Livro revela que Ursinho Pooh é, na verdade, uma ursinha

Publicado no Jornal Floripa

1531475A autora canadense Lindsay Mattick revelou em um novo livro que o animal que inspirou a história do Ursinho Pooh era, na realidade, uma fêmea.

Mattick é bisneta do veterinário do exército canadense Harry Colebourn, que adotou a ursinha na vida real.

Em 1914, o militar estava a bordo de um trem para Quebec, onde ele ia embarcar em sua missão na Primeira Guerra. Em uma das paradas, Colebourn desceu e encontrou uma ursa presa em cativeiro. Comovido, o veterinário resolveu adotá-la e chamá-la de Winnie (nome de Pooh em inglês).

Após alguns anos servindo como mascote no exército, Winnie foi doada ao zoológico de Londres, onde o autor A. A. Milne e seu filho, Christopher Robin Milne, a conheceram.

O filho de Milne se apaixonou pela ursinha e deu o nome de Winnie para seu ursinho de pelúcia —foi daí que surgiu a inspiração para os famosos livros de Milne, como “Whinnie-the-Pooh” (1926), que contam, justamente, a história de Christopher Robin e seu ursinho. O personagem se tornou conhecido na década de 1960, quando seus direitos foram comprados pela Disney.

Primeiro rascunho do "Winnie the Pooh", do ilustrador E. H. Shepard
Primeiro rascunho do “Winnie the Pooh”, do ilustrador E. H. Shepard

 

O que ninguém sabia até agora, no entanto, é que Winnie originalmente era uma ursinha. A revelação veio através do livro para crianças “Finding Winnie: The True Story of the World’s Most Famous Bear”, publicado por Mattick em outubro deste ano.

O livro está sendo elogiado pelos pais nas resenhas da Amazon e, 20 dias após seu lançamento, já está esgotado no site.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *