O Coração dos Heróis

No livro “O Coração dos Heróis”, o aclamado escritor australiano David Malouf cria sua própria versão de uma das principais obras primas da humanidade, a “Ilíada”, de Homero, que narra a histórica Guerra de Troia.

Diferente do livro milenar, escrito em versos, a narrativa moderna usa a prosa e se inicia a partir do momento em que o herói grego Aquiles mata Heitor para vingar a perda de seu amigo e amado Pátroclo.

O guerreiro nega um enterro digno ao morto e desfila com ele em sua carroça por onze dias até que Príamo, rei de Troia e pai de Heitor, invade o território inimigo a fim de resgatar o corpo do filho.

Enquanto estes personagens expõem suas humanidades e suas batalhas pessoais, os deuses gregos acompanham o desenrolar da trama e mostram que nós seres humanos não passamos de meros brinquedos em meios aos seus desejos e anseios.

(via Folha.com)

PROMOÇÕES: Quer ganhar esse SUPER lançamento da LeYa? Para concorrer a exemplares de “O Coração dos Heróis” deixe um comentário aqui ou então nos posts de nossos blogs parceiros: Mestre das Resenhas e Literatura de Cabeça. Participe e boa sorte!

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

11 thoughts on “O Coração dos Heróis

  • 12 de novembro de 2011 em 17:42
    Permalink

    Já li duas versões sobre a Guerra de Troia, agora fiquei interessada por ler mais está versão.

    Resposta
  • 14 de novembro de 2011 em 23:07
    Permalink

    Eu simplesmente estou louca pra ler ele. O Empório dos Livros tá fazendo a promo dele e eu fiz uma pesquisa a respeito pra conhecer melhor o autor e tudo..é muito legal. Não é à toa que o The New York Times, o The Guardian e outros tantos jornais teceram as melhores reviews a respeito!

    Resposta
  • 16 de novembro de 2011 em 19:30
    Permalink

    Certamente, a obra de Homero é insubstituível, porém eu diria que a obra de David Malouf não tem essa finalidade;
    como acontece com todo grande clássico, e com certeza “A Ilíada” é um clássico dos clássicos, o livro de Homero permite e até convida a produção de obras que a partir do texto original dão vida a outras obras que, não substituem, mas sim complementam e até enqiquecem a mitologia criada por Homero. Imagino que essa obra de David malouf se enquadra na categoria, além, é claro, de disseminar o conhecimento de uma obra que por vezes deixa de ser lida devido a sua dificuldade.

    Resposta
  • 20 de novembro de 2011 em 19:03
    Permalink

    O ponto de partida do livro é muito interessante, se não me engano o clássico termina com o encontro entre Príamo e Aquiles e a súplica do rei. Realmente criativa a retomada do tema. Seria um ótimo livro para minha estante, depois de lido.

    Resposta
  • 22 de novembro de 2011 em 15:31
    Permalink

    Li “Ilíada”, mas adoraria ler essa outra versão. As diferentes visões da mitologia grega são sempre muito interessantes!

    Resposta
  • 22 de novembro de 2011 em 17:15
    Permalink

    Interessante, fiquei muito interessado em ler.

    Resposta
  • 11 de dezembro de 2011 em 14:37
    Permalink

    O livro chamou minha atenção, gosto muito de livros de ficção, heroísmo, fantasia e história.

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2012 em 19:17
    Permalink

    não gostei muito do filme, espero q goste do livro.

    Resposta
  • 17 de abril de 2012 em 20:49
    Permalink

    É como se diz: “Livros funcionam como degraus. Constroem o caminho que nos leva à um mundo melhor”
    A fantasia posta nos livros como esse de David Malouf, muitas vezes nos faz viajar e por algum tempo se sentir dentro do livro, torcendo à favor de alguns, e contra outros.
    Por isso eu gostaria de “viver” mais essa história !
    Eu quero um !!! lol

    Resposta
  • 17 de abril de 2012 em 20:51
    Permalink


    evandro peder:

    É como se diz: “Livros funcionam como degraus. Constroem o caminho que nos leva à um mundo melhor”
    A fantasia posta nos livros como esse de David Malouf, muitas vezes nos faz viajar e por algum tempo se sentir dentro do livro, torcendo à favor de alguns, e contra outros.
    Por isso eu gostaria de “viver” mais essa história !
    Eu quero um !!! lol

    Resposta

Deixe uma resposta para claudio Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *