Denise Guilherme tem paixão por livros

Denise Guilherme tem paixão por livros – e pode ajudar seu filho a ler mais e melhor

Mirela Mazzola, no Projeto Draft

denise-guilherme-taba-leitura
Apaixonada por livros, a pedagoga criou um site que ajuda os pais a navegar pelo oceano da literatura infanto-juvenil

A pedagoga Denise Guilherme, 38 anos, cresceu rodeada por livros. Cursando o ensino médio, em Osasco (SP), foi arrebatada de vez pela literatura. O cenário era uma biblioteca aberta, onde qualquer um podia passear entre as estantes e manusear os livros. Havia também uma bibliotecária sempre pronta a indicar uma boa obra. “Li muito nessa época. A biblioteca da fundação onde estudei não era aquele ambiente típico de pesquisa e silêncio”, lembra.

A faculdade de Pedagogia foi o caminho natural para Denise. Depois vieram o mestrado e a chance de recuperar e organizar a documentação de uma editora. A vontade de se dedicar a projetos de incentivo à leitura surgiu quando ela passou a lecionar para professores no interior de São Paulo, em 2005. “Descobri que seria feliz ajudando a despertar essa paixão em outras pessoas”, diz Denise, grávida de Maria e mãe de Manuel, de 2 anos.

O sonho de levar mais leitura à vida de crianças e jovens e a experiência acumulada em literatura fizeram nascer o blog Meu Diário de Leitura, de resenhas de livros infanto-juvenis. Era o embrião do A Taba, site de curadoria que entrou no ar em 2013 em parceria com bibliotecários, professores e contadores de histórias.

Quando idealizou o projeto, Denise reuniu os profissionais e chegou a uma lista de mil obras indicadas para crianças e jovens, todas avaliadas e divididas em listas temáticas. Não foi fácil viabilizar um site com tanta informação e ainda logística de venda online, mas a versão completa saiu após um ano de ajustes. A criadora dá o tom do trabalho:

“Os textos buscam indicar livros de leitor para leitor, não são uma crítica literária”

Além do conteúdo, A Taba tem espaço para um fórum de leitores e livraria virtual. A ideia, diz Denise, é que a loja seja coadjuvante diante do grande número de resenhas gratuitas. “Não temos vínculo com editoras e não indicamos leituras que consideramos ruins, com conteúdo moralista ou estereotipado, por exemplo.” Há ainda um serviço de assinaturas (mensal, trimestral, semestral ou anual) que, mediante um valor fixo, seleciona e envia um livro por mês de acordo com o perfil da criança ou adolescente presenteado.

Para a idealizadora do projeto, o livro não é nada sem o leitor. “O personagem mais importante nessa história é a leitura, ou seja, a forma como interpretamos a obra e como ela mexe conosco”. Denise sonha que a iniciativa tenha um papel relevante na formação de uma comunidade leitora. Para que cada dia mais pessoas sejam crianças rodeadas por livros, como ela foi.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *