Best-seller juvenil vira minissérie na Globo com empurrão de Manoel Carlos

Laura Neiva (esq.) vive personagem inspirada na 'narradora-conselheira' de Isabela Freitas
Laura Neiva (esq.) vive personagem inspirada na ‘narradora-conselheira’ de Isabela Freitas

Gabriela Sá Pessoa, na Folha de S.Paulo

Um dos 410 mil exemplares vendidos do best-seller “Não se Apega, Não”, da autora mineira Isabela Freitas, foi parar nas mãos de Manoel Carlos. O livro saiu em 2014, pela Intrínseca, e a sequência, “Não se Iluda, Não” foi publicada recentemente pela mesma editora.

Maneco, autor de novelas globais como “Mulheres Apaixonadas”, gostou do que leu: histórias confessionais sobre relacionamentos e conselhos para dar a volta por cima em términos (“em caso de dor, desapego por favor”, diz um deles).

Tanto que convidou a moça de 24 anos para um café no Rio. A proposta: adaptar o texto para a televisão.

O resultado estreia neste domingo (8) no “Fantástico”, da TV Globo. Serão seis episódios de dez minutos, em que as desventuras amorosas da garota viraram esquetes protagonizadas por Laura Neiva, José Loreto e Rafael Vitti, destaque da última temporada de “Malhação”.

Antes de chegar aos atores, porém, o texto passou pelas mãos das roteiristas Juliana Peres e Mariana Torres, colaboradoras de Maneco há dez e seis anos. A dupla assina, pela primeira vez, uma produção sozinha.

O que Manoel Carlos —criador de oito Helenas, um dos personagens femininos mais longevos da TV—, encontrou de novidade na maneira com que Isabela Freitas aborda o universo das mulheres?

“Talvez nada que já não tenha sido feito, até mesmo por mim”, diz ele. “Mas no caso da Isabela, oriunda de um universo que eu pouco conheço, o que me cativou foi a maneira direta de se expressar, com a convicção de estar falando às pessoas certas, capazes de entendê-la.”

Coisa que a jovem escritora diz ver pouco na televisão. “Outro dia vi uma reportagem, falando que a TV está muito velha, com programação para pessoas mais velhas”, comenta ela. “O jovem tem muita vontade de ter voz na TV, por isso recorre à internet, ao YouTube.”

MAIS RÁPIDO

O ambiente virtual ela domina como a palma da mão. Seu site diz contabilizar 100 mil visitas diárias e sua página no Facebook é seguida por 406 mil pessoas.

A maneira com que Isabela se comunica com seu público foi algo que as roteiristas tentaram desvendar.

Habituadas a escrever novelas, as roteiristas contam que precisaram adaptar suas técnicas de escrita para “Não se Apega, Não”.

O fluxo “muito mais rápido” da narrativa, diz Juliana Peres, exige que o gatilho de uma cena esteja “dentro” da que a antecedeu, sem tempo para passagens.

A agilidade do texto, para Mariana, é o “mistério do talento e do sucesso” de Isabela Freitas. “Ela encontrou uma maneira de se comunicar com o público jovem, que é muito difícil”, afirma.

Com quatro anos de experiência como blogueira e escritora, Isabela dá a letra: o segredo da fama em tempos de “youtubers” é manter a autenticidade, “sem forçar ser o que você não é”.

“Sendo autêntico, direto e sincero, sem ficar pensando no que vai falar, sem se prender muito a roteiros”, conta. “As pessoas vão gostar e se sentir próximas”, acredita.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *