Atracando-se com Deus

1. A coisa mais importante é: orar se aprende orando. O crucial é estar de fato a caminho, não pensando na viagem nem lendo e conversando sobre ela. “Um passo hesitante mas real é mais valioso do que qualquer número de jornadas realizadas na imaginação”.

2. Como mencionado anteriormente: ore da maneira que você consegue; não ore do modo que você não consegue.

3. Não ore apenas quando sentir vontade. Comparecer e ficar quieto é uma disciplina. Cada dia equilibrado nas colunas gêmeas da oração matinal e vespertina é um passo na jornada da crença para a experiência, da teoria para a realidade. Como diz o comercial da Nike: Just d oit [Apenas faça].

4. Quando um homem ou uma mulher têm um desejo intenso de se atracar com Deus, eles se mexem e agem. Respondem e oram.

Sem essa fome, são diletantes jogando jogos espirituais. Se o desejo intenso está ausente, caia de joelhos diante do Deus em que você diz acreditar e implore por essa dádiva. Como observou o falecido rabi Abraham Heschel: “Deus não tem importância alguma até que tenha suprema importância”.

Brennan Manning em A assinatura de Jesus

Leia + citações de Brennan Manning

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

2 thoughts on “Atracando-se com Deus

  • 6 de maio de 2009 em 13:24
    Permalink

    Fala Thiago,
    bem legal esse blog. Tenho feito resenhas de alguns livros. Até coloquei algumas (2, se não me engano) no meu blog. Depois dê uma olhada lá. Posso mandar resenhas pra colaborar, se tiver interesse.
    Abs

    Daniel

    Resposta
  • 6 de maio de 2009 em 20:28
    Permalink

    Tubo bem, Daniel…

    Você pode postar suas resenhas aqui à vontade. É só me passar seu email que mando um convite p/ postar aqui no blog.

    Parece-me que você não está participando do mob. Mande sua lista de leitura desse ano para [email protected] e entre no ranking de leitura.

    Abraços!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *