Genealogia da série: ‘Game of Thrones’ é usada em questão de biologia

Genealogia da família Stark, de Game of Thrones, virou questão de biologia - Reprodução/Facebook GOT da Depressão
Genealogia da família Stark, de Game of Thrones, virou questão de biologia – Reprodução/Facebook GOT da Depressão

Publicado por UOL

O sucesso da série de televisão “Game Of Thrones” chegou aos bancos da escola. A complexa genealogia do seriado norte-americano serviu de contexto em um exercício de biologia que está sendo compartilhado nas redes sociais.

Na questão de genética, o professor quer saber qual seria o tipo sanguíneo dos filhos de Ned Stark, um dos principais personagens do universo literário criado por George R.R. Martin.

A ideia não é original. O fã da série e professor espanhol Carlos Lobato Fernández mantém um blog de educação e ciência com dicas sobre como usar o épico em aulas de biologia.

Reprodução/naukas.com/autor/biogeocarlos/
Reprodução/naukas.com/autor/biogeocarlos/

Problema de genética sobre ascendência de Joffrey
O primeiro problema de genética proposto por Fernández é descobrir se Joffrey Baratheon é filho biológico do rei Robert Baratheon ou filho da relação incestuosa entre sua mãe, Cersei Lannister, e seu tio, Jaime Lannister.

Química
Para o professor que dá aulas em Sevilha, o universo de Game of Thrones é vasto a ponto de poder ajudar seus alunos a decorar a tabela periódica. Fernández encontrou um personagem da série para cada um dos 118 elementos químicos.

Assim, H, de hélio, é também a letra que representa Hodor, personagem que ajuda Bran Stark. O símbolo químico de titânio, Ti, representa o anão Tyrion Lannister.

Reprodução/biogeocarlos
Tabela periódica com personagens de Game of Thrones – Reprodução/biogeocarlos

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *