6 técnicas para (melhor) estudar com a ajuda da tecnologia

Getty Images
Getty Images

Publicado no Observador

As estratégias para alcançar bons resultados são muitas. E a tecnologia é cada vez mais importante. Segundo o El País: existem aplicações concebidas especialmente para os estudantes, que facilitam a aprendizagem. De lápis e papel na secretária ou de smartphone na mão, existem sete técnicas que podem dar uma grande ajuda durante a época de estudo.

Ganhar concentração

Mas a evolução das ferramentas tecnológicas tem tanto de benéfico na hora de estudar como de potencial de distração. As redes sociais, principalmente, tendem a roubar a atenção dos alunos e não os deixa desligarem-se da realidade virtual.

Como ignorar os celulares e computadores é impossível nos tempos que correm, porque esses dispositivos tornaram-se parte da lista de material necessário a qualquer estudante, o segredo está numa aplicação chamada Ommwriter: “É o teu escritório privado onde podes fechar a porta atrás de ti para te focares no teu estudo em paz”.

Quando ativada, esta aplicação bloqueia a recepção de notificações ao infiltrar-se na rede. Não deixa de receber mensagens, mas simplesmente não sabe quando alguém está a tentar contactar consigo através das redes sociais.

Organizar o estudo

A disciplina é fundamental para estudar de modo eficaz na fase de exames. Para tal existem várias aplicações que o podem ajudar: desde o típico Google Calendar até à mais modernista Homework App, todas elas têm por objetivo organizar as tarefas para esta época, para que haja tempo para estudar, mas também para fazer uma pausa e descansar.

Comece por marcar as datas dos exames e os dias em que não vai poder dedicar-se ao estudo. Depois descubra quais os assuntos que vão precisar de mais empenho e distribua-os ao longo do dia. A sensação de que a época de estudo está sob controle vai permitir aumentar a produtividade.

Esquemas individuais ou coletivos

Esquematizar a informação é essencial, porque obriga-nos a separar o realmente importante do que é dispensável. Uma das aplicações que pode ajudar nesse sentido é o Mindmeister: funciona num regime de colaboração online, onde todos os participantes conseguem obter uma síntese do assunto de modo mais eficaz.

Os mapas podem ser individuais ou criados através das entradas de diferentes pessoas em todo o mundo. A estratégia é simples: as pessoas aprendem melhor quando tentam explicar a matéria aos outros.

Desenhar infográficos

Os métodos utilizados para estudar dependem da disciplina e da matéria em questão. Mas os infográficos são especialmente eficazes em questões onde se devem relacionar dois ou mais tópicos, principalmente quando pretendemos aprofundar determinada questão.

Para esta técnica há muitas aplicações prontas para o ajudar. Uma delas chama-se Easel.Ly e oferece vários modelos de infográficos cativantes para um estudante: já coleciona 1 milhão de gráficos, criados por 800 mil utilizadores.

Entrar em fóruns online

Se para alguns estudantes o melhor é isolarem-se durante a época de estudo, outros preferem interagir com outros colegas. A vantagem dos fóruns como o Wikispaces  é que permite aos estudantes questionar os outros sobre a matéria. É algo muito aproveitado também pelos professores que pretendem orientar os alunos durante o período de estudo em que estão afastados das escolas.

Outra questão positiva nesta técnica: a motivação. “Ao aperceberem-se que alguém sabe mais sobre eles, tendem a dedicar mais tempo ao estudo em busca de uma maior compreensão sobre o assunto”, explica Ángel Sobrino, da Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade de Navarra.

Investigar para melhorar os apontamentos

Não se limite aos manuais escolares: procure novas informações por iniciativa própria. Os documentos que o Google disponibiliza podem ser muito úteis nesse sentido: encontrar dados que complementem os que estão nos livros serve para cimentar a matéria e torná-la mais clara.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *