Assine hoje a revista Ultimato

Posts tagged série

Netflix: 2ª temporada de ’13 Reasons Why’ chega em meio a polêmicas

0

13 reasons why; Os 13 porquês (Netflix/Divulgação)

Boa parte dos fãs da série se perguntam sobre a decisão de produzir mais episódios para a história, que chegam ao serviço de streaming na sexta-feira, 18

Publicado na Exame

São Paulo – Por que fazer uma segunda temporada para uma série sobre uma garota que tirou a própria vida? Especialmente quando tanto a morte quanto os motivos que a levaram a isso foram totalmente destrinchados no primeiro ano. É o que boa parte dos fãs de 13 Reasons Why, da Netflix, se perguntam sobre a decisão de produzir mais episódios para a história, que chegam ao serviço de streaming na sexta-feira, 18.

Em entrevista ao Estado, Alisha Boe, que vive a jovem Jessica Davis, responde. “Há tantas histórias a serem contadas”, diz a atriz. Após uma primeira temporada focada em Hannah, ela acredita que os personagens que a cercam merecem ter as próprias histórias ouvidas. “A vida continua depois que Hannah morre e estamos explorando esse lado.”

Alisha esteve na última semana no Brasil, acompanhada dos colegas Christian Navarro, que vive Tony Padilla, e Brandon Flynn, intérprete de Justin Foley, que também opina sobre as críticas. “Entendo que há um grupo de fãs de livros que se tornam produtos audiovisual. Há sentimentos diferentes quando você lê um livro ou vê uma série”, pondera.

“Mas desafio todas essas pessoas a ver a última temporada de Game of Thrones, foi muito boa!”, brinca o ator, que pede que as pessoas deem uma chance ao segundo ano de 13 Reasons Why.

Nesta temporada, o foco é o julgamento iniciado pela mãe de Hannah, a garota que comete suicídio, contra a escola Liberty, onde ela estudava. O objetivo é provar, usando como referência 13 fitas cassetes gravadas pela jovem em vida – o mote da primeira temporada – que sua morte veio em decorrência do bullying sofrido por ela no colégio, além de ter sido abusada sexualmente por um colega de classe, que também atacou uma amiga sua, Jessica.

Polêmicas

A discussão sobre abuso sexual na série vem no momento em que Hollywood fala sobre o tema, após denúncias contra o produtor Harvey Weinstein e outros nomes do entretenimento, como o autor do livro que deu origem a 13 Reasons Why, Jay Asher, que não tem envolvimento com a produção.

“O louco é que o roteiro ficou pronto duas semanas antes de começarmos a gravar, que foi quando saíram as notícias”, relembra Alisha. “Tudo isso me fez perceber como essa história é importante, especialmente para essa geração, que são os próximos líderes.” Ao mesmo tempo em que repudia a demora histórica para o assunto vir à tona, ela se diz aliviada. “Sou uma jovem atriz nessa indústria que, por causa de todas as mulheres que denunciaram, provavelmente nunca vou lidar com isso na minha carreira.”

Na primeira temporada, além da crueza das cenas de estupro, o momento em que Hannah tira a própria vida causou grande polêmica e fez serviços de prevenção ao suicídio, de vários países, se manifestarem contra a série. “Só queremos que as pessoas tenham conversas abertas sobre saúde mental”, diz Alisha.

“Queremos ser uma plataforma para pessoas perceberem que têm responsabilidade sobre elas mesmas”, completa Brandon. “Mesmo quando você é uma vítima, por mais difícil, você é responsável por seu bem-estar mental e físico. Às vezes, quem você acha que pode ajudar não ajuda.”

Diante da gravidade do tema, a Netflix criou alertas. Antes de iniciar os episódios, um vídeo com o elenco anuncia o site 13reasonswhy.info, que direciona os espectadores para centrais de apoio. Os atores também se ajudam. “Filmamos juntos num lugar que não é nossa casa. Conversamos sobre o que aconteceu no dia”, relata Navarro. “É importante poder falar e ser ouvido”, acrescenta ele.

Os fãs que torcem o nariz para a segunda temporada da série 13 Reasons Why têm como principal argumento o fato de que a história da protagonista, Hannah Baker, vivida por Katherine Langford, foi encerrada após o seu suicídio e a divulgação das 13 fitas cassetes gravadas por ela, nas quais ela revela a decisão de tirar a própria vida. Para contrariar esses fãs, Hannah está de volta na segunda temporada. Como isso vai acontecer, porém, é um mistério sobre o qual a Netflix faz segredo.

O certo é que a personagem é vista de volta tanto em trailers quanto em imagens de divulgação da segunda temporada da série, nas quais ela aparece interagindo, de alguma forma, com Clay Jensen (Dylan Minnette), o outro protagonista. Na primeira temporada, a interação entre os dois era por meio das fitas e por lembranças de momentos juntos, flertes e da amizade entre eles, abalada junto com os acontecimentos com a garota no colégio.

Além disso, há a batalha judicial que a mãe de Hannah, Olivia (Kate Walsh), move contra a escola Liberty, por conta de todo o bullying sofrido pela garota por lá, o que teria motivado o suicídio, algo que pode revelar memórias sobre a vida dela que ainda não foram exploradas na primeira temporada.

Seja como for, é fato que a Netflix e os produtores de 13 Reasons Why precisavam aproveitar o talento de Katherine Langford, revelada na série. Além do imenso sucesso entre o público, sua performance rendeu à jovem, que tem apenas 22 anos, recém-completados, uma indicação para o Globo de Ouro de melhor atriz em série de drama este ano, na mesma categoria em que concorriam Caitriona Balfe (Outlander), Claire Foy (The Crown), Maggie Gyllenhaal (The Deuce) e Elisabeth Moss (The Handmaid’s Tale), que foi a vencedora do prêmio.

Na última semana, Katherine chegou a ser, também, uma das convidadas do disputadíssimo baile de gala do MET Museum, em Nova York.

‘A Amiga Genial’, série baseada na obra de Elena Ferrante, deve estrear em 2019

0

Divulgação/HBO
Gaia Girace (à esquerda) e Margherita Mazzucco interpretam Raffaella Cerullo, a Lila, e Elena Grego, a Lenu, respectivamente.

Adaptação da famosa ‘tetralogia napolitana’ é uma parceria entre HBO e a rede pública de televisão italiana Rai.

Publicado no HuffpostBrasil

A aguardada série sobre a “tetralogia napolitana” da escritora italiana Elena Ferrante deve estrear nos Estados Unidos e na Itália no fim do próximo inverno no hemisfério norte, entre dezembro de 2018 e março de 2019.

A previsão foi dada pelo produtor Lorenzo Mieli, que disse também que a série está sendo filmada em dialeto napolitano. “É algo complexo até para o público italiano, um grande desafio. Se tiver sucesso, toda a indústria mudará”, afirmou.

A série está sendo produzida pela emissora pública Rai e pela rede norte-americana HBO e deve ter quatro temporadas – uma para cada livro – de oito episódios. As gravações estão sendo feitas em Caserta, na Itália. A própria Ferrante está contribuindo para o roteiro.

O título original da série será My Brilliant Friend.

A chamada tetralogia napolitana é formada pelos volumes A Amiga Genial, História do Novo Sobrenome, História de Quem Foge e de Quem Fica e História da Menina Perdida, todos já lançados no Brasil pelo selo Biblioteca Azul, da Globo Livros.

A série conta a história de duas amigas da periferia de Nápoles, Lenù (apelido de Elena) e Lila, escrita pela primeira após o súbito desaparecimento da segunda. A narrativa começa com Lenù recebendo a notícia de que Lila, já idosa, havia sumido sem deixar rastros, cumprindo um antigo desejo. Irritada, ela decide relatar toda a trajetória de sua amizade, desde a primeira infância até a velhice.

Como pano de fundo, Ferrante descreve as tensões enfrentadas pela Itália e por Nápoles no pós-Guerra, como os anos de chumbo, o fascismo, o comunismo e o crescimento da Camorra, e a tentativa das duas amigas, cada uma a seu modo, de se libertarem da vida de miséria, exploração e violência à qual nasceram condenadas.

A personagens Lenu e Lila serão interpretadas na infância por Elisa Gel Genio e Ludovica, respectivamente. Já na adolescência, Margherita Mazzucco e Gaia Girace interpretam as personagens.

De acordo a HBO, o processo de seleção do elenco durou mais de oito meses e envolveu cerca de 9 mil crianças e 500 adultos. O elenco final conta com mais de 150 atores e 5 mil figurantes – incluindo estudantes locais.

Com informações da agência ANSA.

Nancy Drew And The Hidden Staircase | Sophia Lillis irá protagonizar nova adaptação da série de livros

0

Nos livros, a personagem é uma detetive amadora adolescente que resolve uma série de mistérios.

Lívia Saenz, no Cinema com Rapadura

Segundo informações do Deadline, a atriz Sophia Lillis (“It: A Coisa”) irá protagonizar a mais nova adaptação da série de livros da personagem Nancy Drew, “Nancy Drew And The Hidden Staircase”.

Nancy Drew é uma detetive amadora adolescente, a personagem principal de uma série de livros de mistério juvenil, criada em 1930, pelo editor Edward Stratemeyer. Os volumes eram escritos por diversos autores, mas todos foram publicados sob o pseudônimo de Carolyn Keene.

“The Hidden Staircase” (A Escada Secreta) foi o segundo volume da série, escrito por Mildred Wirt Benson. O livro teve uma adaptação para os cinemas em 1939, dirigida por William Clemens, conhecido por dirigir diversas adaptações da série, e protagonizado por Bonita Granville, que atuou muitas vezes como a detetive mirim.

O novo projeto será produzido por Ellen DeGeneres, Jeff Kleeman e Chip Diggins, e deve começar a ser filmado em breve.

“Nancy Drew And The Hidden Staircase” ainda não tem previsão de estreia.

Filme “Estrelas Além do Tempo” vai virar série

0

Projeto está em estágio inicial e ainda não tem previsão de estreia | Foto: Divulgação / CP

Publicado no Correio do Povo

Indicado na categoria de Melhor Filme do Oscar 2017, “Estrelas Além do Tempo” será adaptado para uma série de televisão. As informações são da revista Variety. O projeto está sendo desenvolvido pelo National Geographic e ainda se encontra nos estágios iniciais da produção. A data de estreia e o elenco ainda não foram divulgados.

O canal anda investindo em séries ultimamente e “Genius”, uma antologia sobre gênios, foi seu último projeto. A primeira temporada mostrou a vida de Albert Eisten e foi indicada em 10 categorias do Emmy.

Baseado no livro de mesmo nome de Margot Lee Shetterly, o enredo de “Estrelas Além do Tempo” conta a história verdadeira de três mulheres negras da NASA (Katherine Johnson, Dorothy Vaughn e Mary Jackson) e suas contribuições para a corrida espacial americana. O filme é estrelado por Taraji P. Henson, Octavia Spencer e Janelle Monáe.

Livros de Agatha Christie vão virar série brasileira

0

Kenneth Branagh em Assasinato no Expresso do Oriente

Caio Coletti, no Observatório do Cinema

A produtora Panorâmica acaba de assinar com a Agatha Christie Ltd. contrato para desenvolver uma série baseada nos livros da autora, com exclusividade para o Brasil e a América Latina.

“Os executivos da Agatha Christie Ltd. estavam à procura de um projeto que pudesse apresentar a autora para novos leitores, com frescor e originalidade, e nos deram toda a liberdade para buscar algo inovador, e então criamos um projeto que coloca o personagem mais querido da autora, o metódico investigador Hercule Poirot, na cidade de Salvador, Bahia”, explica Mara Lobão, Diretora Executiva da Panorâmica.

Poirot protagoniza mais de 40 livros e todos eles estão à disposição da produtora para o desenvolvimento da produção.

Ainda não há data para o lançamento.

Go to Top