Vitrali Moema

Posts tagged steve jobs

Filha de Steve Jobs vai lançar um livro de memórias sobre relação com o pai

0

Natalie Rosa, no Canal Tech

Steve Jobs vem sendo reconhecido pelo seu trabalho com a Apple mesmo após a sua morte, em 2011.

Agora, quem presta homenagem ao criador da marca mais querida pelos millennials é sua filha, Lisa Brennan-Jobs, que serviu de inspiração para batizar um dos primeiros computadores pessoais da companhia.

Lisa anunciou que vai lançar um livro de memórias no próximo dia 4 de setembro, não exatamente sobre a história de seu pai, mas sim sobre a participação que o executivo teve em sua vida ao longo dos anos que esteve vivo.

A editora da publicação, Grove Press, descreve a obra como “uma história sobre crescer em mundos diferentes e os desafios de ter um pai famoso e imprevisível”.

Esta será a primeira vez que Lisa fala tão abertamente sobre o relacionamento com Jobs. Uma das últimas vezes que isso aconteceu foi para a produção do filme biográfico Steve Jobs.
Lisa e sua relação com Jobs

Aos 39 anos, Lisa é a filha mais velha de Steve Jobs com sua antiga namorada Chrisann Brennan, e sua relação com o pai nunca foi tranquila.

No início, o cofundador da Apple negou a paternidade de Lisa mesmo após a comprovação de que ela era realmente sua filha biológica. Ele até se recusava a pagar pensão, valor que aumentou quando a Apple surgiu na mídia como uma empresa promissora.

Questionado sobre o nome que deu ao computador LISA, Jobs, na época, afirmava que aquilo, na verdade, era uma sigla para “Local Integrated System Architecture”. Porém, alguns anos depois, ele assumiu que era uma homenagem à filha.

Fonte: Cult of Mac

10 recomendações de livros de quem já ganhou na vida

0
Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

Conheça os livros que pessoas de sucesso como Barack Obama, Steve Jobs e Bill Gates leram antes de chegar no sucesso

Publicado no Universia Brasil

Quer saber o que pensam bilionários, líderes globais e gente que mudou o jogo? Leia o que eles leem. Não importa quanto sucesso pessoas como Elon Musk, Steve Jobs ou Barack Obama conquistaram, eles adquiriram a experiência necessária para isso com o tempo. E eles concordam que os livros foram uma grande parte da sua jornada. Para a nossa sorte, eles compartilharam que livros foram esses.

A seguir, veja a lista de livros que influenciaram algumas grandes mentes da atualidade, e quem sabe, você seja influenciado por eles também:

A Revolta de Atlas – Ayn Rand
Recomendado por: Steve Jobs and Mark Cuban
Tópico: Política e negócios
Resumo em uma frase: “Resolva os problemas do mundo com soluções empreendedoras”

Competindo Contra o Tempo – George Stalk
Recomendado por: Tim Cook
Tópico: Negócios, economia e produtividade
Resumo em uma frase: “O tempo agora entra na lista de fatores cruciais para se manter competitivo no mercado junto com dinheiro, produtividade e qualidade”

Aventuras Empresariais – John Brooks
Recomendado por: Warren Buffet e Bill Gates
Tópico: Negócios e finanças
Resumo em uma frase: “Uma história clássica sobre a vida coorporativa e financeira dos EUA”

Influência – Robert Cialdini
Recomendado por: Charlie Munger e Guy Kawasaki
Tópico: Psicologia, persuasão e marketing
Resumo em uma frase: “Métodos bancados pela ciência para persuadir qualquer um que você quiser”

A Vida é o que Você Faz Dela – Peter Buffett
Recomendado por: Bill Clinton
Tópico: Vida, propósito, autobiografia
Resumo em uma frase: “Ao invés de escolher o caminho mais fácil, escolha o com maior satisfação”

A Conquista da Felicidade – Jonathan Haidt
Recomendado por: Tony Hsieh
Tópico: Felicidade, cultura, filosofia
Resumo em uma frase: “Dar e servir são o caminho para a felicidade”

Os Quatro Compromissos – Don Miguel Ruiz
Recomendado por: Oprah Winfrey e Jack Dorsey
Tópico: Espiritualidade, vida e felicidade
Resumo em uma frase: “Mantenha sempre a sua palavra, não leve nada para o pessoal, não presuma nada, sempre faça o seu melhor”

A Confiança em Si, a Natureza e Outros Ensaios – Ralph Waldo Emerson
Recomendado por: Barack Obama
Tópico: Individualismo, não-conformidade e independência
Resumo em uma frase: “Mantenha suas convicções, mesmo que a sociedade e as pessoas queiram que você acredite em outra coisa”

Benjamin Franklin – Uma Vida Americana – Walter Isaacson

Recomendado por: Elon Musk
Tópico: Autobiografia, empreendedorismo, Benjamin Franklin
Resumo em uma frase: “A ascensão de Benjamin Franklin do ponto baixo até o mais alto”

Os Vestígios do Dia – Kazuo Ishiguro

Recomendado por: Jeff Bezos
Tópico: História, segunda guerra mundial, vida e arrependimento
Resumo em uma frase: “O retrato de um perfeito cavalheiro britânico e da sua limitada Inglaterra pós-guerra”

Viúva de Steve Jobs cria projeto de US$ 50 milhões para novas escolas

0

Cinco projetos vencedores terão apoio para serem colocados em prática.
Para Laurene, educação atual prepara para desafios do século passado.

foto-4

Publicado no G1

A viúva de Steve Jobs, Laurene Powell, lançou um projeto que tem previsão de investir US$ 50 milhões para repensar o ensino médio nos Estados Unidos. A iniciativa foi batizada de “XQ: The Super School Project”. O primeiro passo é desafiar que especialistas elaborem propostas com novos planos para as escolas.

Em 2016, serão selecionadas cinco entre as 10 melhores ideias para que sejam financiadas e implementadas. O fundo deve garantir verba para que eles funcionem por ao menos cinco anos.

Laurene e equipe esperam conseguir propostas que realmente reavaliem toda a experiência escolar, podendo ter sugestões desde os horários, passando por currículos e estrutura física.

“O sistema (de ensino) foi criado para a força de trabalho que precisávamos há 100 anos”, disse Laurenne em entrevista ao NY Times. “Há uma diferença enorme entre o que os alunos querem para seu futuro e o que as escolas estão oferecendo”, afirmou. A viúva de Jobs já financia, há alguns anos, “College Track”, que apoia estudantes carentes até a faculdade.

Com apenas 12 anos, menina tem QI maior do que Einstein e Hawking

0
Reprodução

Reprodução

Publicado no Yahoo

Nem Albert Einstein e nem Stephen Hawking. Nenhum desses dois gênios modernos conseguiu o feito de uma menina de apenas 12 anos. Nicole Barr, que vive em uma comunidade nômade, superou os dois em um teste de QI e entrou para a lista de pessoas mais inteligentes do planeta.

Nicole conseguiu chegar a uma pontuação de 162 no teste de QI, dois pontos acima dos gênios citados e de Steve Jobs, que também atingiu os 160 pontos. Segundo a família da menina, desde muito nova ela se destacava corrigindo erros em livros e revistas e pedindo lição de casa extra.

“Quando soube que, no final das contas, tive uma nota tão alta foi muito inesperado. Eu fiquei em choque. Lembro de quando eu estava no primário e eu interpretava um anjo em uma peça que apresentávamos na escola, mas a outra garota, que fazia outro anjo, não apareceu e eu decorei suas falas também”, conta Nicole.

O resultado deixou a família da menina extremamente orgulhosa, é claro. O pai dela, por exemplo, acredita que a conquista mostra que “não importa de onde você vem, qualquer um pode ser brilhante”, se referindo ao fato da família ser cigana. Atualmente, apenas 8% dos membros da Mensa, organização que aceita pessoas com alto QI em todo o mundo, são menores de 16 anos.

9 livros que Steve Jobs achava que todos deveriam ler

0
Steve Jobs , cofundador da Apple (Foto: Getty Images)

Steve Jobs , cofundador da Apple (Foto: Getty Images)

O fundador da Apple passou sua vida adulta aprendendo o que significa ser humano lendo esta série de livros

Publicado na Época Negócios

“A razão pela qual a Apple é capaz de criar produtos como o iPad é porque nós sempre tentamos ser a interseção entre tecnologia e artes liberais”, disse Jobs uma vez.

Em um artigo, a Business Insider listou os livros que tiveram a maior influência sobre Jobs e seu trabalho – assim como seu legado.

Rei Lear – William Shakespeare
Jobs começou a ler Shakespeare no final do ensino secundário. Esta tragédia teatral conta a história de um monarca envelhecido que vai sucumbindo à loucura, após ser traído ao dividir seu reino entre duas de suas três filhas.

Moby Dick – Herman Melville
Clássico conto de uma tripulação em sua busca por uma baleia branca, Moby Dick era um dos livros favoritos de Jobs. Em sua biografia, “Jobs”, o autor Walter Isaacson compara Jobs ao capitão Ahab, um dos personagens mais orientados e obstinados da literatura.

Poemas reunidos de Dylan Thomas – Dylan Thomas
Em “Como pensar como Steve Jobs”, o autor Daniel Smith diz que a poesia de Thomas “captou sua atenção com suas maravilhosas novas formas e seu apelo irresistivelmente popular”. O poema de Thomas “Não entre docemente naquela noite” teria sido um dos favoritos de Jobs.

Esteja aqui agora – Ram Dass
“Foi profundo”, disse Jobs sobre este guia de meditação e seus relatos de encontros com metafísicos do Sul da Ásia. Ele leu este livro em seu primeiro ano da faculdade e disse que “me transformou assim como vários dos meus amigos”.

Diet for a small planet – Frances Moore Lappe
Jobs leu este livro popular sobre vegetarianismo rico em proteínas em seu primeiro ano na faculdade. “Foi quando eu decidi não comer mais carne”, disse.

Sistema de cura da dieta sem muco – Arnold Ehret
Ehret, um educador alemão no início do século 20, recomenda práticas como jejum intermitente de sucos. “Eu adotei essa dieta no meu estilo meio estranho”, disse Jobs. Ele começou a tentar uma série de dietas extremas a partir da faculdade.

Autobriograph of an Yogi – Paramahansa Yogananda
Jobs leu este livro escrito por um guru de yoga indiano no ensino secundário e depois voltou a lê-lo quando ficou em uma pousada ao pé do Himalaia, na Índia. A partir de então, passou a relê-lo a cada ano.

Zen Mind, Beginner’s Mind – Shunryu Suzuki
Nos anos 1970, Jobs participou de aulas dadas pelo monge japonês que escreveu este livro. “Zen tem sido uma profunda influência em minha vida deste então”, disse.

O dilema da Inovação – Clayton M. Christensen
Este livro ensinou a Jobs que companhias algumas vezes precisam interromper seu processo e se questionar. “É importante que nós façamos essa transformação, por causa do que Clayton Christensen chama de dilema da inovação, no qual as pessoas que inventam alguma coisa normalmente são as últimas a enxergar além, e nós certamente não queremos ser deixados para trás”, disse.

Go to Top