Praças da Cidade

Posts tagged vídeo

Harry Potter | Fãs criaram um curta mostrando a história de Tiago Potter e Snape

0

tiago-potter-396x222

Tayná Garcia, no Jovem Nerd

Com o fim da saga principal de livros e filmes, os fãs de Harry Potter sempre são gratos por algum material especial ou algo do tipo. E agora muitos deles podem ficar felizes porque alguns fãs tiveram a ideia de criar um curta mostrando o grupo de Tiago Potter, chamado Os Marotos, e sua relação com Severo Snape – e acredite, ficou incrível!

O curta, que você pode assistir logo acima, foi intitulado “Severus Snape and the Marauders” e começa primeiro mostrando Snape sozinho e depois corta para uma longa conversa de Tiago com seus amigos – Remo Lupin, Sirius Black e Pedro Pettigrew. Logo, ocorre a interação do grupo com o adolescente solitário e vemos um lado deles que provavelmente não queríamos que fosse verdade.

Com direito até a uma aparição de Lílian Potter, o vídeo impressiona com seus detalhes, boas atuações para apenas fãs e até efeitos convincentes dos feitiços – como desaparatar.

Aviso: assista até o final para um duelo épico e a aparição de um personagem que não deve ser nomeado!

Conceição Evaristo: “Não nasci rodeada de livros, mas de palavras, através da literatura oral”

0
Foto: Gustavo Miranda

Foto: Gustavo Miranda

Um dos principais destaques da Flip, a escritora Conceição Evaristo conversou com o EL PAÍS

Publicado no El País

Conceição Evaristo é natural de Belo Horizonte e hoje vive no Rio de Janeiro. Estreou na literatura na década de 1990, é doutora em literatura comparada pela Universidade Federal Fluminense e militante ativa do movimento negro. Suas obras abordam questões como o racismo brasileiro e a condição de ser mulher e negra no país. Conceição tem diferentes obras publicadas e premiadas no exterior. Entre elas está o romance de 2003, Ponciá Vivêncio, um de seus livros mais famosos. Nesta edição da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), ela é uma das principais convidadas e falará em uma mesa neste domingo ao meio-dia.

Governo paga youtubers para fazer elogios às mudanças do ensino médio

0
Youtubers Lukas Marques e Daniel Molo em vídeo que fala do reforma do ensino médio

Youtubers Lukas Marques e Daniel Molo em vídeo que fala do reforma do ensino médio

 

Natalia Portinari e Paulo Saldaña, na Folha de S.Paulo

Um vídeo no YouTube que explica “tudo que você precisa saber sobre o ensino médio” já tem mais de 1,6 milhão de visualizações. Com conclusões positivas sobre a reforma, o material tem a aparência de espontaneidade, mas trata-se de publicidade e disfarçada do MEC (Ministério da Educação).

O governo Michel Temer pagou R$ 65 mil para o canal Você Sabia falar bem da reforma. Comandado por dois jovens, o canal no YouTube conta com 7,1 milhões de assinantes.

No vídeo, publicado em 31 outubro de 2016, os youtubers Lukas Marques e Daniel Molo explicam benefícios da reforma. “Com esse vídeo você aí deve estar dando pulo de alegria. Se eu tivesse que fazer o ensino médio e soubesse dessa mudança eu ficaria muito feliz”, diz um deles.

Nada no vídeo diz que se trata de conteúdo pago. Pelo contrário. “A gente achou o tema bastante interessante, uma galera [estava] discutindo nas redes sociais, e então falamos: deixa com nós que a gente explica direitinho”, reforça um deles no final.

A reforma no ensino médio foi sancionada nesta quinta-feira (16) pelo presidente Michel Temer. O governo acelerou a tramitação no Congresso Nacional por meio de uma medida provisória.

Os youtubers ressaltam aspectos do projeto, como a possibilidade de escolher as áreas de aprofundamento. “Você ai que quer trabalhar com história, não vai ficar perdendo tempo com célula”.

A Folha apurou que outros dois canais foram procurados, mas ambos recusaram. Daniel Molo disse que o conteúdo foi encomenda de sua produtora, a Digital Stars, e que frequentemente trabalham com conteúdo patrocinado. Quando julgam que o resultado será “interessante”.

“A gente já ia fazer um vídeo sobre o novo ensino médio. Como recebemos a proposta, decidimos aceitar”, diz Molo, que não comentou valores. “Recebemos uma coxinha e um refrigerante em troca”, brincou.

A produtora Digital Stars representa alguns dos youtubers mais bem-sucedidos do Brasil, como Kéfera Buchmann, Christian Figueiredo, Felipe Castanhari e Flavia Calina.

Segundo o MEC, canais de influenciadores digitais complementam a estratégia de comunicação institucional. A pasta informou que o pagamento foi realizado dentro da legalidade, por meio da agência já escolhida por licitação para atender o MEC.

Para rebater críticas à reforma, o MEC reforçou o gasto com publicidade. De outubro a janeiro, gastou R$ 13 milhões, valor 51% superior ao gasto no período anterior.

Ao menos até esta quinta-feira (16), propagandas oficiais na TV, rádio e internet divulgavam a reforma do ensino médio.

Harvard exige mil páginas de leitura por semana, diz aluna

0
Universidade de Harvard: muita leitura (Robert Spencer/ Getty Images)

Universidade de Harvard: muita leitura (Robert Spencer/ Getty Images)

 

Tábata Amaral, que acabou de se formar em Harvard, compara sua rotina de estudos lá com a da USP

Publicado na Exame

Segundo a paulista Tábata Amaral, que se graduou em Ciências Políticas e Astronomia pela Universidade de Harvard, a instituição se diferencia de todas as outras em três pontos principais: o foco no pensar, e não no conteúdo; o contato com pessoas que são as melhores do mundo em suas áreas; e a formação de pessoas englobando seus mais diferentes interesses.

“Lá, o objeto de estudo importa muito pouco; como você aprende a pensar importa muito”, explica ela. No vídeo abaixo, gravado durante um encontro de Bolsistas da Fundação Estudar, a jovem explica como uma formação tão diversa (as pessoas sempre a questionam o porquê da escolha por Astrofísica) contribuiu para o seu desenvolvimento.

Na ocasião, ela também comentou sobre a sua rotina na melhor universidade do mundo – comparando com o período em que estudou Física na Universidade de São Paulo, considerada a melhor universidade do Brasil. “Em Harvard, a gente passa muito pouco tempo em aula e muito tempo na biblioteca”, explica. “Em ciências políticas, tem aula que tem mais de mil páginas de leitura por semana. Normal”, completa.

Por fim, Tábata argumenta que lá ela aprendeu a ser uma pessoa completa, que podia, sim, se interessar ao mesmo tempo por matemática, política e – por que não? – danças latino-americanas.

Quer saber o que Harvard tem de tão diferente? Confira no vídeo abaixo:

Bebê apaixonado por livros chora sempre que a história acaba

0

screenshot_111

As imagens da criança mais apaixonada por livros encantou os internautas. Já são mais de 7 milhões de visualizações

Publicado no Metropoles

Um vídeo publicado em 2015 no YouTube viralizou nesta última semana. Quem resgatou o vídeo, a gente não sabe, mas o motivo dele ter feito tanto sucesso é claro: o pequeno americano Emmett, na época com 10 meses, sempre chora quando um livro acaba.

As imagens da criança mais apaixonada por livros encantou os internautas. Já são mais de 7.5 milhões de visualizações. Como não se apaixonar?

Go to Top