PRAÇAS DA CIDADE

Posts tagged novo

O Peregrino, livro cristão escrito em 1678, será adaptado em filme “cheio de ação”

0

284817

“Estamos conquistando um novo terreno em filmes sobre a fé”, afirmam os criadores.

Bruno Carmelo, no Adoro Cinema

O cinema cristão está prestes a ganhar uma adaptação ambiciosa: a nova produtora King Street Pictures está preparando uma grande produção baseada em “O Peregrino”, livro escrito por John Bunyan em 1678.

A obra é uma das primeiras publicadas em língua inglesa, e considerada um dos livros religiosos mais populares de todos os tempos. A narrativa gira em torno de um peregrino de nome Christian, que encontra diversos personagens fantásticos (Desespero, Hipocrisia, Boa-Vontade) em seu caminho para ser um bom cristão.

O elenco de Heavenquest: A Pilgrim’s Progress vem de vários países, incluindo Coreia do Sul (Pyo Cha, Ricky Kim), México (Fernanda Romero e Karyme Lozano), Austrália (Peta Sergeant) e Estados Unidos (Alan Powell, cantor da banda religiosa Anthem Lights).

O diretor é o pouco experiente Matt Bilen, conhecido pelos curtas-metragens de terror e animação. De acordo com o cineasta, “Estamos conquistando um novo terreno em filmes sobre a fé. Heavenquest vai ter mais ação, mais ambição e mais estilo cinematográfico do que as plateias já viram antes”.

As filmagens começaram esta semana, na Califórnia.

Interessado?

Flica anuncia novo curador em 2017

0

Festa literária de Cachoeira ainda não tem data para acontecer

Publicado no IBahia

A 7ª edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira tem um novo curador. O escritor e jornalista Tom Correia assumirá a função neste ano, ocupada em 2016 por Emmanuel Mirdad.

Tom Correia é o novo curador da Flica (Foto: Divulgação)

Tom Correia é o novo curador da Flica (Foto: Divulgação)

 

Autor de quatro livros individuais de contos e com participação em várias coletâneas, Tom iniciou sua trajetória ao vencer o Prêmio Braskem de Literatura com ‘Memorial dos medíocres’.

Consolidada como um dos maiores eventos literários do país, a Flica oferece diferentes atividades, a exemplo de lançamento de livros, exposições, apresentações artísticas, contação de histórias e saraus.

Atenção fãs de de Harry Potter, vem aí um clube do livro oficial

0
Prepara-se para voltar a ler todos os livros da saga

Prepara-se para voltar a ler todos os livros da saga

Adriano Guerreiro, no NIT

No ano em que se comemoram os 20 anos do lançamento de “Harry Potter e a Pedra Filosofal”, a Pottermore, o projeto criado pela autora J.K. Rowling, vai ter um clube do livro oficial. Chama-se “Wizarding World Book Club” e será uma espécie de fórum onde todos os fãs poderão participar com discussões e partilha de ideias.

O novo clube online vai começar a funcionar a partir de junho. É a partir da conta oficial do Twitter que os fãs vão ter acesso aos temas que estão em discussão bem como onde poderão deixar a sua opinião. A cada semana um novo tópico sobre os sete livros que compõem a saga Harry Potter será lançado.

clube do livro

Também no site Pottermore será criada uma nova seção dedicada ao clube. Para ter acesso a alguns dos conteúdos exclusivos precisa de estar registado. No site é referido que o novo clube tanto é indicado para os velhos leitores como para quem só agora se começou a interessar pelas aventuras do jovem feiticeiro.

Nas próximas semanas serão divulgadas mais informações. “Harry Potter e a Pedra Filosofal”, o primeiro livro da saga, foi lançado pela primeira vez em junho de 1997. Seguiram-se mais seis obras. O universo de feiticeiros regressou aos cinemas em 2016 com “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, cuja sequela está prevista estrear em 2018.

Morador de rua de BH vence o crack com a ajuda da literatura e já tem dois livros publicados

0

capa_04-768x364

Daniel Froes, no Razões para Acreditar

O mineiro Roberto Nascimento, de Governador Valadares, encontrou na literatura a porta de saída do vício no crack. “De morador de rua a poeta”. É assim como ele define a sua superação.

O vício na droga o fez perder a família, os amigos de infância, o emprego, a autoestima, o sorriso. Mas, graças a sua vontade de dar a volta por cima e o contato com o mundo mágico das letras, ele conseguiu deixar o crack e se tornar um poeta.

“Fui um sem-teto até fevereiro passado. Agora ganho a vida negociando meu livros”, conta Roberto, que já tem dois livros lançados: “O poeta ambulante I e “O poeta ambulante II” – cada um custa apenas 5 reais!

Roberto e a família moraram durante um bom tempo na Zona Leste de Belo Horizonte. Ele estudou só até a 6ª série, casou-se e teve três filhos. Conheceu o crack já adulto e se tornou um dependente químico. A droga desestruturou o casamento de 20 anos e Roberto acabou se separando da esposa.

“Para bancar o consumo do crack, vendi até os aparelhos de celular dos meus filhos. A esposa me largou. Foi com as crianças – tenho duas meninas e um rapaz – para Salinas (Norte de Minas Gerais). Já eu fui para a rua”, lamenta. O crack também lhe tirou o trabalho como pedreiro.

Mas, no dia 27 de fevereiro de 2013, Roberto escutou de um policial o que ele precisava para reunir forças para abandonar o crack. Ele disse a Roberto que, em cada 100 viciados na droga, de dois a três conseguem largar o vício. “Sou um desses dois ou três”, ele disse.

O policial o levou para o programa SOS Drogas, onde Roberto foi amparado por especialistas e encaminhado ao Centro Mineiro de Toxicomania (CMT). Ele começou a frequentar a unidade do Bairro Cruzeiro do Centro de Referência de Saúde Mental (Cersam).

Um novo mundo se abriu com a literatura

Foi lá que Roberto teve o seu primeiro contato com a poesia. Roberto ficou encantado com os textos de Castro Alves (1847-1871) e Gonçalves Dias (1823-1864). O rapaz começou a escrever e declamar seus próprios versos estimulado pelos profissionais do Cersam, que o encorajou a publicar sua primeira obra, em 2014. A segunda foi lançada há pouco tempo.

Hoje, o morador de rua trabalha em um novo projeto ao lado da atriz, cantora, contadora de histórias e professora de literatura Jhê Delacroix. Roberto publicará uma coletânea de cordel no próximo ano. “Percebi que ele tem tino para o cordel. Os cordelistas estão cada vez mais raros nos grandes centros urbanos”, conta a professora do Cersam.

Foto de Capa: Divulgação

via [em.com.br]

Livraria Cultura lança site para venda de livros usados

0
Foto (Thais Reis Oliveira)

Foto (Thais Reis Oliveira)

 

Nova loja virtual tem títulos nacionais e importados; descontos ficam entre 30% e 60%

Ana Luiza Cardoso, na Veja

A Livraria Cultura lançou recentemente uma loja virtual de livros seminovos, o Sebinho. Segundo a empresa, ofertas são renovadas diariamente e os descontos vão de 30% a 60% quando comparados aos preços de produtos novos.

Quem quiser revender livros usados para rede, pode usar o +Leitores. Para participar, é preciso ter cadastro no programa de fidelidade da casa, o +Cultura, e ter adquirido o título há não mais que seis meses na própria empresa. O item será avaliado em uma loja física e o valor será revertido em créditos no +Cultura para compras.

É possível usar esses créditos para qualquer compra na Cultura, seja site ou loja física.

Confira alguns livros disponíveis no site (até o dia 11):

A Divina Comédia, Dante Alighieri. 38,93 reais (novo) e 27,25 reais (seminovo)

A Cidade e as Serras, Eça de Queiroz. 22,90 reais (novo) e 9,16 reais (seminovo)

Alabardas, Alabardas, Espingardas, Espingardas, José Saramago. 29,90 reais (novo) e 14,95 reais (seminovo)

O Retrato, Érico Veríssimo. 54,90 reais (novo) e 38,43 reais (seminovo)

A Volta ao Mundo em 80 Dias, Júlio Verne. 22,90 reais (novo) e 16,03 reais (seminovo)

Noite do Oráculo, Paul Auster. 39,90 reais (novo) e 19,95 reais (seminovo)

Estratégia, Poder-Saber, Michel Foucault. 146 reais (novo) e 102,20 reais (seminovo)

O Guarani em Quadrinhos, José de Alencar. 38 reais (novo) e 19 reais (seminovo)

Go to Top