversas de chefs-celebridades, como Nigella Lawson, panoramas históricos com série de memórias nacionais e internacionais, obras focadas em receitas e até guias premiados sobre cogumelos e azeites.

Confira as sugestões:

livro-Ana-Cogumelos-Yanomami

livro-A-Química-dos-Bolos

livro-Gastronomia-Brasileira-–-Na-Linha-do-Tempo

livro-Guia-de-Azeites-do-Brasil-2017-Livrobits-de-Sandro-Marques

livro-Mil-e-uma-Noites-Mil-e-Uma-Iguarias

livro-O-Currasco

livro-simplesmente-nigella-comida-para-se-sentir-bem-

livro-toda-comida-tem-uma-história

Sequência de ‘Animais Fantásticos’ ganha título oficial

0
O elenco de ' Animais Fantásticos e Onde Habitam: Os crimes de Grindelwald' - Divulgação

O elenco de ‘ Animais Fantásticos e Onde Habitam: Os crimes de Grindelwald’ – Divulgação

Publicado em O Globo

RIO — A Warner Bros. anunciou nesta quinta-feira o nome do segundo filme da franquia “Animais fantásticos e onde habitam”. O próximo longa, com previsão de lançamento nos EUA em 18 de novembro de 2018, se chama “Os crimes de Grindelwald”.

Seguindo os acontecimentos do último filme, o bruxo Gellert Grindelwald (interpretado por Jhonny Depp) consegue fugir após ser capturado pelo protagonista Newt Scamander. Solto, ele agora busca uma supremacia dos bruxos contra todos os seres que não se relacionam com a magia. O jovem Albus Dumbledore, interpretado por Jude Law, une então forças com Scamander para prender Grindelwald novamente.

“Animais fantásticos e onde habitam” é uma série de filmes spin-off de “Harry Potter”, tendo como roteirista a autora dos livros originais, J.K. Rowling. “Os crimes de Grindelwald” é o segundo de uma sequência que pretende ter cinco filmes.

Fãs de Harry Potter são pessoas menos preconceituosas

0

img_797x448$2017_11_16_10_30_24_266601

Um estudo revelou que ler os livros da saga “melhorou as atitudes relativamente a grupos estigmatizados” como imigrantes, homossexuais e refugiados.

Mariana Branco, no Sabado

Um estudo publicado na revista Psicologia Social Aplicada revelou que pessoas que leram e gostaram dos livros da saga Harry Potter são menos preconceituosas.

A investigação “The greatest magic of Harry Potter: Reducing prejudice” (A grande magia de Harry Potter: reduzindo o preconceito) provou que um maior contato com os best-sellers “melhora as atitudes relativamente a grupos estigmatizados” como imigrantes, homossexuais e refugiados.

Os investigadores das universidades de Modena, Pádua e Verona, em Itália, e de Greenwich, em Inglaterra, revelaram que os mais jovens que gostam de Harry Potter e que não se sentem identificadas com as personagens más da saga, como Voldemort e os Devoradores da Morte, são “moderados” relativamente ao preconceito.

A explicação centra-se nas personagens criadas por J.K. Rowling, como os “muggles” ou os “puro-sangue”. Ao longo da história, várias personagens são tratadas como inferiores, abrangendo o tema do preconceito.

Já um estudo, de 2016, revelou que os fãs de Harry Potter têm uma opinião menos boa do presidente norte-americano Donald Trump. Quanto mais livros da saga leram, maior o efeito.

“Como as opiniões políticas de Trump são vistas como opostas aos valores expostos na saga de Harry Potter, a exposição aos livros pode influenciar a forma como os americanos respondem ao presidente”, explicou a professora Diana Mutz, da Universidade da Pensilvânia, que conduziu o estudo.

Go to Top