Concurso Cultural Literário (37)

brancade
LER UM TRECHO

“Você acredita em contos de fadas?” Pergunta Eduardo Spohr no prefácio. E continua, “Alguma coisa me diz que até o final deste livro você passará a acreditar”. Para que o feitiço Yabu dê certo, é necessário que esqueça tudo o que você sabe sobre contos de fadas. Branca de Neve não é apenas uma jovem ingênua, mas também uma implacável caçadora de zumbis. Cinderela guarda um terrível segredo, que selará seu destino para sempre. Rapunzel está longe de ser uma reles menina isolada numa torre. E a morte da Pequena Vendedora de Fósforos revela uma tradição macabra de morte e psicopatia que vai muito além de uma inocente história infantil.

Em Branca dos Mortos e os sete zumbis, Fábio Yabu resgata a tradição clássica dos contos de fadas dos irmãos Grimm e de Hans Christian Andersen, onde as histórias, mais que um simples entretenimento, servem como lições para moldar o caráter das crianças, na maior parte das vezes por meio do medo. Aqui, não há meias-palavras nem eufemismos. O mundo encantado de Yabu é atormentado, sombrio e com altas doses de tensão sexual.

Os contos seguem o mote de sucessos da televisão atual, como as séries Grimm e Once Upon a Time. Protagonizadas por personagens dos contos de fadas, revelam facetas nunca antes imaginadas de suas personalidades. Além disso, os doze contos que compõem Branca dos Mortos e os sete zumbis formam uma narrativa não-linear que culmina num desfecho aterrorizante.

A obra ainda conta com as ilustrações de Michel Borges, que acompanha o autor desde seus primeiros projetos. As ilustrações de Michel homenageiam os desenhos clássicos dos contos de fadas, com toques sombrios, e complementam a atmosfera sinistra e misteriosa criada por Yabu.

Branca dos Mortos e os sete zumbis foi lançado pela primeira vez sob o pseudônimo Abu Fobiya numa edição limitada com venda apenas pela Internet pelo selo NerdBooks, responsável pelo lançamento de autores como Eduardo Spohr e seu best-seller A batalha do apocalipse, e logo se tornou uma obra cult entre os fãs de literatura de terror. Agora, a Globo Livros revela os sortilégios contidos nesta coletânea para o grande público e o brinda com um conto inédito.

Um livro para ler com as luzes acesas. Bons sonhos.

Vamos sortear 3 exemplares de Branca dos mortos e os sete zumbis

Para participar, basta completar na área de comentários a frase: Curto ler  livros de terror porque…

O resultado será divulgado dia 18/12 às 17h30 neste post e no perfil do Twitter @livrosepessoas.

O mesmo lembrete de sempre: se comentar via Facebook, pfvr deixe um e-mail de contato.

Boa sorte! 🙂

***

Parabéns aos ganhadores: Jean Souza, Lucas de Paes e Dilma Fernandes Ross

Por gentileza enviar seus dados completos para [email protected] em até 48 horas.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

22 thoughts on “Concurso Cultural Literário (37)

  • 25 de novembro de 2013 em 22:44
    Permalink

    Por se tratar de uma leitura de ficção perturbadora capaz de envolver do início ao fim!

    Resposta
  • 26 de novembro de 2013 em 18:53
    Permalink

    não leio, vivo a história.

    Resposta
  • 28 de novembro de 2013 em 9:50
    Permalink

    Curto ler livros de terror porque ao nos aprofundarmos neles estamos deixando o mundo a que nos é real e entrando em outro onde podemos explorar nossos pensamentos mais insanos e psicopatas, um mundo onde o nosso mero conhecimento não nos vale de nada! Livros de terror nos faz pensar em nossas vidas, nosso cotidiano; nos faz pensar se “aquilo” pode ser verdade… “- Será que isso realmente pode acontecer? …” “- Será que isso realmente existe?…”
    [email protected]

    Resposta
  • 28 de novembro de 2013 em 15:25
    Permalink

    Curto ler livros de terrror porque passamos do mundo rela para um mundo completmente paralelo ao nosso. Mergulhamos em lugar completamente abstrato que nos faz pensar será que estamos relamente sozinhos.

    Resposta
  • 28 de novembro de 2013 em 15:32
    Permalink

    Curto ler livros de terror porque eles despertam sensações e pensamentos novos, antes obscuros. Eu curto ler livros de terror porque eles mostram o lado mais estranho e desconhecido da imaginação humana.

    Resposta
  • 28 de novembro de 2013 em 15:32
    Permalink

    Curto ler livros de terror porque o medo e o horror faz com que eu esqueça a seriedade de alguns problemas, me ajudam a enfrentar meus problemas pensando em “ah, poderia ser pior como nesse livro” além de que o horror retrata como as pessoas podem mudar em situações como essas, e a forma com que eles tentam encontrar uma solução para algo que parece impossível e fazem com que nós mergulhemos de cabeça na história, fazendo com que sintamos na maioria da vezes, a mesma coisa que os personagens da história.

    Resposta
  • 30 de novembro de 2013 em 10:39
    Permalink

    Curto ler livros de terror porque deixa aquele friozinho na barriga, me faz desligar do mundo e pensar que aquilo poderia estar acontecendo comigo, pergunto a mim mesma se os seres do livro podem realmente ser reais, e claro, me cubro dos pés a cabeça de noite heuaheuaheua

    Resposta
  • 2 de dezembro de 2013 em 21:47
    Permalink

    a história geralmente é única com genuíno teor psicológico me tomando, envolvendo e grudando os olhos nas palavras. Eu estou, eu sou, eu vou!

    Resposta
  • 2 de dezembro de 2013 em 21:48
    Permalink

    Curto ler livros de terror porque eles me mostram os diversos lado da humanidade, desde o assassino maluco que mata suas vitimas por prazer até a mocinha indefesa que só percebe que deve lutar pela sua vida quando um assassino ou demonio está a atacando. Assim como os contos de fada eles me tiram da realidade e me mostram um lado novo de vez as coisas.

    Resposta
  • 2 de dezembro de 2013 em 22:57
    Permalink

    Curto ler livros de terror porque gosto de sentir aquele friozinho na barriga que só o suspense nos proporciona.

    Resposta
  • 3 de dezembro de 2013 em 8:47
    Permalink

    Curto ler livros de terror porque…
    … gosto da sensação do arrepio e de gelar a espinha.

    Resposta
  • 12 de dezembro de 2013 em 11:48
    Permalink

    Eu curto ler livros de terror porque… Me faz sentir sensações, arrepios, e também curiosidade de saber o que vai acontecer com todos os personagens.

    Resposta
  • 12 de dezembro de 2013 em 22:42
    Permalink

    É na imaginação, no não dito, no sugestionado que residem os mais fantásticos devaneios.

    Resposta
  • 17 de dezembro de 2013 em 12:26
    Permalink

    Curto ler livros de terror porque… o obscuro e o fascinante dançam durante o enredo e como uma sereia te seduzem a desbravar uma mundo diferente onde não existem princesas em seus castelos de perfeição e cores são lembranças distantes. A ansiedade e o acelerar do coração se torna ainda maior e o encantamento consegue ser gigantesco porque todos temos em nós algo que se identifica com o mundo sombrio. E-mail : [email protected]

    Resposta
  • 18 de dezembro de 2013 em 13:09
    Permalink

    Curto ler livros de terror porque suas histórias são envolventes e inebriantes, mergulho no enredo e não consigo me libertar enquanto não termino a leitura.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *