Retratos de Amor (9)

“Saudade é um buraco dolorido na alma. A presença de uma ausência. A gente sabe que alguma coisa está faltando. Um pedaço nos foi arrancado. Tudo fica ruim. A saudade fica uma aura que nos rodeia. Por onde quer que a gente vá, ela vai também. Tudo nos faz lembrar a pessoa querida. Tudo que é bonito fica triste, pois o bonito sem a pessoa amada é sempre triste. Aí, então, a gente aprende o que significa amar: esse desejo pelo reencontro que trará a alegria de volta.”

Rubem Alves, em Retratos de Amor (Papirus)

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

One thought on “Retratos de Amor (9)

  • 8 de julho de 2010 em 15:25
    Permalink

    Que vontade me deu de ler este livro.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *