Mostra sobre vida e obra de Paulo Leminski chega ao Rio

Paulo Leminski  em clique de João Urban Crédito: João Urban / Divulgação
Paulo Leminski em clique de João Urban Crédito: João Urban / Divulgação

Publicado no Glamurama

Depois de rodar mais de sete capitais brasileiras, a mostra “Múltiplo Leminski” abre a temporada 2016 da Caixa Cultural Rio de Janeiro trazendo vasto acervo do poeta Paulo Leminski – que morreu em 1989. A exposição, que entra em cartaz a partir deste sábado para convidados e domingo para o público, é a maior já realizada sobre a obra e a vida do escritor curitibano. São mais de mil objetos originais entre fotos, livros, pinturas, poesias, vídeos e filmes.

Com curadoria assinada por Alice Ruiz e pelas filhas do poeta, Aurea e Estrela Leminski, a mostra é resultado de anos de pesquisa e catalogação. Divididas em diversos espaços cênicos, as instalações revelam a multiplicidade do artista, que era ao mesmo tempo músico, compositor, romancista, tradutor, ensaísta, judoca e publicitário.

“Trazer esta exposição para o Rio de Janeiro é muito legal para a gente, pois a cidade tem um significado marcante na vida e obra de Paulo Leminski, não só porque ele morou na capital por duas vezes, no final dos anos 60, mas porque foi onde começou a ser jornalista e músico. Além disso, durante a década de 80, viajava frequentemente para o Rio para participar de eventos culturais, lançar livros e rever amigos e parceiros musicais”, explica Aurea Leminski.

Entre os objetos, máquina de escrever, livros escritos e traduzidos por ele, obras que faziam parte de sua biblioteca, entre elas dicionários em várias línguas, revistas, fotos, cadernos, recortes de jornais, entrevistas, cartas, poesias escritas em guardanapos, originais manuscritos e datilografados, histórias em quadrinhos, vídeos, discos e fitas cassetes.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *