Posts tagged Segunda Guerra

Concurso Literário Cultural (186)

17

1502-20170606123106

Os meninos que enganavam nazistas

Joseph Joffo (autoria), Fernando Scheibe (tradução)

Paris, 1941. O país é ocupado pelo exército nazista e o medo invade as casas e as ruas francesas. O poder de Hitler se mostra absoluto e brutal na França… É durante um dos períodos mais turbulentos da História que a emocionante narrativa de Joseph e Maurice se desenrola. Irmãos judeus de 10 e 12 anos de idade, eles perambulam sozinhos pelas estradas, vivendo experiências surpreendentes, tentando escapar da morte e em busca da zona livre para ganhar a liberdade.

Essa é uma história real, autobiográfica, cuja espontaneidade, ternura e humor comprovam o triunfo da humanidade e da empatia nos momentos mais sombrios, quando o perigo está sempre à espreita… Os meninos que enganavam nazistas conta a fantástica e emocionante epopeia de duas crianças judias durante a ocupação, narrada por Joseph, o mais jovem.

***

Em parceria com a Editora Vestígio, vamos sortear 2 exemplares de “Os meninos que enganavam nazistas”, de Joseph Joffo.

Para concorrer, mencione na área de comentários o nome de um amigo que você quer presentear com esse livro. Os dois ganharão a obra.

Se comentar via Facebook, não esqueça de deixar seu e-mail.

Para ficar sempre por dentro das novidades e promoções, sugerimos que curta as páginas dos envolvidos nesta ação::

O resultado será divulgado dia 8/8 neste post.

 

ATENÇÃO!

Ana Cr Marini e sua amiga Daiane, parabéns! Entraremos em contato via e-mail.

Britânica se forma com neta 70 anos após concluir universidade

0

Uma britânica de 90 anos fez sua colação de grau sete décadas depois de ter concluído um curso na Universidade de Manchester, em plena Segunda Guerra Mundial.

Gene (na foto, com a neta) não pôde participar de cerimônia de formatura em 1943

Gene (na foto, com a neta) não pôde participar de cerimônia de formatura em 1943

Publicado na BBC

Gene Hetherington se graduou em Comércio em agosto de 1943, mas não pôde participar de sua cerimônia de formatura na época porque estava envolvida no esforço de guerra.

Após concluir os estudos, ela foi trabalhar como auditora em uma fábrica de aviões.

Gene colou grau na mesma cerimônia em que sua neta, de 23 anos, se graduou em Direito.

A britânica afirmou que não retornava a Manchester havia 50 anos.

“A cerimônia foi maravilhosa, e eu fiquei tão feliz de ver minha neta Rachel receber seu diploma, pelo qual ela batalhou muito”, disse ela.

Lista de Schindler original está à venda no eBay por R$ 7 milhões

0

Documento de grande valor histórico tem relação de judeus salvos das câmaras de gás por Oskar Shindler

Publicado no Estadão

SÃO PAULO – A lista de Oskar Schindler, o empresário alemão que salvou mais de mil judeus das câmaras de gás nazistas durante a Segunda Guerra Mundial, está sendo leiloada no site de comércio eletrônico eBay por um preço inicial de US$ 3 milhões, o equivalente a quase R$ 7 milhões.

Uma das sete listas originais, das quais só restam quatro, está sendo vendida na Califórnia pelos colecionadores Gary Zimet e Eric Gazin.

Em 2010, a lista foi vendida por US$ 2,2 mil (R$ 4,9 mil) por um sobrinho do confidente de Schindler, Itzhak Stern, ao seu proprietário atual.

Schindler, interpretado por Liam Neeson no filme vencedor do Oscar 1993, salvou mais de mil vidas ao abrir uma fábrica na Tchecoslováquia na qual empregava judeus refugiados.

A lista que está sendo leiloada é de 18 de Abril de 1945. Duas das outras listas estão no Museu do Holocausto de Israel e uma está no Museu do Holocausto dos EUA em Washington.

“É um documento extremamente raro e de grande importância histórica disponível no mercado”, disse Gary Zimet, ao New York Post.

“Muitos dos sobreviventes dessa lista e seus descendentes se mudaram para os Estados Unidos, e há nomes nesta lista que vão soar muito familiar para os nova-iorquinos”, acrescentou.

 

Livro conta história de sete bibliotecas espalhadas pelo mundo

0

Silvia Oberg, na Folhinha

Quantos livros cabem na biblioteca de sua escola ou de seu bairro?

No livro “Bibliotecas do Mundo” cabem sete bibliotecas inteiras… Ou melhor, sete histórias de bibliotecas, de tempos e de lugares diferentes, contadas por narradores muito especiais e ilustradas por diversos artistas.

A filósofa Hipátia, que nasceu no ano 355, apresenta a biblioteca de Alexandria, do Egito Antigo. O menino José Joaquim conta como ajudou a trazer de Portugal, nas caravelas, os livros da Biblioteca Nacional, que fica no Rio de Janeiro. O sapo de um conto de fadas escapa das páginas para nos falar da Biblioteca Nacional da Juventude, criada depois da Segunda Guerra Mundial, na Alemanha.

Ilustração do livro "Bibliotecas do Mundo"  (Divulgação)

Ilustração do livro “Bibliotecas do Mundo” (Divulgação)

Os burrinhos Alfa e Beto contam suas andanças por uma região pobre da Colômbia, levando livros no lombo, conduzidos por um professor que acha importante que todos possam ler. Ele inventou a Biblioburro.

Essas são só algumas das histórias do livro, mas vale a pena ler todas.

Se você se divertir, vai gostar mais ainda de visitar uma biblioteca. Minha dica é a Monteiro Lobato (r. General Jardim, 485, Vila Buarque), especializada em livros para crianças e adolescentes. É a mais antiga biblioteca infantil em funcionamento no Brasil.

Que tal ir até lá depois de ler este livro?

Câncer, literatura e amizade verdadeira

0

1

Vicente Carvalho, no Razões para acreditar

Esta é umas das histórias mais bonitas de amizade que vi em tempos.

Nachu tem câncer terminal, e pode morrer até junho (calma, não é uma história triste). E o autor preferido de Nachu chama-se Harry Turtledove, famoso por suas séries de livros de história modificada.

Perguntado sobre o que gostaria de fazer antes de morrer, uma das respostas de Nachu foi “terminar de ler a série The War That Came Early (“A Guerra que Chegou Mais Cedo”)”, de Turtledove, uma visão alterada da Segunda Guerra Mundial. O problema é que os dois últimos livros da série ainda estavam na primeira versão do autor, direto do manuscrito, e só seriam todas lançadas em um ano, no mínimo.

Um amigo de Nachu resolveu agir e fez uma pergunta no site Reedit, sobre como seria possível conseguir as cópias antes, para que o amigo pudesse lê-las. O pedido continha uma carta com o apelo ao autor. Tudo em inglês.

Abaixo, o resultado da campanha, na forma de um presente de aniversário. O vídeo está em inglês, mas algumas coisas na vida nem precisam de palavras.

Resultado visto acima: Com a permissão de Harry Turtledove, a editora do autor, Del Rey Books, enviou uma cópia de avaliação da próxima história da série, a ser lançada em julho apenas, e em apenas um dia. Amigo, autor, editora, turma do Reedit… eis uma lição de vida coletiva.

1

1

dica do Rodrigo Cavalcantis

Go to Top