Resenha: Faça Amor, Não Faça Jogo

Patricia Gazza, no Psychobooks

Oi, pessoas!

Hoje tem resenha de um dos livros mais delícia de todos os tempos: Faça Amor, Não Faça Jogo, de Ique Carvalho.

faca-amor-nao-faca-jogo

Faça Amor, Não Faça Jogo

Ique Carvalho

logo autenticaEditora: Gutenberg
Páginas: 224
ISBN: 9788582352076
Publicação: 2014

Sinopse:

Viver a plenitude do amor é o desejo senão de todas, ao menos da maioria das pessoas. Amar e ser amado incondicionalmente, contar com o apoio de alguém para as horas difíceis e para os momentos alegres, e saber que independentemente do que fazemos, alguém estará ao nosso lado simplesmente pelo que somos é o ideal de vida de muitos. Viver esse amor na prática, no entanto, nem sempre é fácil. E é exatamente sobre felicidade, vida e amor que Ique Carvalho fala neste livro. O autor, que começou escrevendo em seu blog e já tocou o coração de milhares de pessoas que se envolveram e se emocionaram com suas palavras, descreve com perfeição o amor que muitos procuram e poucos realmente encontram. E ele fala do amor em todas as suas expressões- desde o romântico entre duas pessoas até o mais puro e verdadeiro dos laços familiares, que ele tem com seu pai e mentor. Como as relações humanas são frágeis e complicadas, os relacionamentos tornam-se difíceis, o que nos faz buscar a felicidade nos lugares ou nas pessoas erradas. Mas o autor nos faz enxergar a vida de forma diferente. Faça amor, não faça jogo é um lembrete de que, no jogo do amor, não é necessário haver ganhadores ou perdedores. Basta olhar e aceitar novos paradigmas e acreditar no que diz seu coração. E vivenciar isso de verdade.

Comentários

Juro que não sei nem por onde começar a falar sobre esse livro!
Não faz muito tempo que eu conheci o site do Ique, The Love Code. Via muitos compartilhamentos de trechos de autoria dele na minha timeline e um deles, em particular, me chamou muito a atenção – sabe quando a gente se depara com o quote perfeito para o que estamos passando naquele momento? E foi assim que me apaixonei pelos textos do Ique.

Pouco tempo depois o livro foi lançado e logo solicitei para a editora. Nele há alguns textos que encontramos no site, mas também há textos inéditos.

Ique fala de amor, pura e simplesmente, seja ele romântico, familiar ou fraternal. E, sendo um tema tão fundamental na vida de todo mundo, é fácil se identificar, em alguma medida, com o que ele escreve, seja por causa de algo que estamos vivendo, seja por algo que já vivemos, seja porque lemos em suas linhas o que desejamos.

Sua escrita é poética, leve, cheia de sentimento, mas direta, sem frescuras. É o tipo de livro que nos lê ao mesmo tempo em que o lemos e dá fácil para gastar um pacote de tags marcando os quotes preferidos – tanto que nem me preocupei em marcar nada, preferi me deixar levar pela leitura e sentir tudo que ela estava me transmitindo. A única coisa que não gostei no livro é que ele terminou no meu trajeto para o trabalho – queria mais e mais e mais!

Para completar a escrita maravilhosa, o trabalho gráfico do livro é incrível! Antes de cada texto há duas páginas vermelhas com o título e a indicação de uma música para acompanhar a leitura. Dessa vez li apenas os textos, mas quando eu fizer a releitura (e farei, com certeza) vou preparar uma playlist com as músicas sugeridas no livro – acredito que a experiência será ainda melhor.

Ele é, sim, um livro de autoajuda, mas sem cara de autoajuda. Sabe aquele amigo mais sensível, que sempre tem um conselho ou uma palavra de encorajamento que não soa piegas ou brega? Assim é a escrita de Ique: é como se estivéssemos conversando com um amigo de longa data, que conhece até o que tentamos esconder a todo custo.

Não preciso nem dizer que recomendo FORTEMENTE a leitura, releitura, treleitura… Se você ainda não conhece o site, acesse assim que tiver um tempinho, dê uma lida em alguns textos e se prepare para sair correndo para a livraria mais próxima para comprar o livro 😉

Confiança e cabeça erguida. Você pode tudo. Mas primeiro você, depois o mundo.
Página 209

5Estrelas

Playlist

  • Adam Levine – Lost Stars
  • Ed Sheeran – Bloodstream
  • Pearl Jam – Nothingman

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *