Obrigação de blogueiro é falar bem do livro?

Igor, do blog Lendo e Comentando

Quem me conhece e visita o blog com freqüência sabe como eu sou. Meu blog é um dos que mais tem parcerias com editoras aqui no Brasil (são quase 30). Apesar disso, nunca fui do tipo que engana seus leitores, pois sou de teoria que um blog só consegue um público cativo quando fala o que pensa. Seguindo essa linha de raciocínio, é possível concluir que eu JAMAIS falarei bem de um livro só porque a editora X é minha parceira.

Diz um dos termos de resenhas do Lendo & Comentando:

Não vou escrever uma resenha positiva pelo simples fato de ter parceria com uma editora. O valor que mais prezo é a verdade, de modo que não alterarei o que escrevi simplesmente para atender às necessidades de venda de determinada empresa. Contudo, posso não postar o texto, caso seja do desejo da editora. Prefiro não mostrar ao público a minha opinião a me abster dela.

Eis então que recebi um e-mail atrevido e resolvi compartilhar com vocês.

Diz o e-mail:

Caro senhor Igor,

Viemos através dessa apresentar o nosso profundo descontentamento no que concerne a sua resenha XXXXXX, a respeito de um dos títulos publicados pelo nosso grupo editorial. Entendemos e até certo ponto, respeitamos a sua opinião. O grande problema é quando essa opinião é publicada e influencia na decisão de compra de centenas de potenciais leitores.

Somos de teoria que a finalidade de um blog é divulgar uma obra e não denegrí-la. Quando enviamos um livro a um blogueiro, esperamos uma boa divulgação no sentido de nos fazer vender um livro. Em síntese: nossa obrigação é doar as obras para serem resenhadas, a sua é promovê-la indepente de gostar ou não.

Dessa forma, solicitamos que delete a referida resenha num prazo máximo de 72 hrs. Do contrário, nossa parceria será imediatamente finalizada e o nosso corpo judicial moverá ação contra o seu blog, pedindo o imediato fechamento desse.

Esteja avisado

______________

Acontece que eles mexeram com a pessoa errada! E aqui está a minha resposta: não vou retirar a resenha do ar e EU vou mover um processo contra liberdade de imprensa junto a CBL contra vocês! Conto com o apoio dos meus leitores, que estão agora lendo esse protesto. Vamos comentar nesse post. Ele será uma das provas que apresentarei à Câmara Brasileira dos Livros e quero ver todo mundo mostrando o que pensa a respeito.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

4 thoughts on “Obrigação de blogueiro é falar bem do livro?

  • 6 de fevereiro de 2011 em 12:11
    Permalink

    Apoiado, processa mesmo…uma vergonha isso. Queremos ler jornais, assistir tv, filme, e ler blogs com críticas verdadeiras, e muitas delas construtivas. A crítica sempre é bem vinda, o verdadeiro artista tem que pensar assim. A partir que sua obra foi publicada, ela não é mais sua, mas sim do pública, não é privada e sim pública. Lógico que a falta de respeito não deve existir, mas a crítica construtiva sim. Marcela

    Resposta
  • 6 de fevereiro de 2011 em 14:34
    Permalink

    A que ponto chegamos, um dos poucos blogueiros, ainda sério, ameaçado por ter feito uma crítica ruim. Liberdade de expressão beirando a zero.

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2011 em 14:08
    Permalink

    Achei muito interessante isso: “Em síntese: nossa obrigação é doar as obras para serem resenhadas, a sua é promovê-la independente de gostar ou não.”

    Essa editora é de onde mesmo, da Coréia do Norte?

    Coloca o nome da Editora ai também, os leitores precisam saber como é que pensam alguns membros do meio editorial brasileiro.

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2011 em 23:47
    Permalink

    eles estão falando da Editora iD.
    E de certa forma acho que eles tem razão. Não pela obrigatoriedade de fazer algo, mas é o minímo que pode ser feito, apartir do momento que criam uma parceria.
    Apartir do momento que cedem o livro, nada mais certo e justo que mesmo o livro sendo o pior, levemos ao leitor o que há de bom nele.
    Mas deixando bem claro a sua opinião.
    Mas daí fazer essa pressão, isso foi totalmente errado.
    Realmente a liberdade de imprensa é um fato e de todo direito dele.

    igor, vá atrás dos teus direitos, porque é seu.
    Editora iD, erraram no momento que citaram justiça. Bastava desvincular a parceria e pronto!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *