Escritores famosos e seus gatos (2)

O homem gostaria de ser peixe ou pássaro, a serpente gostaria de ter asas, o cão é um leão confuso… Mas o gato quer ser somente gato, e todo gato é um puro gato desde o bigode ao rabo.”

Pablo Neruda

Cristina Danuta

Há quem não goste de gatos. Dizem esses que os gatos são animais traiçoeiros e interesseiros. Mas quem tem um gato em casa sabe que nada disso é verdade.

Para se entender e amar um gato é preciso ter um, ou melhor, deixar que ELE tenha você. Sim, pois é o gato quem escolhe quem será o objeto do seu afeto.

Os gatos, ao contrário do que muitos pensam, travam uma relação de cumplicidade e carinho com seus chamados “donos”. Aliás, se você não sabe gato não tem dono. Você é, no máximo, o seu “humano de estimação”.

Elegante, sagaz, sempre com um ar misterioso. Seu olhar parece sempre que está querendo nos dizer algo. Conhecedor de todos os cantos da casa, sabe exatamente quando algo está fora do lugar.

Dizer que um gato é dono do seu próprio nariz significa dizer que ele não é subserviente, mas sabe ser amoroso. Acho que é aí, neste conjunto de paradoxos, que reside a fascinação que este bichano exerce sobre tantas pessoas, dentre elas diversos escritores. Conheça mais alguns gatos com seus “escritores de estimação”. =)

Herman Hesse
Mark Twain
Ernest Hemingway

 

H. P. Lovecraft
William Faulkner
Guimarães Rosa
Mia Couto

Imagens: Writers and Kitties e internet.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

5 thoughts on “Escritores famosos e seus gatos (2)

  • 4 de maio de 2011 em 17:17
    Permalink

    Adoro gatos. Estou relendo um livro chamado: O gato por dentro – William Burrougs, que conta o relcionamento dele com os gatos. Conhece?
    Ah, concordo com as palavras do texto. É preciso ter um gato para falar sobre ele…

    Resposta
    • 4 de maio de 2011 em 17:54
      Permalink

      Oi Anny. Já ouvi falar neste livro. Está na minha lista de próximas leituras. =)
      Pois é, eu tenho três gatos, quer dizer, eles é que me têm. Sou a “humana de estimação” deles rsrs

      Beijos e boa leitura.

      Resposta
    • 30 de maio de 2011 em 23:39
      Permalink

      Li esse livro! Delícia de leitura! Objetivo e sensível … tipo um gato mesmo … 🙂

      Resposta
  • 4 de maio de 2011 em 23:39
    Permalink

    O gato é alvo de tanto preconceito que não dá para ouvir qualquer comentário a respeito dele. Além disso, muitas pessoas tem opinião formada por aquilo que ouviram de outro ou leram em lugares sem muita credibilidade.

    Só quem pode falar de gatos são os que possuem gatos, pois estes sim, sabem como este bichinho é carinhoso e sente a falta de pessoas perto dele. Gostam de colo e de dormir com seu dono.

    Resposta

Deixe um comentário para Anny Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *