BKO WAVE SAÚDE

Posts tagged misterioso desaparecimento

Uma Dobra no Tempo | Produção ganha incríveis pôsteres nacionais

0

Publicado no Cinema com Rapadura

O novo filme da Disney, “Uma Dobra no Tempo“, ganhou incríveis novos pôsteres para a divulgação do longa no Brasil. As artes trazem os personagens vividos por Chris Pine (“Mulher-Maravilha“), Reese Witherspoon (da série “Big Little Lies”), Oprah Winfrey (“A Estrela de Belém“), Storm Reid (“12 Anos de Escravidão“), Mindy Kaling (“Sexo, Drogas e Jingle Bells“) e Gugu Mbatha-Raw (“O Paradoxo Cloverfield“). Veja abaixo:

O filme é baseado no livro homônimo escrito por Madeleine L’Engle e publicado originalmente em 1963. Na história, Meg (Reid) parte em uma missão para além do tempo e do espaço, a fim de resgatar seu pai, o cientista Alex Murry (Pine), após seu misterioso desaparecimento. Na jornada, haverá o encontro com seres fantásticos e a descoberta de outros planetas, além do clássico confronto com entidades do mal.

O filme é dirigido por Ava DuVernay (“Selma: Uma Luta Pela Igualdade“) e o roteiro é assinado por Jennifer Lee (“Frozen: Uma Aventura Congelante”).

“Uma Dobra no Tempo” estreia no Brasil no dia 29 de março.

O mistério do desaparecimento de Agatha Christie pode ter sido finalmente resolvido

0
Agatha Christie, retrato

Agatha Christie, retrato

O mistério do desaparecimento de Agatha Christie, durante 11 dias, em 1926, pode finalmente ter sido desvendado. Ou, pelo menos, é isso que acredita o escritor Andrew Wilson, que publicou um livro ficcional onde defende que a escritora se quis suicidar.

Publicado no ZAP

O jornal inglês Telegraph divulga a teoria de Andrew Wilson, notando que ele pode ter resolvido “o último grande mistério que Agatha Christie deixou por resolver”.

A escritora, conhecida pelos livros policiais, nomeadamente pelas histórias do famoso detetive Hercule Poirot, esteve desaparecida, durante 11 dias, em 1926.

Christie saiu de casa a 3 de Dezembro daquele ano, quando tinha 36 anos, a conduzir o seu carro, que acabou por ser encontrado vazio, apenas com um casaco de peles e uma carta de condução no seu interior, conta o Telegraph.

Mais de mil polícias e de 15 mil voluntários procuraram Agatha Christie, a imprensa andou num reboliço com o caso, e até surgiram suspeitas de que o marido, o coronel Archibald Christie, poderia tê-la assassinado. Pouco antes do desaparecimento, terá dito à escritora que queria o divórcio por se ter apaixonado por uma mulher mais jovem.

Volvidos 11 dias do desaparecimento, Agatha Christie foi encontrada num hotel, onde se tinha registrado com o nome da amante do marido, e alegou amnésia temporária para o insólito episódio.

Mas o escritor Andrew Wilson avança no livro de ficção “Talento para o Homicídio” (“A Talent For Murder” no título original) uma nova teoria, segundo a qual ela terá saído de casa com a intenção de se suicidar, depois do pedido de divórcio do marido.

A tese do autor baseia-se na análise de documentos da polícia, de entrevistas da escritora, após o famigerado desaparecimento, e do seu romance semi-autobiográfico “Unfinished Portrait”, que publicou em 1934, sob o pseudônimo de Mary Westmacott.

Assim, Wilson acredita que, depois de despenhar o próprio carro, com o intuito de se suicidar, Agatha Christie mudou de ideias, movida pelas suas “convicções cristãs” de que o suicídio é um “pecado”.

Christie ter-se-á sentido tão “envergonhada” consigo própria que criou a ideia de que sofreu perda de memória temporária, adianta ainda o autor, conforme descreve o Telegraph.

Como prova desta ideia, Wilson cita uma entrevista dada pela escritora ao The Daily Mail, em 1928, onde ela fala desse dia 3 de Dezembro de 1926, contando que se sentiu “terrivelmente miserável” e num estado de “elevada tensão nervosa” em que pensou “fazer algo desesperado”.

“Quando alcancei um ponto na estrada em que pensei que estava perto da pedreira, virei o carro para fora da estrada, pela colina abaixo, em direção a ela. O carro bateu em alguma coisa, com um solavanco, e parou de repente. Fui arremessada contra o volante e a minha cabeça bateu em alguma coisa. Até este momento, eu era a Senhora Christie”, diz Christie.

No livro “Unfinished Portrait”, a personagem Celia, que é vista como um alter-ego de Agatha Christie, tenta suicidar-se. A escritora chega a escrever na obra que “ela admitiu que tinha sido muito perverso, da parte dela, ter tentado” matar-se.

Agatha Christie só se separou do marido em 1928, dois anos depois do misterioso desaparecimento. Em 1930, voltou a casar com Max Mallowan que era 14 anos mais novo do que ela. O casamento durou até à sua morte a 12 de Janeiro de 1976. Tinha 86 anos de idade.

Mistério da vida real de Agatha Christie vai virar filme

0

Agatha Christie

Daniel Medeiros, na Pipoca Modernaarticle-0-13A6911A000005DC-593_640x827-400x517

A Paramount Pictures vai produzir o filme “Agatha”, que investigará um mistério real da vida da escritora Agatha Christie, autora de “Assassinato no Expresso Oriente”, “O Caso dos Onze Negrinhos”, “Morte no Nilo” e diversos outros livros do gênero. A informação é do site Deadline.

A trama do filme vai explorar o misterioso desaparecimento de Agatha Christie em dezembro de 1926, fato que causou grande comoção pública na época. Christie saiu de casa na noite de 3 de dezembro de 1926 depois de uma briga com o marido, o coronel Archibald Christie, após ele pedir o divórcio.

Nessa noite, ela deixou um bilhete com a sua secretária, explicando que estava indo para o norte da Inglaterra. No entanto, o seu carro foi encontrado mais tarde, não muito longe de sua casa, perto de um lago, com várias roupas suas. Isso levou a um enorme clamor do público em geral. seu desaparecimento foi noticiado na primeira página do The New York Times, e 15 mil voluntários e mil policiais vasculharam a área próxima procurando por ela. O escritor Sir Arthur Conan Doyle, criador do personagem Sherlock Holmes, chegou até a contratar um médium e deu-lhe uma das luvas de Christie para tentar ajudar a investigação.

 

Christie_at_Hydro-400x627Dez dias mais tarde, ela foi encontrada no Swan Hydropathic Hotel, em Harrogate, Yorkshire, onde tinha sido registrada como a senhora Teresa Neele, da Cidade do Cabo, África do Sul. Mas a intriga só aumentou após o seu regresso, quando dois médicos a diagnosticaram com amnésia, e ela insistiu que não tinha nenhuma lembrança dos acontecimentos dos últimos 11 dias. Christie nunca divulgou a razão pela qual esteve ausente por tanto tempo, mas supõe-se que a infidelidade do marido, a sua depressão por escrever constantemente e a morte da sua mãe no início daquele ano tenham lhe causado um colapso nervoso.

Algumas pessoas teorizam que tudo não passou de um golpe de publicidade ou até mesmo de uma tentativa de acusar o marido de homicídio, na linha da trama de “Garota Exemplar” (2014). Archie e Agatha se divorciaram em 1928.

A história tem tantos teorias que já foi explorada na série britânica “Doctor Who”, numa trama envolvendo alienígenas e abelhas gigantes.

O projeto do filme está sendo descrito como uma mistura de “Sherlock Holmes” (2009) com “Tudo por uma Esmeralda” (1984). A primeira versão do roteiro foi escrita por Allison Schroeder (“Meninas Malvadas 2″) e atualmente o texto está sendo reescrito por Annie Neal, cujo roteiro inédito de “Beauty Queen” figurou na Black List de 2013.

“Agatha” ainda não tem cronograma de filmagem e nem data de estreia definidos.

Go to Top