Brasileira realiza o sonho de estudar em Harvard com apenas 15 anos

Adolescente estuda Introdução à Relações Internacionais e Filosofia.
Programa faz parte de um curso de verão da instituição americana.

giovana_editada2

Anna Gabriela Ribeiro Do G1

O sonho de estudar em Harvard, uma das instituições de ensino mais conceituadas do mundo, já foi realizado por uma jovem brasileira de apenas 15 anos. Moradora de Santos, no litoral de São Paulo, a adolescente estuda Introdução a Relações Internacionais e Filosofia em Harvard, nos Estados Unidos.

O programa faz parte de um curso de verão disponibilizado pela Universidade, mas pode abrir as portas para que a jovem Giovana Shammass, de 15 anos, realize a graduação na instituição. “A possibilidade de participar de um programa como este é construída ao longo da vida escolar. Durante o processo de admissão, eles solicitam bom histórico de notas, cartas de recomendação da escola e de professores, apresentação de trabalhos escritos, além de termos de comprovar proficiência em inglês. A escola onde estudo no Brasil mantém parceria com uma universidade americana, a Texas Tech, oferecendo a opção de formação complementar no High School (ensino Médio americano), que também estou cursando. Isso ajudou muito no processo de admissão”, explica Giovana.

A adolescente conta que estar em Harvard é a realização de um sonho. “Desde muito cedo tive vontade de estudar fora do meu país e conhecer o dia a dia de outros lugares. Esse assunto sempre foi tratado com muita atenção pela minha família. Já sabia que Harvard estava entre as melhores universidades e a possibilidade de fazer cursos lá, ainda nesta fase do Ensino Médio, foi citada dentro de uma palestra de orientação da escola. Harvard imediatamente tornou-se uma meta para a experiência que sempre sonhei”, afirma.

A rotina de estudos é intensa. Segundo Giovana, a preparação vai além das horas na sala de aula. “Em Harvard tenho aulas, duas vezes por semana, de cada um dos cursos que estou frequentando, mais os workshops sobre vários temas, alguns dos quais obrigatórios, outros facultativos, mas que procuro assistir. É esperado que você tenha se preparado para a aula que vai assistir. São apresentadas com antecedência as listas do material de leitura obrigatória e facultativa para cada curso. Me preparo fazendo as leituras indicadas e atividades complementares, o que me deixa sem muito tempo para outras atividades”, relata.

Apesar da correria, a garota procura fazer amizades e passear. “Nos fins de semana me dedico a lavar roupa e fazer a manutenção do dormitório, mas sempre é possível fazer passeios com os amigos que fiz aqui. É muito interessante conviver com tamanha diversidade cultural. As amizades criadas aqui serão um grande patrimônio conquistado para toda minha vida”, afirma Giovana.

Apesar das dificuldades enfrentadas, a adolescente diz que o esforço é compensador e que planeja fazer a graduação em uma instituição internacional. “O processo de admissão é rigoroso e não existe a certeza de que você será aceito no programa. Isso traz muita ansiedade. Enfrentar esta ansiedade foi um grande desafio. Graduar em Harvard ou em outra Universidade no exterior faz parte dos meus planos. Mas é certo que estar aqui hoje me ajuda a desmistificar as possibilidades que antes pareciam incrivelmente distantes de nossa realidade no Brasil. O sonho é possível, mas exige dedicação e foco”, finaliza.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *