BKO WAVE SAÚDE

Posts tagged quarto

J.K. Rowling anuncia lançamento do novo livro da série Cormoran Strike

0

Bruno Tomé, no Observatório do Cinema

Animação para alguns, decepção para outros. A escritora J.K. Rowling, conhecida pela saga Harry Potter, está se dedicando a sua série de livros sobre o detetive Cormoran Strike. Nesta terça (10), a escritora anunciou que o quarto título das histórias que não tem conexão com bruxinho será lançado em setembro.

Com o título de Lethal White, o lançamento acontece no dia 18 de setembro. Para os livros do detetive Strike, J.K. usa o pseudônimo de Robert Galbraith. Esse é será o quarto capítulo da série que já conta com O Chamado do Cuco, O Bicho-da-Seda e Vocação para o Mal.

Na nova história, o detetive Strike será surpreendido por um jovem chamado Billy, que pede ajuda para desvendar um caso que o garoto jura ter visto quando era criança. Após tanta insistência, Strike decidirá seguir adiante e acreditar no jovem, o que a levará a outras revelações e mistérios em Londres.

A série de livros de J.K. Rowling está sendo adaptado pela HBO. O seriado está no ar desde junho deste ano, sendo estrelado por Tom Burke.

Livro de Bruno Borges entra para lista dos mais vendidos e volume 2 já tem data de lançamento

0

Caio Fulgêncio, no G1

primeiro dos 14 livros do estudante de psicologia Bruno Borges, de 25 anos, desaparecido há quatro meses, entrou para a lista “não ficção” dos mais vendidos da semana, entre 24 e 30 do mês passado. O ranking é do site PublishNews, construído a partir da soma das vendas de todas as livrarias pesquisadas. A segunda obra do jovem já tem data para lançamento, disse a editora ao G1.

Livro de Bruno Borges ocupou 20ª posição do ranking (Foto: Divulgação/PublishNews)

Livro de Bruno Borges ocupou 20ª posição do ranking (Foto: Divulgação/PublishNews)

A primeira tiragem do “TAC – Teoria de Absorção de Conhecimentos” foi de 20 mil cópias. A coaching literária Renata Carvalho, de São Paulo, que trabalha na produção dos livros, acrescenta que mais 10 mil exemplares devem ser liberados para venda. A família lançou a obra no dia 20 de junho.

O segundo volume a ser lançado, na verdade, é o terceiro livro escrito por Bruno, explica Renata. A publicação segue uma ordem específica deixada pelo próprio estudante. O título da nova obra, conforme a coaching, é “Caminho para a Verdade Absoluta” e deve ser lançada em aproximadamente 60 dias.

A irmã de Bruno, Gabriela Borges, de 29 anos, diz que a família não imaginava que tantas cópias seriam vendidas. Ela revela que o irmão sempre falou do desejo de se tornar um escritor, mas os parentes não acreditavam muito. “Estamos bem surpresos com a repercussão. Aposto que Bruno não está, já que sempre acreditou nele mesmo”, diz.

Gabriela ressalta que a família não tem pistas sobre o paradeiro de Bruno e existem dias de sofrimento. Segundo ela, com a leitura dos escritos deixados no quarto, foi possível compreender melhor o período de isolamento, um dos assuntos abordados no TAC.

Livro "Teoria da Absorção do Conhecimento" entrou para lista dos mais vendidos (Foto: Reprodução )

Livro “Teoria da Absorção do Conhecimento” entrou para lista dos mais vendidos (Foto: Reprodução )

“É uma montanha-russa de emoções. Têm dias que estamos melhores, mais fortes, e outros não. Toda essa situação, os ataques que sofremos nesses quatro meses e ainda a saudade que sentimos acabam causando um grande estresse. Desejamos só que ele não demore mais, queremos ter uma notícia. Sentimos muita falta. Nossa casa não é completa sem um de nós”, fala.

Relembre a história

Antes de sair da casa onde mora em Rio Branco, Bruno Borges deixou 14 livros escritos à mão e criptografados, alguns copiados nas paredes, teto e no chão do quarto. Deixou ainda uma estátua do filósofo Giordano Bruno (1548-1600), por quem tem grande admiração, que custou R$ 10 mil.

Em maio deste ano, Marcelo Ferreira, de 22 anos, amigo do estudante, foi detido pela polícia pelo crime de falso testemunho. Na casa dele, a Polícia Civil encontrou dois contratos – um deles autenticado no dia do desaparecimento – que estabeleciam porcentagens de lucros com a venda dos livros. Ferreira teria ajudado Bruno no projeto.

Policiais também encontraram móveis do quarto do acreano na casa de outro amigo, Bruno Gaiote, que também teria participado na logística. Gaiote, que mora na Bahia, chegou a ser indiciado para depor na capital acreana, mas não compareceu, sendo indiciado indiretamente.

Em entrevista ao Bom Dia Amazônia exibida no dia 3 de julho, Ferreira contou que ajudou Bruno a montar o quarto e sabia do projeto, mas garantiu que não tinha conhecimento do desaparecimento, nem do local que ele pode estar vivendo.

Para a Polícia Civil, que investigou o caso, os contratos, e-mails e mensagens trocadas entre os amigos esclarecem a situação. O sumiço de Bruno foi parte de um plano para garantir a divulgação do trabalho deixado por ele, informou na época o delegado Alcino Souza Júnior.

“A gente encerra neste segundo momento, que é a comprovação de que não foi um homicídio, pelo menos não está comprovado. Também não foi um sequestro, mas que se trata sim de uma vontade própria, onde existe um plano para divulgação das obras”, destacou o delegado.

Artista cria prateleiras inspiradas em super-heróis

0

superhero-bookshelves-burak-dogan-9

Humberto Abdo na Galileu

Na Turquia, o designer industrialBurak Doğan criou prateleiras para livros que devem deixar sua sala ou quarto menos monótonos e mais gloriosos. Estantes e prateleiras com várias divisões criam o desenho dos brasões de super-heróis famosos, como Capitão América, Superman e Mulher Maravilha. As fotos do projeto são publicadas no site Behance. Veja algumas:

 

superhero-bookshelves-burak-dogan-13

superhero-bookshelves-burak-dogan-15

superhero-bookshelves-burak-dogan-3

superhero-bookshelves-burak-dogan-16

superhero-bookshelves-burak-dogan-1

superhero-bookshelves-burak-dogan-9

(Fotos: Burak Doğan (Reprodução))

Entenda a história do jovem que escreveu 14 livros e sumiu

0
O quarto do estudante de psicologia Bruno Borges (Rede Amazônica Acre)

O quarto do estudante de psicologia Bruno Borges (Rede Amazônica Acre)

 

Bruno Borges, 24, saiu de casa há duas semanas, no dia 27 de março e não voltou mais. Em seu quarto, ficaram escritos criptografados e pinturas misteriosas

Gabriela Malta, na Claudia

Um curioso caso está mexendo com a internet desde a última segunda-feira (5). O estudante de psicologia Bruno Borges, 24, saiu de casa há duas semanas, no dia 27 de março e não voltou mais. Entretanto, antes do desaparecimento, ele deixou as paredes de seu quarto preenchidas por textos codificados.

No quarto, que havia sido mantido trancado por 24 dias enquanto seus pais viajavam, estava uma estátua do filósofo Giordano Bruno (1548-1600) e 14 livros criptografados escritos à mão. Alguns trechos dos livros chegaram a ser copiados no teto e chão do quarto.

O desaparecimento de Bruno só foi percebido quando seu pai, o empresário Athos Borges, entrou em seu quarto e viu as mudanças que haviam sido feitas no local. “Eu entrei lá e não vi a cama, não vi nada, só vi aquilo tudo. Naquele momento eu vi que o Bruno tinha ido embora”, conta o empresário ao portal de notícias G1 .

O quarto do estudante de psicologia Bruno Borges (Rede Amazônica Acre/Reprodução)

O quarto do estudante de psicologia Bruno Borges (Rede Amazônica Acre/Reprodução)

 

Enquanto a família viajava, Bruno ficou em casa com o irmão gêmeo Rodrigo Borges, que não quis comentar o caso, e Gabriela Borges, irmã mais velha.

Gabriela disse, também ao portal G1, que estranhava o fato do irmão manter o quarto sempre trancado. “As pessoas têm que entender que não se tratava de uma criança, ele é um adulto e tem a privacidade dele, me incomodava, mas eu não podia arrombar a porta”, desabafou.

No quarto, os escritos foram feitos de forma impecável, com precisão e simetria, como em uma página de caderno. Vários símbolos também estão desenhados no cômodo e ao redor da estátua.

Segundo a irmã, Bruno chegou a deixar uma chave que relaciona letras aos símbolos e, com base nisso, os irmãos conseguiram traduzir algumas coisas. “O título de um dos livros é ‘A teoria da absorção do conhecimento’”, contou.

Segundo a mãe de Bruno, Denise, ele já havia mencionado à família que estava envolvido em um projeto, mas se recusava a dar mais detalhes.

O quarto do estudante de psicologia Bruno Borges (Rede Amazônica Acre/Reprodução)

O quarto do estudante de psicologia Bruno Borges (Rede Amazônica Acre/Reprodução)

 

“Ele dizia que era secreto e não dei o dinheiro. Então, ele começou a procurar pessoas que acreditassem nele sem contar o que era o projeto. Ele só me falava que estava escrevendo 14 livros que iriam mudar a humanidade de uma forma boa. Ele me pediu um ano sem trabalhar para terminar e eu, orientada por um médico, deixei”, fala.

Passados sete dias do desaparecimento e o desespero inicial, Denise afirma que começa a entender as atitudes do filho, que não tem problemas psicológicos. Diante do tamanho do esforço de Bruno, a mãe revela emocionada que, talvez, tivesse recorrido a medidas drásticas se visse os escritos de outra forma.

“Se ele abrisse a porta do quarto e nos chamasse para ver, eu iria chorar até ‘morrer’, chamar a ambulância e mandar internar. Ele sabia o que nós faríamos. Talvez tenha ido embora para que chegássemos a esse esclarecimento. Talvez tenha tentado patentear, não tenha conseguido, e criou uma linguagem própria ou talvez a obra tenha sido feita para ser lida por quem tem uma inteligência além”, especula.

Decifrando o mistério

Os livros escritos por Bruno estão em posse da Polícia do Civil do Acre, que também está investigando o caso. De acordo com o coordenador da Delegacia de Investigação Criminal (DIC), o delegado Fabrizzio Sobreira, todas as possibilidades estão sendo consideradas, porém o caso segue em sigilo.

Apesar disso, uma página dos 14 livros criptografados foi fotografada e postada na internet e, segundo o portal Tecmundo, ela já foi traduzida. Como os livros estão com a Polícia Civil do Acre, apenas essa página foi traduzida.

Página do livro escrita por Bruno Borges (Portal Tecmundo/Reprodução)

Página do livro escrita por Bruno Borges (Portal Tecmundo/Reprodução)

 

 

Aluna vence pelo quarto ano seguido a Olimpíada Brasileira de Matemática

0
Bruna Fernanda Fistarol conseguiu bolsa integral na FGV Foto: Estela Stange Purnhagen / Divulgação / Divulgação

Bruna Fernanda Fistarol conseguiu bolsa integral na FGV
Foto: Estela Stange Purnhagen / Divulgação / Divulgação

 

Pancho, no Diário Catarinense

Pelo quarto ano consecutivo, a aluna de Taió Bruna Fernanda Fistarol, da Escola Leopoldo Jacobsen, conquistou medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas. A competição é organizada pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) e tem como objetivo estimular o estudo da matemática e revelar talentos na área.

Antes de tomar conhecimento que havia sido premiada com a quarta medalha de ouro, a estudante foi convidada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), do Rio de Janeiro, para prestar vestibular com todas as despesas de viagem pagas. Bruna foi aprovada e vai cursar Matemática Aplicada. Pelo histórico de premiações, foi contemplada com uma bolsa de estudos integral na renomada instituição.

Go to Top