Resenha : Nosferatu

Mariana Dal Chico, no Psychobooks

Hoje vou comentar sobre o livro Nosferatu do autor Joe Hill, lançado no Brasil pela Editora Arqueiro.

nosferatu

Nosferatu

skoobJoe Hill

 
Tradutor: Fernanda Abreu
arqueiroEditora: Arqueiro
Páginas: 624
ISBN: 8580412978
Publicação: 2014

 
Compre:
americanassubmarinobutton_saraiva[1]culturafnacamazon

Sinopse:

Victoria McQueen tem um misterioso dom – por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa sua estranha capacidade, pois sabe que ninguém acreditaria. Ela própria não entende muito bem.
Charles Talent Manx também tem um dom especial. Seu Rolls-Royce lhe permite levar crianças para passear por vias ocultas que conduzem a um tenebroso parque de diversões – a Terra do Natal. A viagem pela autoestrada da perversa imaginação de Charlie transforma seus preciosos passageiros, deixando-os tão aterrorizantes quanto seu aparente benfeitor.
E chega então o dia em que Vic sai atrás de encrenca… e acaba encontrando Charlie.
Mas isso faz muito tempo e Vic, a única criança que já conseguiu escapar, agora é uma adulta que tenta desesperadamente esquecer o que passou. Porém, Charlie Manx só vai descansar quando tiver conseguido se vingar. E ele está atrás de algo muito especial para Vic.

Comentários

Esse é o terceiro livro que leio do autor e a primeira coisa que me impressionou foi o tamanho dele! Os dois anteriores tinham 240 páginas (A Estrada da Noite) e 320 páginas (O Pacto).

nosferatu-1

Enredo

Vic é uma garotinha especial que depois de ter ganhado uma bicicleta no aniversário, descobriu que com ela poderia entrar em uma ponte perto de um bosque em sua casa e sair em qualquer lugar que desejasse para encontrar coisas perdidas. Vic não entende muito bem esse dom e o mantém em segredo por vários anos. Conforme vai crescendo, ela tende a acreditar que suas aventuras não passavam de fantasias infantis.
Charles Manx também tem um dom especial, seu carro permite que ele leve crianças por estradas ocultas e perversas da sua imaginação transformando seus passageiros em criaturas tão aterrorizantes quando o motorista, antes de chegarem à Terra do Natal.
Quando adolescente, Vic briga com a mãe e sai atrás de encrenca, ela acaba encontrando Charles e ela é a única criança que conseguiu escapar com vida. Agora adulta, ela quer desesperadamente esquecer o que aconteceu, mas Charlie só vai descasar depois de conseguir se vingar.

nosferatu-2

Narrativa e Desenvolvimento do Enredo

Narrado em terceira pessoa sob o ponto de vista de diversos personagens, percebi um amadurecimento considerável na escrita do autor se comparado com os livros anteriores.
O livro é repleto de ação e reviravoltas, mas não se engane, o ritmo de leitura é lento com evolução gradual e vários ápices. A linha do tempo descontinuada se encaixa perfeitamente na narrativa e não confunde o leitor.
Uma característica que é muito forte do Stephen King e que percebi no texto do Joe Hill é o ‘mini spoiler’, que é mais ou menos assim: ‘fulaninha comeu um pedaço de maçã sem saber que seria sua última refeição’, o autor já está nos contando que a personagem vai morrer antes mesmo de acontecer. Esse artifício acaba funcionando para aumentar a curiosidade do leitor, sem estragar as surpresas do enredo geral.
Mais uma característica do King que está presente nesse livro do Hill é o excesso de descrição e o detalhamento de cada personagem que aparece. O ritmo de leitura fica mais lento pela quantidade de informações, que nem sempre são relevantes para o enredo principal.

nosferatu-3

Personagens

O desenvolvimento dos personagens é incrível, todos estão ali por um motivo e o autor não usa coadjuvantes como meros acessórios.
O livro acompanha vários anos da vida de Vic, a conhecemos ainda crianças, acompanhamos sua adolescência, suas dificuldades no começo da vida adulta e seu amadurecimento. Sua vida foi uma montanha russa com altos e baixos, o que passa credibilidade, pois na vida não temos apenas sofrimento ou alegrias, temos momentos de um e outro.

nosferatu-4

Concluindo

A história é boa e bem contada, mas em alguns momentos fiquei com a sensação de estar lendo uma tentativa de cópia do estilo King e ainda não sei se gosto disso. Nos livros anteriores todos esses elementos não existiam. Acho que na tentativa de melhorar o texto, Hill acabou perdendo seu estilo próprio e se confundiu com o do pai.
Leitura recomendada para quem gosta de uma boa história de suspense/terror, com personagens bem desenvolvidos, muitas referências na narrativa e um ritmo de leitura mais tranquilo.

nosferatu-5

(…) Era como se a chuva gelada da noite anterior tivesse sido absorvida por sua pele, entrado em seu sangue e a tornado de algum modo mais fria. Ela ansiava por isso, por uma frieza interior, uma imobilidade gélida e perfeita – um frio que anestesiasse todas as suas sensações ruins, que congelasse em um instante todos os pensamentos maus.
(Página 129)

estrelas

Playlist

  • Pearl Jam – Alive
  • Arctic Monkeys – Fake Tales Of San Franci
  • Kaiser Chiefs – Coming Home

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *