Valesca Popozuda lança na Bienal do Livro de SP ‘Sou Dessas’, com memórias, reflexões e autoajuda

Valesca Popozuda lança sua autobiografia - Ana Branco / O Globo
Valesca Popozuda lança sua autobiografia – Ana Branco / O Globo

 

‘Agora sou escritora, e ninguém vai me segurar!’, diz

Publicado em O Globo

Ex-frentista, ex-funcionária de borracharia, Valesca Reis Santos exulta:

— Agora eu sou escritora, e ninguém vai me segurar!

Sim, Valesca Popozuda, cantora de funk, dos sucessos “Beijinho no ombro”, “Eu sou a diva que você quer copiar” e, é claro, “Agora eu sou solteira”, está lançando seu primeiro livro: “Sou dessas: pronta pro combate” (Best Seller), com noite de autógrafos hoje, a partir das 18h, na abertura da 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Com orelha assinada pela atriz Susana Vieira, “Sou dessas” traz relatos em primeira pessoa sobre os 37 anos de vida da funkeira (“Mas não é uma biografia. Se fosse, 200 páginas seria pouco para contar tudo”, diz ela), muitos conselhos lastreados em suas experiências (é uma espécie de livro de autoajuda também) e várias reflexões sobre feminismo, vaidade, mídia, orientação sexual e igualdade racial (que justificariam a alcunha de “Valesca pensadora”, que ela ganhou em 2014, na prova de filosofia de uma escola pública de Taguatinga), “Sou dessas” bate, logo nas primeiras páginas, numa velha tecla: “Eu sou a prova viva de que, quando você quer mesmo alguma coisa, o universo vai conspirar a seu favor e a mágica vai acontecer”.

Ex-frentista, ex-funcionária de borracharia, Valesca Reis Santos exulta:

— Agora eu sou escritora, e ninguém vai me segurar!

Sim, Valesca Popozuda, cantora de funk, dos sucessos “Beijinho no ombro”, “Eu sou a diva que você quer copiar” e, é claro, “Agora eu sou solteira”, está lançando seu primeiro livro: “Sou dessas: pronta pro combate” (Best Seller), com noite de autógrafos hoje, a partir das 18h, na abertura da 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Valesca Popozuda - Ana Branco / O Globo
Valesca Popozuda – Ana Branco / O Globo

Com orelha assinada pela atriz Susana Vieira, “Sou dessas” traz relatos em primeira pessoa sobre os 37 anos de vida da funkeira (“Mas não é uma biografia. Se fosse, 200 páginas seria pouco para contar tudo”, diz ela), muitos conselhos lastreados em suas experiências (é uma espécie de livro de autoajuda também) e várias reflexões sobre feminismo, vaidade, mídia, orientação sexual e igualdade racial (que justificariam a alcunha de “Valesca pensadora”, que ela ganhou em 2014, na prova de filosofia de uma escola pública de Taguatinga), “Sou dessas” bate, logo nas primeiras páginas, numa velha tecla: “Eu sou a prova viva de que, quando você quer mesmo alguma coisa, o universo vai conspirar a seu favor e a mágica vai acontecer”.

Com a editora, ficou a responsabilidade pelo texto final e pela divisão em capítulos.

— Algumas vezes, eles botaram o linguajar deles no livro, mas aí eu cheguei e disse: “Não, o livro tem que ser Valesca, nada de muito enfeite” — diz ela, uma leitora de livros nada contumaz. — O último que eu li todo foi “A menina que roubava livros” (best seller do australiano Markus Zusak). Leio mais revistas de moda.

“Sou dessas” (dedicado à mãe, “uma mulher guerreira, que dormiu na rua, passou fome, mas nunca me deixou passar fome”) termina com um capítulo sobre estupro — algo que ela diz não ter sofrido, mas que a revolta.

 

— O homem tem que parar com essa loucura de achar que a mulher está pedindo — prega ela, que no entanto livra a cara do cantor Biel, envolvido em escândalo ao dizer que estupraria uma repórter que o entrevistava. — Adolescente fala besteira — diz, apesar de Biel já ter 21 anos. — O que pesa é que ele é um artista. Se não fosse um adolescente funkeiro, ninguém estaria criticando. Mas agora ele vai pensar melhor antes de falar.

Enquanto divulga o livro, Valesca segue firme na música. E lança, ainda neste ano, as músicas “Viado” e “Pimenta”:

— Gosto de cantar o que o povo quer ouvir. Só não canto em inglês. Nunca busquei ser internacional.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *