Professor usa Pokémon Go para ensinar geografia aos alunos

poke1

Publicado no Hypeness

Enquanto muita gente está ocupada demais criticando o Pokémon Go, algumas pessoas preferem buscar o impacto positivo do jogo. É o caso deste professor de geografia de Rio Preto, que decidiu usar o aplicativo em suas aulas para envolver os alunos e ensiná-los a compreender mapas.

Leandro Ferreira é professor do 3º ano da Escola Municipal Professora Regina Mallouk e foi para a rua com os estudantes na segunda-feira, 8, para ensiná-los a compreender mapas através do game. O professor sempre jogou videogames e percebeu o potencial do Pokémon Go no ensino ao jogá-lo.

Ele contou em entrevista ao G1 que os alunos não podem levar celular para as aulas, mas os pais e a escola autorizaram o uso dos aparelhos no dia da atividade. Assim, os estudantes foram divididos em grupos para mapear o entorno escolar. No mapa foram incluídos pontos de ônibus, telefones públicos, casas de alunos, supermercados e pokestops (lugares mais comuns para encontrar Pokémons).

Durante as aulas, Leandro também ensinou dicas de segurança que os estudantes devem tomar ao jogar, como evitar lugares perigosos, não atravessar a rua jogando e andar sempre em grupo. A atividade envolveu ainda outras disciplinas: os estudantes criaram uma redação sobre os problemas do bairro após conhecer melhor o entorno e aprenderam a somar e subtrair o peso e a altura dos Pokémons.

poke2

poke3

Todas as fotos: Divulgação

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

One thought on “Professor usa Pokémon Go para ensinar geografia aos alunos

  • 16 de agosto de 2016 em 15:07
    Permalink

    Maravilhoso! Além de geografia, dá pra ensinar também matemática! Desde operações básicas como a multiplicação e a divisão até unidades de medida como “km” e “m”, eu tentei isso com o meu vizinho que está no quinto ano e ele se mostrou bastante entusiasmado ao tentar descobrir quantos pokemons ele precisava para evoluir o que já tinha e quanto ainda precisava percorrer para conseguir novos, enfim… São mil ideias e fico feliz que um professor tenha encontrado uma aplicabilidade para o jogo e mostrado como aprender geografia na escola pode ser prazeroso e divertido.
    São essas iniciativas que faltam para motivar nossas crianças, um professor não aprende isso em manuais nem em metodologias prontas, isso é criar sua própria metodologia, e com o apoio da escola fica mais fácil fazer um projeto como esse dar certo!
    Estou muito feliz por ele!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *