Thalita Rebouças comemora 15 anos de carreira: ‘ Nunca me senti tão bem’

Thalita Rebouças posa na varanda de seu apartamento em São Conrado, Zona Sul do Rio (Foto: Isac Luz / EGO)
Thalita Rebouças posa na varanda de seu apartamento em São Conrado, Zona Sul do Rio (Foto: Isac Luz / EGO)

Aos 40 anos, a escritora conta que vai estrear como atriz e diz que não sonha com a maternidade: ‘Ser mãe é muito difícil e requer muita dedicação’

Luisa Girão, no EGO

Faz exatamente 15 anos que a escritora Thalita Rebouças subiu em uma cadeira na Bienal do Livro do Rio e começou a gritar: “Gente, eu sou escritora. Um dia vou ser famosa e vocês terão meu autógrafo!”. O impulso aconteceu depois de uma tarde inteira no estande da editora, sem nenhuma atenção do público.

De lá para cá, muita coisa mudou. Hoje, aos 40 anos, Thalita tem 20 livros publicados e bateu a marca de um 1,5 milhão de exemplares vendidos. Marca singular para qualquer escritor. “Me sinto tão realizada. Nunca achei que fosse viver de literatura. O que vivo hoje é melhor do que meu melhor sonho”, afirma ela, em entrevista ao EGO, em sua casa em São Conrado, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

O sucesso é tanto que a autora é comparada até com popstars. “Um menino me disse que eu era a Madonna dos livros”, diverte-se ela, acrescentando: “Já falaram até que sou os Beatles dos livros com aquele bando de adolescente correndo atrás. Eu adoro! Não sou uma atriz, cantora ou ‘youtuber’ que escreveram livros após ficarem famosas. Eu sou escritora e fiquei conhecida por isso, o que me dá um orgulho maior ainda”.

E não é só nas livrarias que ela faz sucesso. A escritora virou um fenômeno também em redes sociais: “Acho importante eu ter uma boa relação com as redes sociais porque é um caminho direto para os meus leitores. Ultimamente, estou viciada no Snapchat. Relutei a entrar, mas agora meus fãs até me apelidaram de ‘rainha do Snap’. É muito divertido, é como se cada um tivesse seu próprio Big Brother”.

Fã de reality show
A comparação não é por menos. Fã de Érico Veríssimo, Fernando Sabino e Jorge Amado, a escritora confessa que também curte um reality show. “Eu adoro ‘The Biggest Loser’, as Kardashians e até o da Lindsay Lohan eu vi… E olha que ela é chata, hein?”, brinca ela, que confessa que pensa em escrever uma história sobre esse universo. “O cotidiano, as pessoas e a busca pela fama são temas que me inspiram. Quero muito escrever algo sobre reality show para adolescente, mas não posso contar porque se não vão pegar a minha ideia”, diz.

E não é só na carreira que a escritora comemora a boa fase. Aos 40 anos, ela diz estar em um de seus melhores momentos na vida pessoal. “Acho que a crise dos 30 foi bem pior. Não sei nem dizer o porquê, mas bateu uma insegurança de ver o tempo passando… Quando fiz 40, bateu uma neurose, mas passou logo. Acho que nunca me senti tão bem comigo, com a minha cara e com o meu corpo”, fala ela, que mantém a boa forma com treinos funcionais e corrida na areia da praia.

Aos 40 anos, Thalita Rebouças afirma que está em sua melhor fase: "Nunca me senti tão bem" (Foto: Isac Luz / EGO)
Aos 40 anos, Thalita Rebouças afirma que está em sua melhor fase: “Nunca me senti tão bem” (Foto: Isac Luz / EGO)

Solteira, após o fim do casamento de 18 anos com o escritor Carlos Luz, Thalita diz que não pensa em ser mãe. “Eu não sinto nenhum tipo de pressão e não tenho vontade. Ser mãe é muito difícil e requer muita dedicação. Para ser mãe nas coxas, como vejo muitas mulheres sendo, não vale a pena. A maternidade é algo tão nobre”, explica.

No entanto, ela não descarta adotar uma criança. “Acho que se tiver um filho, um dia, vou fazer que nem a Astrid Fontenelle ou a Glória Maria, que adotaram e fizeram essa coisa linda. Não vou ficar congelando óvulos, ficar sofrendo com inseminação artificial. Nossa, eu adotaria feliz. Mas nunca tive vontade, nem sei se vou ter. E ainda tem o Lindão, né?”, diz ela, sobre o cachorro de estimação.

Atriz?
Enquanto o desejo da maternidade não vem, a escritora aproveita para focar suas forças na carreira. Ela conta que já foi convidada para escrever para TV e cinema, mas não topou. “Recebi propostas boas, mas neguei todas. Não quero me meter com essa coisa de ibope, de mudar a minha identidade como escritora e ter que mudar algo pela audiência. Ia me sentir violentada”, afirma.

Thalita ainda contou que se prepara para estrear numa carreira: a de atriz. Até o final do ano ela vai entrar em uma websérie. “Eu não sou atriz, mas no projeto eu vou me interpretar. É sobre minhas andanças de escritora, as coisas que passo”, adianta.

Neste sábado, 12, e no domingo, 13, a escritora estará novamente na Bienal do Livro, para autografar seus mais recentes livros: “Fala sério, irmão!” e “Um ano inesquecível”: “Às vezes, eu não acredito que isso é meu trabalho, que ganho para isso. É difícil, mas hoje me sustento com o dinheiro dos livros. Luxo é poder viver de literatura e receber esse carinho dos fãs”.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *