Três livros para curtir no fim de ano

Ariane Freitas, no Indiretas do Bem

Eba! Dezembro está chegando, o recesso também, e pra quem ainda não se planejou para o descanso, aí vão três dicas de livros simples e divertidos! Separei nas leituras desse semestre as que foram mais rapidinhas e prazerosas – as mais densas eu vou resenhar individualmente! Segue um vídeo contando melhor deles! 😀

Ficou curioso?

Para quem gosta de Romances Adolescentes:

O Condado de Citrus , de John Brandon
Os protagonistas Toby e Shelby vivem uma história incrível e bem contada, concisa, com suspense e uma expressividade psicológica do jeitinho que eu gosto. É uma daquelas leituras que criam identificação porque nos colocam próximos do coração dos personagens. Você ri até nos momentos angustiantes. É amor mesmo. Apesar de, em alguns momentos, os personagens parecerem maduros demais para sua idade… Você nem sempre concorda com o protagonista, mas compreende, sabe?

Para quem gosta de Fantasia:

O Peculiar, de Stefan Bachmann
Sabe aquele livro que você escolhe pela capa? Eu sei, eu faço isso sempre e não é um hábito saudável. Mas os resultados tem sido satisfatórios, poxa! Esse é um steampunk fantástico. A leitura não é das mais simples, exatamente por isso. A narrativa é densa. Os personagens Barthy é cativante, inteligente, vive uma amizade linda e a história se passa num mundo cheio de fadas más, tecnologias doidas, objetos mecânicos e fumaça… Uma dose bem legal de mistério que inclusive vale uma continuação.

Para quem gosta de Contos de Fadas Modernos:

O Livro dos Vilões, de Fábio Yabu, Diana Peterfreund, Carina Rissi e Cecily Von Ziegezar
Vocês já devem ter lido O Livro das Princesas – eu confesso que não li, princesas não me atraem muito. Vilões sim – por isso não resisti quando vi a capa. Além disso, gosto muito do trabalho do Yabu e já me diverti bastante com Gossip Girl, então pelo menos metade da leitura era sorriso garantido. Os contos são #Stepsister – Sobre sapatos e selfies, uma releitura fraquinha de Cinderela pela Cecily. Tem fada madrinha gay, tem gêmeas más fúteis, mas a mensagem não convence muito. Menina Veneno, da Carina Rissi, é uma releitura de Branca de Neve que tenta mostrar um lado da madrasta que não conhecemos. Quanto mais afiado o espinho, da Diana, mostra a vida de uma bruxa adolescente, tentando se encaixar. Convenhamos: não precisa ser bruxa pra sofrer com isso. E por isso ele é tão legal. <3 O melhor é o A Menina e o Lobo, do Yabu. É do tipo que faz a gente rir, suspirar, chorar… Valha-me. Ele tem elementos do reino fantástico e a sua importância na vida dos personagens e da história. É tão legal que eu já separei como presente de Natal!

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *