Matar nossos deuses (5)

“Nós, cristãos, temos imagens idolátricas de Deus. Adoramos em nossa mente e coração representações que são mais que distorcidas, danosas, de Deus. Deus se torna, assim, um ídolo de medo, do temor, da submissão, da coação, da repressão. Um Deus mais digno de rechaço do que de aceitação. Esse Deus é uma carga, uma opressão, não abrange a alma, mas a apequena e nos reduz a anões.”

José María Mardones, em Matar nossos deuses (Editora Ave Maria).

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *