Criança de 11 anos lança livro escrito em semana de castigo

1i14

Publicado no Blog do Galeno

Um menino de 11 anos que mora em Pitangui, no Centro-Oeste de Minas, desobedeceu a mãe e recebeu dela um castigo: foi proibido de assistir televisão durante uma semana.

O que poderia ser um pesadelo para muitas crianças, estimulou a criatividade de Ângello César Vianini, que aproveitou o tempo para escrever um livro de aventuras.

“A Caça Misteriosa” tem 30 páginas e foi impresso com ajuda do poder público local e lançado no dia 2 deste mês de julho. Cópias foram distribuídas a bibliotecas escolares da cidade. O jovem escritor recebeu até uma homenagem de vereadores na Câmara. “O reconhecimento dos amigos é o mais legal”, afirmou o jovem autor.

Quem explicou a história do castigo foi a mãe do garoto, Esther Altes. Professora de espanhol, ela contou que, há um ano, o filho disse a ela que iria à casa de uma avó. “Eu falei para voltar para casa antes do sol se pôr, porque não gosto de deixá-lo andando pelas ruas sozinho à noite. Mas, ele me desobedeceu e chegou em casa quando já havia escurecido. Como medida educativa, disse que ele ficaria uma semana inteira sem TV. Ele passou a maior parte desse tempo trancado no quarto. Quando o prazo acabou, chegou perto de mim e disse: ‘olha, mãe, eu escrevi um livro!”.

O menino falou sério. “A Caça Misteriosa” conta a história de um menino que sai da escola e encontra alguns amigos. Eles começam a conversar sobre uma casa que escondia mistérios. Aí a aventura começa. “Para escrever a história, me lembrei de alguns filmes de aventura e de autores como Júlio Verne, Robert Louis Stevenson e Rick Riordan”, contou Ângelo.

A qualidade do texto chamou a atenção da Secretaria Municipal de Turismo, Cultura e Patrimônio Histórico de Pitangui, que bancou a impressão de 500 exemplares. “Muito nos honrou poder participar e incentivar esse projeto. No livro, Ângelo Vianini nos faz refletir sobre a necessidade de voltarmos nossos olhos para o futuro. Diante de tantas discussões em torno de infância e juventude, aparece uma criança que demostra na prática que nem tudo está perdido. Estamos orgulhosos e com muita esperança com relação à nossa juventude”, disse ao G1 o secretário da pasta, Antônio Lemos.

Exemplares do livro já estão dispiníveis em várias bibliotecas da cidade. Na Escola Estadual Professor José Valadares, onde cursa o sexto ano do ensino fundamental, Ângelo César recebe admiração especial dos colegas.

“Muitos amigos da escola já leram meu livro. É uma sensação gostosa ver o resultado da minha imaginação sendo lido pelas pessoas”, comentou o autor.

O livro de Ângelo César Vianini ainda não está disponível em livrarias. Para comprar, basta reservar com a família do garoto pelo telefone: (37) 3271-5557.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *