Meu coração desnudado – LVI

Por que motivo o espetáculo do mar é tão infinitamente e tão eternamente agradável?
Porque o mar oferece, a um tempo, a idéia da imensidade e a do movimento. Seis ou sete léguas representam para o homem o raio do infinito. Eis aí um infinito diminutivo. Que importa, se ele basta para sugerir a idéia do infinito total? Doze ou quatorze léguas de líquido em movimento bastam para dar a mais alta idéia de beleza que se ofereça ao homem no seu habitáculo transitório.

Charles Baudelaire, em “Meu coração desnudado” (Ed. Nova fronteira)

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *