Leia algumas das filosofias politicamente incorretas de Seu Madruga

O livro “Seu Madruga – Vila e Obra” (Mirabolante; R$ 29,90; 125 págs.) reúne informações engraçadas sobre o personagem criado por Roberto Gómez Bolaños. O autor, Pablo Kaschner, compilou “o pensamento vivo” do clássico devedor de aluguel vivido por Ramón Valdés.

Leia a seguir algumas das filosofias dele:

“A vingança nunca é plena: mata a alma e a envenena.”

“Devemos perdoar as ofensas… devemos perdoar as afrontas… devemos perdoar os aluguéis atrasados.”

“Quando a fome aperta, a vergonha afrouxa.”

“O burro empaca perto do trigo…”

“Não há nada mais trabalhoso do que viver sem trabalhar.”

“Não existe trabalho ruim. O ruim é ter que trabalhar.”

“As dívidas são sagradas.”

“Não há nada como dever.”

“Sou pobre, porém honrado.”

“Eu sempre deixo as vagas de empregos para os mais jovens, e venho tomando essa nobre atitude desde os meus 15 anos!”

“Deu tudo certo, tirando o errado… bem próximo do péssimo!”

“Se eu soubesse que tinha mandado um burro fazer isso, ia eu mesmo.”

E, para terminar: “Puxa, repuxa, recontrapuxa”.

via Folha Online

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

3 thoughts on “Leia algumas das filosofias politicamente incorretas de Seu Madruga

  • 27 de abril de 2010 em 10:29
    Permalink

    hahahameu marido adora o seu Madruga!bj

    Resposta
  • 27 de abril de 2010 em 19:43
    Permalink

    Seu Madruga é o cara =)

    Resposta
  • 28 de abril de 2010 em 10:55
    Permalink

    Nossa, que demais!!O seu madrugo foi e continua sendo "O cara". Sua memoria pernamecera eterna em seus adimiradores.Abraço

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *