Um mundo num grão de areia

“Preciso não ter religião para amar a Deus sem medo, com alegria e, principalmente, sem nada pedir. Não tenho religião porque não concordo com as coisas que elas dizem de Deus. Deus é um Grande Mistério. Está além das palavras. Diante do Grande Mistério a gente emudece. Fica em silêncio.”

“O que os homens desejam não é a beleza de Deus. O que eles desejam é manipular o seu poder. O que eles querem é o milagre. O canto do pássaro poderia lhes dar asas para voar. Mas não é isso que querem. O que desejam é o poder do pássaro para continuar a rastejar: Deus, transformado em ferramenta. Ferramenta é um objeto que se usa para se atingir um fim desejado. Assim são os martelos, as tesouras, as panelas… O que as religiões desejam é transformar Deus em uma ferramenta a mais. A mais poderosa de todas. A ferramenta que realiza os desejos. E é assim que as religiões se multiplicam, porque os desejos dos homens não têm fim…”

Rubem Alves, em Um mundo num grão de areia (Verus Editora).

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

3 thoughts on “Um mundo num grão de areia

  • 28 de abril de 2010 em 13:37
    Permalink

    Fantástico! Penso da mesmíssima forma. Procurarei esse livro para ler.Beijos,

    Resposta
  • 28 de abril de 2010 em 18:07
    Permalink

    Vou procurar para ler… penso assim mas discordo… acho que td tem seu lado bom e ruim.. seja com ou sem a religião… Procuro sempre o intermédio, pq td que é d+ faz mal…o tal caminho largo…Gostei do blog.. virei mais vezes.. e obrigada por me seguir!

    Resposta
  • 28 de abril de 2010 em 20:20
    Permalink

    Lindissimo o que escreveu Rubem Braga… Maravilhosa colocação do texto em seu blog.Amo ler e sempre e esse livro que mencionou será a minha proxima aquisição.Parabens pelo seu blog!!!Sucesso!!!Bjs,Sandrinhahttp://tempodeviver2.blogspot.com/

    Resposta

Deixe uma resposta para Sandrinha Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *