Concurso Cultural Literário (46)

capa minha metade silenciosa

LEIA UM TRECHO

Stark McClellan tem 14 anos. Por ser muito alto e magro, tem o apelido de Palito, mas sofre bullying mesmo porque é “deformado”, já que nasceu apenas com uma orelha. Seu irmão mais velho, Bosten, o defende em qualquer situação, porém ambos não conseguem se proteger de seus pais abusivos, que os castigam violentamente quase todos os dias. Ao enfrentar as dificuldades da adolescência estando em um lar hostil e sem afeto – com o agravante de se achar uma aberração –, o garoto tem na amizade e no apoio do irmão sua referência de amor, e é com ela que ambos sobrevivem.

Um dia, porém, um episódio faz azedar terrivelmente a relação entre Bosten e o pai. Para fugir de sua ira, o rapaz se vê obrigado a ir embora de casa, e desaparece no mundo. Palito precisa encontrá-lo, ou nunca se sentirá completo novamente. A busca se transforma em um ritual de passagem rumo ao amadurecimento, no qual ele conhece gente má, mas também pessoas boas. Com um texto emocionante, personagens tocantes e situações realistas, não há como não se identificar e se envolver com este poético livro.
____________________________________________________________________

“Smith acelera as emoções e a violência neste livro realista e poderoso, trazendo abuso sexual, drogas pesadas e falta de um lar, ao mesmo tempo em que inclui personagens positivos que dão a Palito o apoio de que ele desesperadamente precisa.”
Publishers Weekly

“Uma obra convincente e perturbadora.”
Kirkus Reviews

Vamos sortear 3 exemplares de “Minha metade silenciosa“, lançamento da Gutenberg.

Para participar, comente se é mais comum a amizade ou a rivalidade entre irmãos. Por gentileza, use no máximo 3 linhas.

Se usar o Facebook, não se esqueça de deixar seu e-mail de contato.

O resultado será divulgado dia 27/2 às 17h30 neste post.

Boa sorte! 😉

***

Parabéns aos ganhadores: Paulo Henrique, Tati Meireles e Symone.

Por gentileza enviar seus dados completos para [email protected] em até 48 horas.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

50 thoughts on “Concurso Cultural Literário (46)

  • 24 de janeiro de 2014 em 16:41
    Permalink

    Amizade. Sempre haverá rivalidade também, mas numa proporção muito menor. Todo relacionamento é feito de componentes diversos e antagônicos, não seria diferente com irmãos.

    Resposta
  • 24 de janeiro de 2014 em 23:57
    Permalink

    Isso vai depender muito do meio social em que se vive. A amizade requer um conjunto de fatores entre eles o meio em que vivemos; a formação do caráter é construído e depende muito da maneira como fomos educados. Acredito que na maioria dos casos há amizade e cumplicidade entre irmãos. =]

    Resposta
  • 25 de janeiro de 2014 em 1:11
    Permalink

    Me perdoe a comparação, mas para mim a relação entre irmãos é como um ovo. A clara e a gema são a Amizade, e a casca a Rivalidade. A implicância sempre existe, mas nos momentos mais delicados (quando a casca é quebrada), é que a Amizade se faz mais presente.

    Resposta
  • 25 de janeiro de 2014 em 23:37
    Permalink

    Amizade, uma vez que, crescem juntos e isso gera um elo o qual estabelece união, confiança, proteção…. Não que possa surgir rivalidade, para isso, muita vezes, á companhia do amigo, é bem desejável do que a do irmão. Mas isso, depende de situação para situação.

    Resposta
  • 27 de janeiro de 2014 em 19:29
    Permalink

    É mais frequente a rivalidade entre irmãos, mas a partir do momento em que um irmão começa a dar força ao outro, como por exemplo em casos de separação dos pais, eles fortalecem uma amizade muito grande.

    Resposta
  • 28 de janeiro de 2014 em 9:47
    Permalink

    O mais comum é a amizade pois irmãos podem brigar muito, mas assim que se passa um tempo é comum que um comece a falar com o outro esquecendo totalmente o ocorrido.

    Resposta
  • 28 de janeiro de 2014 em 16:06
    Permalink

    A rivalidade existe, mas a amizade prevalece.

    Resposta
  • 28 de janeiro de 2014 em 16:20
    Permalink

    Rivalidade existe mesmo. Os irmãos Jacó e Esaú nos dão um exemplo maravilhoso de superação, quando a amizade falou mais alto. Separados por anos, mas sem esquecerem que eram irmãos, resultando neste relato tão emocionante que findou na união de todos.

    Resposta
  • 29 de janeiro de 2014 em 9:34
    Permalink

    Amizade, com uma pitada de rivalidade.

    Resposta
  • 29 de janeiro de 2014 em 9:51
    Permalink

    A rivalidade é mais predominante que a amizade, por que nós irmãos já nascemos nos amando e ao longo da vida descobrimos a rivalidade, porem nosso amor nunca acabara.

    Resposta
  • 29 de janeiro de 2014 em 12:31
    Permalink

    Com certeza o mais predominante é a amizade, claro que as vezes tem brigas, mas isso faz parte do amor, não?

    Resposta
  • 29 de janeiro de 2014 em 13:30
    Permalink

    A amizade sempre irá prevalecer obre a rivalidade, pois sempre os irmãos precisaram um dos outros para encobrir alguma “arte”. Então a amizade sempre esta acima de qualquer outro sentimento, apenas acompanhada de amor.

    Resposta
  • 29 de janeiro de 2014 em 13:33
    Permalink

    A amizade é mais comum, porém brigas acontecem, o que é normal.

    Resposta
  • 29 de janeiro de 2014 em 13:50
    Permalink

    Relacionamento de irmão é complicado, mas acabamos vivendo os sentimentos que aprendemos a ter. Mas acredito que o mais comum tem sido a rivalidade! “Temos aprendido a voar como os pássaros, a nadar como os peixes, mas não aprendemos a sensível arte de viver como irmãos.” Martin Luther King

    Resposta
  • 30 de janeiro de 2014 em 22:30
    Permalink

    Irmãos podem brigar, ter uma certa rivalidade entre si. Mas na hora que a coisa aperta…eles se unem…a amizade prevalece na maioria das vezes.

    Resposta
  • 31 de janeiro de 2014 em 19:45
    Permalink

    A amizade. Pois o perfeito e o imperfeito amor sempre existe, nas dificuldades, nos abraços de carinho, no “conta comigo sempre”, só que em cada pessoa, se manisfesta diferente!

    Resposta
  • 2 de fevereiro de 2014 em 15:53
    Permalink

    Um pouco de cada. Não dizem que o amor e o ódio andam juntos? Pois é, irmãos podem até brigar muito, mas no fundo se amam.

    Resposta
  • 2 de fevereiro de 2014 em 19:27
    Permalink

    Amizade. Irmão é o seu melhor amigo desde que você nasce e é sempre aquela pessoa que rende ótimas histórias para contar. Brigas sempre vão acontecer, mas a paz sempre volta naturalmente.

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2014 em 11:09
    Permalink

    A rivalidade é mais comum, pois são duas almas dividindo tudo desde o nascimento. Mas não quer dizer que não exista amizade.

    Resposta
  • 4 de fevereiro de 2014 em 11:33
    Permalink

    A rivalidade aparece sim no dia-a-dia, mas no fim das contas a amizade sempre prevalece!

    Resposta
  • 4 de fevereiro de 2014 em 12:47
    Permalink

    Irmãos são amigos e rivais, no dia a dia vivem implicando, mas nas horas difíceis sempre estão próximos pra se ajudar. Pelo menos é o que eu vivo com os meus.

    Resposta
  • 4 de fevereiro de 2014 em 23:22
    Permalink

    É mais comum que haja mais amizade que rivalidade entre irmãos. Os laços de sangue , a convivência são fatores que propiciam o fortalecimento afetivo e a noção de família. A fraternidade é uma das mais bonitas formas de amor!

    Resposta
  • 5 de fevereiro de 2014 em 1:25
    Permalink

    A amizade,afinal de contas normalmente eles estão mais presentes em nossas vidas do que nossos pais(trabalhadores) e são eles que conversamos sem medo ou, as vezes, vergonha.

    Resposta
  • 9 de fevereiro de 2014 em 0:59
    Permalink

    Na maioria dos casos as duas coisas estão presentes. Em uma hora os irmãos brigam e em outra se amam bastante, isso é normal.

    Resposta
  • 10 de fevereiro de 2014 em 10:37
    Permalink

    A AMIZADE. Pois mesmo que houver rivalidade, a amizade sempre prevalece. Quando brigo com meu irmão, e ficamos sem nos falar, e vejo que outra pessoa o magoou, sou a primeira a defendê-lo. O sangue sempre fala mais alto.

    Resposta
  • 10 de fevereiro de 2014 em 10:38
    Permalink

    Ambas, rivalidade e amizade andam juntas nos corações dos irmãos, tendo sempre no fundo uma base: o amor.

    Resposta
  • 12 de fevereiro de 2014 em 10:37
    Permalink

    Não tenho irmãos, mas acredito que o mais comum deve ser a amizade, afinal, é sangue do mesmo sangue.

    Resposta
  • 12 de fevereiro de 2014 em 10:44
    Permalink

    Ambos existem, apesar de haver brigas e discussões o sentimento de proteção e carinho sempre predomina entre irmãos!

    Resposta
  • 12 de fevereiro de 2014 em 11:21
    Permalink

    Acho que a relação entre irmãos é uma mistura de rivalidade com a amizade, que geralmente dar certo e é o resultado de uma relação amigável e acima de tudo amor por ele independente de tudo. Afinal, quem é que nunca brigou com o seu irmão?

    Resposta
  • 13 de fevereiro de 2014 em 9:36
    Permalink

    Entre irmãos existe a rivalidade e o amor, mesmo quando irmãos diz que se odeiam, no fundo se amam! Então, existe os dois!

    Email: [email protected]

    Resposta
  • 13 de fevereiro de 2014 em 16:44
    Permalink

    Tudo na vida tem uma fase. Entre irmãos é a mesma coisa. Quando mais novos são unidos, até começarem a implicar um com o outro. Alguma brigas duram muito. Mas acredito que o amor que os une, o laço eterno que eles tem, prevalece qualquer outra coisa.

    Resposta
  • 13 de fevereiro de 2014 em 17:10
    Permalink

    A rivalidade entre irmãos é comum se eles são muito diferente um do outro.
    Quando há muita afinidade entre eles, geralmente isso não acontece.

    Resposta
  • 15 de fevereiro de 2014 em 8:41
    Permalink

    Eu sou a caçula de 4 irmãos (raspa do tacho mesmo), então, creio que entre irmãos o que pode prevalecer são as brigas, mas se alguém se meter com um de nós, todos se unem por esse irmão.

    Resposta
  • 16 de fevereiro de 2014 em 14:13
    Permalink

    A amizade, a parceria sempre prevalece! A rivalidade é mais pontual, aparece em algumas situações… Os pais devem ficar de olho para que não ultrapasse os limites!

    Resposta
  • 16 de fevereiro de 2014 em 15:44
    Permalink

    Há rivalidade na presença dos pais. Há amizade quando estão sozinho um com o outro. Há ofensas gratuitas entre si para chamar atenção do pai e da mãe. Há companheirismo quando estão se sentindo sozinhos e apenas o próprio irmão é capaz de ficar do seu lado.

    Resposta
  • 17 de fevereiro de 2014 em 10:06
    Permalink

    A amizade sempre será maior que a rivalidade. Brigas entre irmãos sempre acontecem, mas no fundo, a amizade e o amor existem para deixar que os laços familiares permaneçam sempre fortes!

    Resposta
  • 17 de fevereiro de 2014 em 20:09
    Permalink

    Acredito ser a amizade o mais comum, já a rivalidade surge e sendo trabalhada pode pode contribuir com o desenvolvimento pessoal entre os envolvidos.

    Resposta
  • 18 de fevereiro de 2014 em 13:23
    Permalink

    Um relacionamento entre irmãos, para ser saudavel deve existir o amor e a intriga. Essa é a combinação perfeita.

    Resposta
  • 20 de fevereiro de 2014 em 22:50
    Permalink

    Amizade. Irmãos são os melhores amigos que se pode ter, nos conhecem como ninguém.

    Resposta
  • 26 de fevereiro de 2014 em 17:54
    Permalink

    Rivalidade entre irmãos, a amizade é algo raro nos dias atuais. Infelizmente.

    Resposta
  • 26 de fevereiro de 2014 em 20:39
    Permalink

    A relação entre irmãos se baseia em amizade pois sempre estamos dispostos a protege-los, e a rivalidade é um preparo para ambos de como a vida pode ser complicada ao dividi-la com outra pessoa.

    Resposta
  • 27 de fevereiro de 2014 em 12:07
    Permalink

    A rivalidade e amizade sempre estão presentes na vida dos irmãos, ocorre geralmente devido a “falta de atenção” ou até porque eles tem gênios parecidos (grande causa de rivalidades). A amizade chega apos terem crescido mentalmente e perceberem que tudo isso é desnecessario!

    Resposta

Deixe um comentário para Kezia Candido Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *