Os livros são os novos veículos de mídia?

Imagem via Best Ads

Ação promocional inovadora da agência de publicidade inglesa Iris. Uma página extra foi inserida em livros de papel e também ebooks comercializados na Inglaterra. Ela trazia uma mensagem de alerta aos fumantes. O mais interessante é que surgia de uma forma inesperada. Faltando alguns capítulos para o final do livro, o leitor se deparava com um alerta

“FIM. Se você fuma, estatisticamente a história de sua história termina 15% antes do que deveria”.

Logo em seguida, há um número de um telefone gratuito 0800 002200 para quem deseja largar o vício. Na página seguinte o livro continuava normalmente.

No primeiro mês da campanha o número de ligações subiu 23%. O custo estimado da ação foi de dois milhões. Os títulos dos livros que tinham essa página extra não foi revelado.
Se essa “moda” pega, muito em breve podemos ver outras ações do gênero. Já imaginaram o impacto desse tipo de campanha em livros para crianças e adolescentes ?

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

6 thoughts on “Os livros são os novos veículos de mídia?

  • 8 de abril de 2011 em 14:55
    Permalink

    Olá adorei esse post, realmente essas campanhas deviam ser divulgadas em toda parte do mundo, afinal existe milhões de leitores….Vim agradecer a visita ao blog e informar que com certeza podes participar do Desafio 50 livros em 2011!!! Eu vou ler!!!
    Faça o post, increva-se e participe….será uma honra te-la no grupo….beijokas elis!!!!Blog A Magia Real!!!!!!!!

    Resposta
  • 10 de maio de 2011 em 13:46
    Permalink

    Acredito que os anuncios em livros fazem parte dos imperativos impostos pela internet , que o mercado com certeza absorvera.

    Resposta
  • 10 de maio de 2011 em 15:02
    Permalink

    Interessante, será que vira moda? Não gosto de propaganda estou concentrado e leitura exige isso.

    Resposta
  • 10 de maio de 2011 em 15:06
    Permalink

    Muito boa, com tanto que continuem sendo anúncios, construtivos e informativos, não apenas para venda de produtos e serviços.

    Resposta
  • 10 de maio de 2011 em 20:20
    Permalink

    Se o livro é uma forma de se expressar (os autores) e de se informar (os leitores) nada mais coerente do que se aproveitar esse veículo para se fazer uma propaganda construtiva. Agora, se vai ou não desviar a atenção do leitor ou diminuir seu interesse pela obra, isso é um risco que ele sabe que está correndo.
    Angela.

    Resposta
  • 10 de maio de 2011 em 22:16
    Permalink

    A mídia é bancada pela propaganda, negativa e positiva. O livro é um meio de comunicação muito importante porque o leitor interage com o autor e desde que a propaganda seja construtiva, acho interessante ela constar na literatura sim.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *