5 coisas que aprendi com The Sims 4

Jessica Grecco, no Indiretas do Bem

thesims02

Um dos meus jogos favoritos no mundo é o The Sims. Sou viciada desde pequena, e me lembro de gastar horas e horas das minhas férias reformando quartos, baixando novas roupas e reconstruindo uma Hogwarts inteira vizinha à família Caixão.

Ao lado das leituras, The Sims era uma das minhas coisas favoritas nas férias, junto com seus mil pacotes de expansão, claro – para tristeza do meu computadorzinho, coitado, que vivia mais lento que uma lesma.
Mês passado saiu a quarta versão do jogo, muito mais evoluída e cheia de detalhes que ~na minha época~, há quase 14 anos atrás. Como eu estou ficando velha, gente! No começo os movimentos dos Sims eram muito mais robóticos e eu amava a aptidão que eles tinham de fazer um rodo aparecer pelas costas, além de, é claro, não engravidar – o bebê simplesmente brotava no berço, PUFT assim. Bons tempos!

Ao longo desse último mês testando a nova edição, percebi que existem certas lições importantes que podemos transpor para a nossa vida. Quer ver só? 🙂

Não existe nada que um bom banho de bolhas não resolva.

bubbles bath

No The Sims 4, assim como na vida, as pessoas vivem baseadas em humores, que oscilam entre coisas como cansado, nervoso, apaixonado, inspirado, e por aí vai. Todos esses estilos são influenciados por ações que os Sims exercem ao longo do jogo, e uma delas é tomar um banho de bolhas, alterando o humor para brincalhão. Após a traumática morte do roomate da minha Sim que a viu pelada no banheiro e morreu de vergonha (exatamente), ela chorou por apenas 2 horas e o banho de bolhas logo resolveu a situação. Não existe tristeza que um banho gostoso não resolva, não é mesmo?

Descarregue frustrações: Jogar bebida na cara de quem você não gosta é sempre uma alternativa viável

friends

A intensidade das emoções estão à flor da pele nessa edição. As brigas são mais intensas e é possível sair por aí chutando lixeiras quando você estiver muito irritado com o mundo. Em um desses turbilhões de emoções é possível desabafar com aqueles Sims que você ama, e algumas outras coisinhas com aqueles inimigos, como gritar, xingar, dar tapa na cara e lógico, tirar sabe-se lá de onde, uma taça de Cosmopolitan e jogar na cara do amiguinho. Eu odeio brigar “na vida real”, e por isso essas situações no jogo são boas para extravasar e esquecer dos problemas. Num dia de chateações, recomendo gritar muito com seu vizinho (no jogo, viu).

É possível viver sem uma piscina no seu jardim

swimming pool

Essa foi a notícia mais triste do jogo: acabaram as piscinas! Sim, as maravilhosas, temidas e assassinas piscinas. Quantos Sims não morreram sem a escadinha nas edições anteriores? Pois bem, nessa edição não existem mais piscinas – a minha teoria é que vem por aí um pacote de expansão lindo e aquático, será?

Mesmo assim, é possível se divertir bastante e manter os churrascos na varanda como sempre. É possível ser feliz sem piscina, sim! Como uma moradora de São Paulo e quase sem piscinas na região, posso dizer que isso é verdadeiro.

Cuide da vida dos outros apenas no jogo

watch

Eu sempre penso naquelas pessoas que passam dias e dias stalkeando e procurando defeitos das outras pela internet. Mas que falta do que fazer, que inveja absurda! Se elas precisam de alguém para monitorar a vida eu aconselho jogar The Sims, seriamente. Você passa horas cuidando da sua família, dando ordens de tudo o que você quer que eles façam e ainda se diverte muito. Pra quê cuidar da vida alheia se você pode jogar The Sims? Esse é meu lema.

Grandes objetivos não nascem sem grades esforços – e algumas noites mal dormidas.

the-sims

Ao menos que você seja um Hacker, aí você invade as notas do colégio e fica tudo bem.

Algumas novas profissões foram incluídas e entre elas existe programação – basta você ter um computador para começar a treinar. Com isso, você pode evoluir suas aptidões e praticar “pequenos delitos” como hackear a conta bancária dos seus vizinhos e até burlar as notas do colégio se você for adolescente. Ainda assim é possível usar a programação para criar seus próprios joguinhos e aplicativos, se mantendo dentro da lei e ganhando alguns Simoleons por méritos próprios, viu?

Passe algumas noites sem dormir estudando, se esforce um pouquinho a mais no trabalho e você verá que tudo valeu à pena – ei, parece com a vida real! <3

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *